Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16347
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Da assistência à prevenção: Discursos, saberes e práticas psiquiátricas no Brasil
metadata.dc.creator: Oliveira, William Vaz de
metadata.dc.contributor.advisor1: Bessa, Karla Adriana Martins
metadata.dc.contributor.referee1: Romera, Maria Lucia Castilho
metadata.dc.contributor.referee2: Facchinetti, Cristiana
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação procura compreender o movimento de construção dos discursos e práticas psiquiátricas no Brasil e, sobretudo, em São Paulo, desde a construção dos espaços específicos para o tratamento da loucura, até a consolidação de uma psiquiatria que ultrapassava os muros do hospício ampliando os seus campos de intervenção para o interior da sociedade. A partir de uma leitura baseada nas idéias de Michel Foucault, sobre as relações entre saber e poder, pensa como se constituiu o discurso científico sobre a doença mental no Brasil e sua relação com os ideais de modernização, progresso e civilização. Durante o século XIX, a situação de abandono na qual os loucos se encontravam no Brasil, era muito grande. Em todo o país, antes da criação das casas específicas para tratamento dos doentes mentais, eles viviam nas Santas Casas de Misericórdia, juntamente com doentes de todas as sortes, vivendo em condições de verdadeira promiscuidade. No entanto, à medida que a Medicina foi adentrando pelo espaço social o louco passou a ser visto como desviante aos olhos dessa medicina nascente e foi transformado em doente mental. Dessa maneira, foram criadas formas de isolá-los da sociedade, a partir da organização dos espaços próprios, instituições específicas, possibilitando uma distribuição regular e ordenada dos doentes, mantendo seus corpos e mentes sob vigilância constante. Já no século XX novos discursos e práticas psiquiátricas, voltados para o desenvolvimento e uso das técnicas científicas, ganharam espaço importante dentro da Psiquiatria, voltandose não apenas para as práticas asilares, mas também para a sociedade com uma proposta de prevenção e profilaxia da doença mental. Neste sentido, esta pesquisa procurou analisar os elementos constitutivos desses discursos e práticas psiquiátricas no Brasil, especialmente no Hospital de Juquery em São Paulo, na passagem do século XIX para o século XX, definindo as séries das quais eles fazem parte, especificando, assim, o modo de análise da qual estes dependem, procurando reconhecer as regularidades dos fenômenos e os limites de probabilidade de sua emergência. Não procurou compreender os acontecimentos dessa psiquiatria por um jogo de causas e efeitos, o que procurou, na verdade, foi estabelecer as séries diversas, entrecruzadas, procurando compreender os acontecimentos no campo psiquiátrico daquela época a partir de suas condições de aparecimento.
Abstract: This paper seeks to understand the movement of the construction of discourses and psychiatry practices in Brazil and specially in São Paulo, since the construction of specific places for madness treatment, until the consolidation of a psychiatry that used to go beyond the walls of the hospital expanding its intervention fields into the society. From a reading based on the ideas of Michel Foucault on the relationship between knowledge and power was the scientific discourse on mental illness in Brazil and its relation to the modernization, progress and civilization ideals. During the nineteenth century, the abandon situation in which the "mad people" were in Brazil, was very large. Throughout the country, before the creation of specific places for treating mentally ill people, they used to live the Holy Houses of Mercy, among patients of all sorts, living in true promiscuity conditions. However, as the medicine began entering the social circle the mad people were seen as deviant in the eyes of this new medicine and were transformed into mental patients. Thus, ways to isolate them from society were created, from the organization of specific places and institutions, providing a regular and orderly distribution of patients, keeping their bodies and minds under constant surveillance. Though in the twentieth century new psychiatric discourses and practices towards the development and use of scientific techniques, achieved significant area within psychiatry, turning not only to asylum practices, but also for society as a proposal for prevention and prophylaxis of mental illness. Accordingly, this research sought to examine the constituent elements of these psychiatry discourses and practices in Brazil, especially in Juquery Hospital in São Paulo, in the passage of the nineteenth to the twentieth century setting of the series which they belong, indicating thus the analysis method which they depend on, trying to recognize the phenomena regularities and the emergence probable limits. It did not attempt to understand these psychiatry events through a cause and effect game, what it did, in fact, was to establish the various series, decussate, seeking to understand the events in psychiatry field of that time from their emergence conditions.
Keywords: Psiquiatria
Loucura
Doença mental
Ciência
Saber
Poder
Psychiatry
Madness
Mental illness
Science
Knowledge
Power
História social
Psiquiatria - Brasil
Hospital Psiquiátrico de Juquery - História - Séc. XIX-XX
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: OLIVEIRA, William Vaz de. Da assistência à prevenção: Discursos, saberes e práticas psiquiátricas no Brasil. 2009. 163 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16347
Issue Date: 19-Feb-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
William.pdf4.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.