Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16586
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Ação da azitromicina em vilos placentários humanos infectados por Toxoplasma gondii : um modelo experimental de tratamento da toxoplasmose congênita
metadata.dc.creator: Filice, Letícia de Souza Castro
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferro, Eloisa Amália Vieira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva, Neide Maria da
metadata.dc.contributor.referee1: Oliani, Sônia Maria
metadata.dc.contributor.referee2: Mineo, Tiago Wilson Patriarca
metadata.dc.contributor.referee3: Santos, Maria Celia dos
metadata.dc.contributor.referee4: Oliveira, Karine Rezende de
metadata.dc.description.resumo: A toxoplasmose é uma zoonose de distribuição mundial, causada pelo protozoário Toxoplasma gondii. Apesar de geralmente apresentar-se como uma infecção assintomática, a toxoplasmose pode manifestar-se como uma doença potencialmente grave em indivíduos imunocomprometidos e quando adquirida durante a gestação, pode associar-se a complicações fetais e abortos. O tratamento da toxoplasmose durante a gestação, caso haja confirmação da infeccão fetal, baseia-se na combinação das drogas: pirimetamina, sulfadiazina e ácido folínico (PSA). No entanto, estes fármacos apresentam inúmeros efeitos adversos, não devendo ser indicado no primeiro trimestre gestacional. A azitromicina é um antibiótico azalídeo com ação em uma ampla gama de infecções bacterianas, bem como atividade antimalárica, sendo considerado seguro para utilização durante a gestação. Assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar a eficácia da azitromicina no controle de T. gondii usando o modelo experimental de explantes placentários de terceiro trimestre. Os vilos placentários foram infectados ou não com taquizoítas de T. gondii e tratados com diferentes concentrações de azitromicina ou PSA. Esses vilos placentários foram processados para análise morfológica, ensaio de proliferação de T. gondii e imuno-histoquímica e, os sobrenadantes, avaliados para mensuração da atividade de LDH, dosagem de citocinas, produção hormonal e de nitrito. Em doses não citotóxicas (200 e 1000 μg/ml), os tratamentos com azitromicina ou PSA não alteraram a morfologia dos vilos placentários. Ambos tratamentos foram capazes de reduzir significativamente a proliferação intracelular T. gondii, sendo que o tratamento com PSA promoveu aumento de IL-12 e redução de IL-10, enquanto a azitromicina induziu aumento na produção de IL-2 e IL-6 nos grupos infectados com T. gondii, além de redução na produção dos hormônios estradiol, progesterona e hCG. Além disso, o tratamento prévio dos parasitos com antibióticos foi capaz de controlar a replicação dos mesmos, demonstrando ação direta das drogas sobre T. gondii. Assim, nossos dados indicam que a azitromicina, assim como PSA, são capazes de controlar a infecção por T. gondii nos vilos placentários humanos de terceiro trimestre gestacional. Além disso, nossos dados sugerem a azitromicina como uma alternativa no tratamento da toxoplasmose congênita, ampliando as estratégias terapêuticas utilizadas no controle do parasito na interface materno fetal.
Abstract: Toxoplasmosis is a worldwide zoonosis, caused by the protozoan Toxoplasma gondii. Although it is an usuall asymptomatic infection, the toxoplasmosis can manifest as a potentially serious disease in immunocompromised individuals and when acquired during pregnancy. The treatment of toxoplasmosis during pregnancy when the fetal infection is confirmed is based in the association of pyrimethamine, sulfadiazine and folinic acid (PSA). Pyrimethamine is potentially toxic and should not be used in the first trimester of pregnancy. The azalide antibiotic azithromycin presents efficacy in a wide range of bacterial infections and antimalarial activity, and it is considered safe for use during pregnancy. The objective of the present study was to evaluate the efficacy of azithromycin in controlling T. gondii infection in human placentas from third trimester. The placental villi were infected or not with tachyzoites of T. gondii and treated with various concentrations of azithromycin or PSA. The villous placenta were processed for morphological analysis, T. gondii intracellular proliferation and immunohistochemistry; and supernatants were evaluated for measuring the activity of LDH, cytokine, hormone production and nitrite. In non-cytotoxic doses (200 and 1000 ug/ml), treatment with azithromycin or PSA did not alter the morphology of the placental villi. Both antibiotics were able to reduce significantly the T. gondii intracellular proliferation, and the treatment with PSA promoted increase of IL-12 and IL-10 reduce, whereas azithromycin induced an increase in IL-2 and IL-6 in the groups infected with T. gondii, and reduced production of estradiol, progesterone and hCG. Moreover, the previous treatment of T. gondii with antibiotics was able to control the replication of the parasite, showing direct action of drugs on T. gondii. Thus, our data suggest that azithromycin, as PSA, was able to control the infection with T. gondii in an experimental model of human placental explants of third trimester. Additionally our data suggest that azithromycin may be an alternative selection for treatment of congenital toxoplasmosis, expanding the therapeutic strategies to control the parasite in maternal fetal interface.
Keywords: Azitromicina
Vilos placentários humanos
Trofoblasto
Citocinas
Hormônios sexuais
Toxoplasma gondii
Azithromycin
Human placental villi
Trophoblast
Cytokines
Sex hormones
Toxoplasmose congênita Tratamento
Azitromicina
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA::IMUNOLOGIA APLICADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Imunologia e Parasitologia Aplicadas
Citation: FILICE, Letícia de Souza Castro. Ação da azitromicina em vilos placentários humanos infectados por Toxoplasma gondii : um modelo experimental de tratamento da toxoplasmose congênita. 2013. 108 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16586
Issue Date: 11-Jan-2013
Appears in Collections:TESE - Imunologia e Parasitologia Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LeticiaSouza.pdf4.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.