Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16394
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Memórias, histórias, movimentos sociais: mobilização, comunicação e projeto de luta. (Uberlândia-MG, anos 1980)
metadata.dc.creator: Rosa, Amanda Marques
metadata.dc.contributor.advisor1: Vasconcelos, Regina Ilka Vieira
metadata.dc.contributor.referee1: Barbosa, Marta Emísia Jacinto
metadata.dc.contributor.referee2: Cruz, Heloisa de Faria
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho analisa as articulações políticas entre sujeitos dos movimentos sociais da década de 1980, constituídas nas redes de contato e de apoio criadas entre eles entre diversos movimentos sociais, instituições e entidades de luta política ligadas aos trabalhadores - sindicatos combativos, associações de bairro, partidos políticos de esquerda, CUT, centros de assessoria e de informação, centros de documentação e de memória, CEB s e suas pastorais. Essas redes se fortaleciam no compartilhamento de um projeto social e político de transformação das relações sociais vigentes, para a construção de uma sociedade que garantisse liberdade e melhores condições de vida aos trabalhadores. A análise desse processo se fez a partir dos materiais da Coleção CDP, do Centro de Documentação e Pesquisa em História, da Universidade Federal de Uberlândia CDHIS/UFU, e a partir de entrevistas realizadas com militantes do movimento sindical e do movimento popular em Uberlândia. O Centro de Documentação Popular CDP, fruto de uma experiência de registro dos materiais produzidos naquelas lutas e articulações, foi criado nos anos 1980, em Uberlândia, para compor um acervo que referenciasse a história dos trabalhadores. A partir das experiências dos movimentos sociais de Uberlândia, a problemática se constituiu em torno da memória também enquanto campo ativo de luta. A produção de memórias dessas lutas formava uma rede que se articulava a outras, num amplo processo de movimentações, fato observado pela constituição de centros de documentação em todo país. Nessas movimentações, pautadas na união e na solidariedade de classe, constituiuse um intenso processo de comunicação, que visava mobilizar e organizar os trabalhadores para suas lutas cotidianas, informando-os e formando-os, bem como um consistente aprendizado político, expresso em boletins, periódicos, panfletos e cartilhas, indiciando um furor de formas impressas sindicais e populares, muitas vezes elaboradas em alternativa aos meios de comunicação hegemônicos.
Abstract: This work analyzes political articulations among social movements subjects from the 1980s. It takes them as something constituted through contact and support networks these subjects created in social movements and political struggle institutions and entities linked to the working class i.e., fighting trade unions, neighborhood associations, left-wing parties, central workers organization/CUT, informational and assessorial centrals, documentation and memorial centers as well as small Christian communities/CEBs and its parishes. These networks grew strong by sharing a social and political project aimed at changing socials relations to build a society able to ensure freedom and better life conditions for workers. Such an analysis is based on material from CPD collection kept by the historical documentation and research center at Universidade Federal de Uberlândia as well as on interviews with militants from both trade union and popular movements in Uberlandia, state of Minas Gerais. Stemmed from an experience aimed at collecting and organizing materials from those articulations, CPD is a center of popular documenting created during the 1980s to make up a heap that could be useful to the workers history. Focusing on the experience of these social movements has meant to take, and deal with, memory as a domain of active struggle as well, since the making of these struggles memory resulted in the articulation of many similar networks in an ample crusade. The fact that such documentation centers appeared in the whole country proves it. In the light of class union and solidarity, this crusade formed an intense communication process to mobilize and organize workers for their everyday life struggles. Newsletters, periodicals, pamphlets, and leaflets provided them with information and political training, besides indicating the strength of trade union and popular printed materials as an alternative to the hegemonic communication means.
Keywords: Memória e história social
Movimentos sociais e trabalhadores
Centro de documentação popular
Projeto social e comunicação
Memory and social history
Working class and social movements
Centers of popular documenting
Social project and communication
História social - Minas Gerais
Movimentos sociais
Trabalhadores - Uberlândia (MG) - Atividades políticas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: ROSA, Amanda Marques. Memórias, histórias, movimentos sociais: mobilização, comunicação e projeto de luta. (Uberlândia-MG, anos 1980). 2011. 267 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16394
Issue Date: 25-Feb-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Amanda.pdf17.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.