Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16385
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Biotecnologias agrícolas e sociedade: disputas sociais e regulamentação dos transgênicos no Brasil (1985 2005)
metadata.dc.creator: Warpechowski, Eduardo Moraes
metadata.dc.contributor.advisor1: Alem, Joao Marcos
metadata.dc.contributor.referee1: Giavara, Eduardo
metadata.dc.contributor.referee2: Araújo, Hermetes Reis de
metadata.dc.description.resumo: Nesta dissertação apresentamos um panorama histórico da introdução dos organismos geneticamente modificados, os transgênicos, no Brasil, da sua repercussão e do debate social a respeito dos aspectos controversos desse novo produto tecnológico. Diante da visão de cada grupo, discutimos a respeito da posição ambígua da tecnologia no mundo contemporâneo, apresentando os possíveis motivos da prolongada divergência entre os vários agentes envolvidos. Uma questão central norteia essa pesquisa: por que as sementes geneticamente modificadas ainda hoje não tiveram uma resolução legal satisfatória e definitiva no Brasil, contemplando as reivindicações apontadas pelas entidades civis? O debate se polarizou entre dois grupos que pouco dialogam por não concordarem com os argumentos contrários às suas posições. De um lado, temos os defensores das sementes geneticamente modificados, como parte dos produtores rurais, da agroindústria, dos cientistas ligados a centros de pesquisa em biotecnologia, falando em nome da ciência e dos interesses econômicos e desenvolvimentistas nacionais. E por outro lado, ambientalistas, organizações nãogovernamentais e entidades civis defendendo uma postura ética na ciência, práticas ecologicamente sustentáveis, os pequenos produtores e os direitos do consumidor. Em meio às disputas, o governo brasileiro tem se mostrado contraditório ao tentar conduzir a situação mediando os vários interesses em jogo.
Abstract: In this dissertation we present an historical panorama of the introduction of genetically modified organisms (transgenics) in Brazil, its repercussion and the social debate about several controverse aspects of this new technological product. In front of every group s view, we argued regarding the ambiguous centrality of technology at the contemporaneous world, presenting the possible reasons of lengthy divergence among the several agents involved in. One central subject guides this research: why the genetically modified seeds still nowadays didn t have a satisfactory and definitive legal resolution in Brazil, in the meaning of regard the demands indicated by the civil groups? This debate was polarized between two groups whom not very dialog for don t agree with the opposed argumentations to their stands. In one hand, we had the genetically modified seeds defenders, like a part of the rural producers, the farming industry, the scientists connected to biotechnological research centers, speaking by the science and the national economics and developmental interests. On the other hand, we have the environmentalists, non-governmentalist organizations and civil groups defending a science s ethical posture, sustainable ecological practices, the small producers and the consumers rights. In the midst of the contest, the Brazilian government has manifested contradictory trying to conduce this political state of affairs mediating these several interests on dispute.
Keywords: História do presente
História da ciência e tecnologia
Biotecnologia
Alimentos transgênicos
Present history
History of science and technology
Biotechnology
Transgenic foods
História social
Alimentos geneticamente modificados Brasil História
Biotecnologia Aspectos sociais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: WARPECHOWSKI, Eduardo Moraes. Biotecnologias agrícolas e sociedade: disputas sociais e regulamentação dos transgênicos no Brasil (1985 2005). 2010. 121 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16385
Issue Date: 27-Aug-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Eduardo.pdf448.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.