Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16450
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Mil tons de Minas: Milton Nascimento e o Clube da Esquina: cultura, resistência e mineiridade na música popular brasileira
metadata.dc.creator: Oliveira, Rodrigo Francisco de
metadata.dc.contributor.advisor1: Dângelo, Newton
metadata.dc.contributor.referee1: Tollendal, Eduardo José
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Marcos Antonio da
metadata.dc.description.resumo: Entre 1967 e 1978, a produção cultural e musical no Brasil passava por uma reavaliação; também nesse período se desdobrava a produção musical do grupo mineiro conhecido como Clube da Esquina, cuja obra é objeto de estudo deste trabalho. Nosso objetivo é compreender as canções desse grupo em seu contexto histórico e de atuação, a fim de identificar as características que o distinguem como movimento cultural. Para tanto, buscamos entender as teias da indústria cultural e o desenvolvimento do capital e das artes no universo da ditadura militar, tendo em vista a censura, as mudanças técnicas e estéticas dos meios artísticos musicais, as ideologias dos principais grupos de oposição ao regime militar no Brasil, o universo artístico e suas vicissitudes. Os procedimentos metodológicos incluíram leitura de fontes bibliográficas e análise da obra discográfica do clube capas de disco, letras, estruturas de arranjo e orquestração das músicas produzida entre a instauração do AI-5 e o momento de reabertura política, no fim da década de 1970. Com este estudo, pudemos constatar certa escassez de pesquisas sobre o clube no Brasil, sobretudo trabalhos que abranjam, também, os elementos formais da obra. Nossa análise sugere que esse movimento dialoga com a literatura, a dança e o cinema; também sugere que várias de suas músicas estabelecem um diálogo com a população ouvinte, relacionando produção artística e o momento histórico. Além disso, este estudo mostrou que a música do Clube, ao incorporar a cultura popular de Minas Gerais, situa esse movimento entre a cultura mundial e a cultura de Minas, numa fronteira elástica que separa e une características populares e vanguardistas.
Abstract: Between 1967 and 1978, Brazilian culture and music were reevaluated. Also in this period, Clube da Esquina a musical group from the state of Minas Gerais whose musical production is this work s subject matter begun its activities. Our goal is to understand the songs written by this group in its historical and production context, identifying characteristics that distinguish it as a cultural movement. For that, we try to understand cultural industry and the development of capitalism and arts during military regimen in Brazil with a focus on censorship, technical, aesthetical changes in the field of arts and music, ideologies of the main groups opposed to the dictatorship in Brazil, and artistic universe with its vicissitudes. Methodological procedures included bibliographic reviewing and analysis of Clube da Esquina s discography sleeves, lyrics, arrangement structure and orchestrations produced between the beginning of AI-5 and the political opening in the late 1970s. With this study, we succeeded in verifying certain lack of researches on the Clube da Esquina, above all works dealing with the formal elements of the group work. Our analysis suggests that this movement has kept a dialogue with literature, dance and cinema; it also suggests that many of the group s songs establish a dialogue with the listener and a relationship between artistic production and historical time. Besides, this study shows that, in incorporating Minas Gerais popular culture, Clube s music places this cultural movement between world culture e Minas Gerais culture, in an elastic frontier that separates and unites popular and vanguard characteristics.
Keywords: Cultura
Indústria cultural
Ditadura
Movimentos musicais
Vanguarda
Culture
Cultural industry
Dictatorship
Musical movements
Vanguard
História social
Música popular - Brasil
Indústria cultural Minas Gerais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: OLIVEIRA, Rodrigo Francisco de. Mil tons de Minas: Milton Nascimento e o Clube da Esquina: cultura, resistência e mineiridade na música popular brasileira. 2006. 136 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2006.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16450
Issue Date: 30-Aug-2006
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RFOliveiraDISSPRT.pdf1.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.