Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16377
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Sedução e rebeldia em Dom Juan : a recriação do mito por Fernando Peixoto (1970) para a cena brasileira
metadata.dc.creator: Leal, Eliane Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Ramos, Rosangela Patriota
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Alcides Freire
metadata.dc.contributor.referee2: Camargo, Robson Corrêa de
metadata.dc.description.resumo: O texto teatral Dom Juan de Molière, ao ser encenado no Brasil, em 1970, por Fernando Peixoto, no Teatro Oficina em São Paulo, e recuperado pelo historiador de ofício, torna-se ponto iluminador do passado. Em um primeiro momento da pesquisa, acreditávamos que analisar o Brasil desse período e pensar sobre os diálogos estabelecidos entre Arte e Sociedade seria suficiente. Todavia, as múltiplas possibilidades que o tema provocou ampliaram esses parcos limites estabelecidos. Sob este prisma são objetivos deste trabalho: pensar a historicidade inerente à tradução realizada por Fernando Peixoto e suas motivações intelectuais e estéticas; refletir sobre os elementos cênicos que tornaram o texto teatral escrito no século XVII inteligível ao Brasil do século XX; compreender a relação passado/presente e como essa atualização se torna possível; estudar a cena e o diálogo entre História e Estética; apreender as possibilidades do texto teatral, que estão além da imaginação do seu criador (Molière) e do encenador brasileiro (Fernando Peixoto) e, finalmente, entender por que esse personagem se torna mito e permanece longamente na história. A pesquisa se justifica e se legitima uma vez que traz para o debate Arte e História uma problemática a ser resolvida. O texto teatral Dom Juan é recuperado em um tempo histórico diferente do seu e, mesmo assim, consegue ser interessante para a assistência. Ao mesmo tempo em que poderíamos responder que isso se deve à atualização e inserção de elementos que o tornam contemporâneo, não podemos ignorar o fato de que a obra de Molière permanece presente na encenação de 1970. Assim, a problemática se fixa no que tange à historicidade de uma obra que não é atemporal, mas que permanece na continuidade histórica ao ponto de tornar-se mito.
Abstract: The text theatrical Dom Juan of Molière, when being staged in Brazil, in 1970, by Fernando Peixoto, in the Officinal Theater in São Paulo, and recovered by the occupation historian, he becomes point illuminator of the past. In a first moment of the research, we believed that to analyze Brazil of that period and to think on the established dialogues between Art and Society would be enough. Though, the multiple possibilities that the theme provoked they enlarged those scanty established limits. Under this prism they are objectives of this job: to think the historic Dade inherent to the translation accomplished by Fernando Peixoto and your motivations intellectual and esthetics; to contemplate on the scenic elements that turned the theatrical text written in the century intelligible XVII to Brazil of the century XX; to understand the relationship past/present and as this " updating " it becomes possible; to study the scene and the dialogue between History and Aesthetics; to apprehend the possibilities of the theatrical text, that are besides your creator's imagination (Molière) and of the Brazilian engender (Fernando Peixoto) and, finally, to understand why this character becomes myth and stays at length in the history. The research is justified and it is legitimated once it brings for the debate Art and History a problem to be solved. The text theatrical Dom Juan is recovered in a historical time different from yours and, even so, it gets to be interesting for the attendance. At the same time in that could answer that it is due to the updating and insert of elements that turn it contemporary, we cannot ignore the fact that the work of Molière stays present in the staging in 1970. Like this, the problem notices in what it plays to the historic Dade of a work that is not temporal, but that stays in the historical continuity to the point of becoming myth.
Keywords: História
Teatro
Mito
Dom Juan
Fernando Peixoto
History
Theater
Myth
História social
Teatro e sociedade
Molière, 1622-1673 - Dom Juan - Crítica e interpretação
Peixoto, Fernando, 1937- Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: LEAL, Eliane Alves. Sedução e rebeldia em Dom Juan : a recriação do mito por Fernando Peixoto (1970) para a cena brasileira. 2010. 212 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16377
Issue Date: 23-Feb-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
parte1.pdf5.54 MBAdobe PDFView/Open
parte2.pdf7.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.