Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16281
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Memórias e histórias de trabalhadores em luta pela terra: Fernandópolis-SP, 1946-1964
metadata.dc.creator: Moreira, Vagner José
metadata.dc.contributor.advisor1: Almeida, Paulo Roberto de
metadata.dc.contributor.referee1: Calvo, Célia Rocha
metadata.dc.contributor.referee2: Paula, Dilma Andrade de
metadata.dc.contributor.referee3: Varussa, Rinaldo José
metadata.dc.contributor.referee4: Khoury, Yara Aun
metadata.dc.description.resumo: A pesquisa tem como objeto a problematização do processo histórico e social de construção de memórias sobre o movimento social dos trabalhadores em junho de 1949 em Fernandópolis, comumente conhecido como levante comunista ou movimento de revolução agrária . Naquele ambiente socialmente compartilhado, do final da década de 1940 e nas duas décadas seguintes, os trabalhadores mobilizaram-se e organizaram-se em diversos movimentos sociais de luta contra a exploração e dominação vivida no campo e na cidade. O processo histórico vivido pelos trabalhadores estava relacionado a situações extremadas, envolvendo a pressão e exploração do latifúndio, a organização de movimentos diversos, a luta política partidária, a repressão política e policial do DOPS e a vida na clandestinidade; enfim, limites, pressões e expectativas da vida diária. Entre as diversas lutas que organizaram, a luta pela terra marcou um momento de politização da luta de classes, cujos trabalhadores instituíram modos de vida e de luta próprios. As problemáticas foram delimitadas na confluência da vida diária e aos significados que os trabalhadores atribuíram ao processo de elaboração de projetos diversos para as suas vidas, entre esses, a luta pela terra, na relação com significados, práticas e valores hegemônicos. Perscruto na pesquisa processos criminais, inquéritos policiais, prontuários do DOPS, imprensa e a fonte oral. Portanto, o processo histórico e social de construção das memórias sobre o movimento social dos trabalhadores de junho de 1949, as experiências de luta pela terra e a militância política em Fernandópolis levou-me a identificar a memória como um dos lugares da disputa pela hegemonia na cidade e o movimento dos trabalhadores de junho de 1949 como a expressão de memórias divididas e culturas de classe.
Abstract: The research aims to quest the historical and social process of memories construction about the workers' social movement in June 1949 in Fernandópolis-SP, commonly known as "communist insurgence or movement of agrarian revolution . Workers mobilized and organized themselves into various social movements that struggled against exploitation and domination lived in the field and city in the socialy shared environment of late 1940 and the following two decades. The historical process experienced by the workers was related to extreme situations involving pressure and exploitation of the large landowners, the organization of various movements, the politic struggle, the political and police repression of the DOPS and life in hiding; finally, limits, pressures and expectations of the daily life. Among the various struggles that the organized, the struggle for land marked a politicization moment of the class struggle where workers have established ways of life and struggle by themselves. The questioning were outlined in the convergence of daily life and the meanings that workers assigned to the process of developing several projects for their lives, among them, the struggle for land, in relation to meanings and hegemonic values and practices. We inspect in the criminal research, police investigations, records of DOPS, the press and oral narrative. Therefore, the historical and social process of construction of memories about the social movement of workers in June 1949, the experiences of the struggle for land and political militancy in Fernandópolis led me to identify the memory as one of the places of contention for hegemony in the city and workers movement at June 1949 as the expression of shared memories and class cultures.
Keywords: História social
Movimentos sociais rurais - Fernandópolis (SP) - História
Trabalhadores rurais - Fernandópolis (SP) - História
Conflito social - Fernandópolis - História
Perseguição política - Brasil - 1946 1964
Questão agrária
Criminalização dos movimentos sociais
Workers
Agrarian
Criminalization of social movements
Memory
History
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em História
Citation: MOREIRA, Vagner José. Memórias e histórias de trabalhadores em luta pela terra: Fernandópolis-SP, 1946-1964. 2009. 267 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16281
Issue Date: 10-Dec-2009
Appears in Collections:TESE - História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
vagner.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.