Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16529
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Momentos da década de 1970 na dramaturgia de Gianfrancesco Guarnieri : o caso Vladimir Herzog (1975) (re)significado em Ponto de Partida (1976)
metadata.dc.creator: Freitas, Ludmila Sá de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ramos, Rosangela Patriota
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Alcides Freire
metadata.dc.contributor.referee2: Pereira, Kênia Maria de Almeida
metadata.dc.description.resumo: A década de 1970 vivenciou um período de transição onde o projeto de abertura política , proposto pelo Governo Geisel (1974-1979), caracterizou-se por uma sucessão de medidas que indicavam uma dinâmica de atuação repleta de ambigüidades e retrocessos. No campo cultural, a censura presente de forma sistemática desde a implantação do AI-5, em 1968 manteve-se atuante no sentido de coibir que espetáculos e textos teatrais abordassem em sua temática a realidade social brasileira. Em meio às práticas arbitrárias e repressivas, a classe teatral constituiu uma frente de resistência, na qual o uso de metáforas, analogias, parábolas e alegorias representaram estratégias de intervenção na realidade social, contribuindo, paradoxalmente, para um dos momentos mais fecundos da produção do teatro brasileiro. Nessa conjuntura, destacamos nesta pesquisa a militância política e cultural de Gianfrancesco Guarnieri, responsável por uma profícua produção dramatúrgica ao longo das décadas de 1960/1970. Em especial, analisamos o texto dramático Ponto de Partida (1976), uma parábola política cuja temática permitiu uma reflexão sobre o arbítrio, o Estado autoritário e as estratégias de manipulação do poder. Sua escrita, motivada por um acontecimento de grande impacto nacional, o assassinato do jornalista Vladimir Herzog pelos órgãos de repressão do II Exército, possibilitou também um diálogo com um contexto histórico quando se processavam no país uma série de manifestações sociais, reivindicando a defesa dos direitos humanos e pela volta ao Estado de Direito. Desse modo, avaliar as possibilidades temáticas do texto teatral, recuperar os acontecimentos históricos que motivaram a escrita do texto dramático bem como a repercussão de sua encenação, com o intuito de verificar as identificações que o público estabeleceu com este espetáculo, tornaram-se pontos privilegiados de reflexão nesta pesquisa.
Abstract: The decade of 1970 experienced a period of transition in which the plan of opening politics , proposed by Geisel s Government (1974-1979), shown the signs of a succession of measures that indicated one acting dynamics very full of ambiguous questions and retrocessions. At the cultural field, the censorship presented on a systematic way since the AI-5 (Institutional Act nº 5), in 1968 maintained itself active in the sense to bar that spectacles and theatrical texts should approach the brazilian social reality on their arguments. In the midst of the arbitrary and repressive pratices, the theatrical class constituted a resistance front, on which the utilization of metaphores, analogies, parables and allegories represented strategies of intervention in the social reality, paradoxically contributing for one of the most fecunds moments of the brazilian theatre s production. On this conjuncture, we detached in this research the political and cultural militance of Gianfrancesco Guarnieri, a responsible person for a profitable dramatistic production along of the 1960/1970 decades. And specially, we analysed the dramatic text Ponto de Partida (1976), one politcal parable whose thematic allowed a reflection about the will, the authoritarian Government and the manipulating strategies of power. His writing, motived by one incident with great impact in the nation, the murder of the journalist Vladimir Herzog by the repression s organizations of the 2nd Army (Armed Forces), also made possible a dialogue with a historical context when was processing one series of social demonstrations in this country to demand the human rights defence and for the return of the State of Right. Thus, to evaluate the thematic possibilities of the theatrical text, to recover the historical incidents that were the motivation for the writing of the dramatic play as well as the repercussion of its staging with the aim to verify the identification between the audience and this spectable, at last, all these questions became privileged points of reflection on this work.
Keywords: Teatro e história
Arte e política
Ditadura militar
G. Guarnieri
History and theatre
Politics and art
Military dictatorship
G. Guarnieri
História e teatro - Brasil
Guarnieri, Gianfrancesco, 1934-2006
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: FREITAS, Ludmila Sá de. Momentos da década de 1970 na dramaturgia de Gianfrancesco Guarnieri : o caso Vladimir Herzog (1975) (re)significado em Ponto de Partida (1976). 2007. 137 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16529
Issue Date: 28-Feb-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LSFreitasDISPRT.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.