Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16555
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Avaliação da eficácia dos tratamentos com a associação de Sulfadiazina, Pirimetamina e Ácido folínico (SPAF), Azitromicina, infusão de Artemisia annua L. e Espiramicina na prevenção da transmissão vertical da toxoplasmose em Calomys callosus (Rodentia: Cricetidae)
metadata.dc.creator: Costa, Idessania Nazareth da
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferro, Eloisa Amália Vieira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Mineo, Jose Roberto
metadata.dc.contributor.referee1: Diniz, Angélica Lemos Debs
metadata.dc.contributor.referee2: Reis, Maria das Gracas
metadata.dc.contributor.referee3: Oliani, Sônia Maria
metadata.dc.contributor.referee4: Cunha Junior, Jair Pereira da
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho foi verificar a eficácia dos tratamentos com sulfadiazina, pirimetamina e ácido folínico (SPAF) associados, azitromicina, infusão de Artemisia annua e espiramicina na prevenção da transmissão vertical da toxoplasmose em Calomys callosus (Rodentia: Cricetidae). Fêmeas de C. callosus foram oralmente infectadas com 20 cistos de Toxoplasma gondii (cepa ME-49) no dia de detecção da rolha vaginal (primeiro dia de gestação). O tratamento com azitromicina, infusão de A. annua e espiramicina iniciou-se a partir do 4º dia de gestação e o tratamento com a associação de SPAF a partir do 14º dia de gestação e inóculo. Placenta e tecidos embrionários foram coletados para análises morfológica, imuno-histoquímica, bioensaio e reação de PCR do 15º ao 20º dia de gestação/inóculo. Não foram vistas alterações morfológicas nos tecidos placentários e fetais (fígado) de fêmeas tratadas com SPAF, azitromicina e espiramicina mas observou-se a presença de embriões atrofiados em animais submetidos ao tratamento com infusão de A. annua. Após os tratamentos, parasitos foram visibilizados em tecidos placentários e fetais (fígado) dos animais tratados com SPAF, infusão de A. annua e espiramicina, porém a quantidade de imunomarcações do parasito foi significativamente menor nesses animais quando comparados aos não tratados. Parasitos foram também observados nos tecidos placentários dos animais tratados com azitromicina, porém ausentes nos respectivos embriões e os resultados de bioensaio e PCR confirmaram os dados da imunohistoquímica. Adicionalmente observou-se imunomarcações para bradizoítas em tecidos placentários e fetais de animais tratados com SPAF. Em conclusão, o tratamento com azitromicina mostrou-se mais efetivo na inibição da transmissão vertical da toxoplasmose em Calomys callosus.
Abstract: The aim of this study was to verify the efficiency of the treatment with combination of drugs (sulphadiazine, pyrimethamine, and folinic acid- SPFA), azithromycin, Artemisia annua infusion and spiramycin on the prevention vertical transmission of toxoplasmosis in Calomys callosus. Female C. callosus were perorally infected with 20 cysts of Toxoplasma gondii ME-49 strain at the day that a vaginal plug was observed (1st day of pregnancy -dop). Treatment with azithromycin, A. annua infusion and spiramycin started at the 4th dop, while the treatment with drug association started at the 14th dop. Placenta and embryonic tissues were collected for morphological and immunohystochemical analyses, bioassay and PCR from the 15th to 20th dop. No morphological changes were seen in the placenta and embryonic tissues from females treated with SPFA or azithromycin or spiramycin, but embryo atrophy was observed in animals submitted to A. annua infusion treatment. After treatment, parasites were observed in the placenta and fetal (brain and liver) tissues of the animals that were treated with SPFA, A. annua infusion and spiramycin but the number of parasites was lower than in non-treated animals. Parasites were also observed in the placenta of the animals treated with azithromycin, but not in their embryos. Bioassay and PCR results confirmed the immunohistochemical data. In addition bradyzoite immunostaining was observed in placental and fetal tissues of the animals treated with SPAF. In conclusion, the treatment with azithromycin has shown to be more effective to inhibit the vertical transmission of toxoplasmosis in C. callosus.
Keywords: Calomys callosus
Toxoplasmose congênita
Tratamentos
Congenital toxoplasmosis
Treatment
Toxoplasmose
Toxoplasmose - Tratamentos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::IMUNOLOGIA::IMUNOLOGIA APLICADA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Imunologia e Parasitologia Aplicadas
Citation: COSTA, Idessania Nazareth da. Avaliação da eficácia dos tratamentos com a associação de Sulfadiazina, Pirimetamina e Ácido folínico (SPAF), Azitromicina, infusão de Artemisia annua L. e Espiramicina na prevenção da transmissão vertical da toxoplasmose em Calomys callosus (Rodentia: Cricetidae). 2009. 94 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16555
Issue Date: 3-Apr-2009
Appears in Collections:TESE - Imunologia e Parasitologia Aplicadas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
aIdessania.pdf1.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.