Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16190
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorLemes, Mariana Santos
dc.date.accessioned2016-06-22T18:45:02Z-
dc.date.available2014-08-21
dc.date.available2016-06-22T18:45:02Z-
dc.date.issued2014-05-23
dc.identifier.citationLEMES, Mariana Santos. Territorialização do capital e as contradições da educação do campo na microrregião de Três Lagoas (MS). 2014. 175 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/16190-
dc.description.abstractThis work starts from the perspective of understanding the process of incorporating paradigms that constitute the concept of Rural Education and Rural Education , specifically in three rural schools in the microregion of Três Lagoas , eastern Mato Grosso do Sul nicer essentially identifying which of these paradigms with respect to the practices that permeate the process of territorialization of ongoing capital in Três Lagoas , since the forestry sector ( pulp and paper ) puts in motion a educational - environmental project identified with Education rural representative of agrarian capitalism modernization of the countryside in contrast to the field Education ( educational policies that address the specifics of the field ) project. Thus we see that the Draft Environmental Education -PEA developed by this company applies the ideological discourse of capital through the practice of social responsibility while using education as the easing of conflicts and legitimacy of environmental assessments arising from monoculture eucalyptus. However other project initiatives compatible with the Field Education are found as optimizing a possible change in the educational field.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação ruralpor
dc.subjectEducação do campopor
dc.subjectTerritorialização do capitalpor
dc.subjectProjetos educacionaispor
dc.subjectRural educationeng
dc.subjectField educationeng
dc.subjectCapital territorializationeng
dc.subjectEducational projectseng
dc.subjectGeografia regionalpor
dc.subjectEducação rural - Três Lagoas (MS)por
dc.titleTerritorialização do capital e as contradições da educação do campo na microrregião de Três Lagoas (MS)por
dc.titleTerritorialização do capital e as contradições da educação do campo na microrregião de Três Lagoas (MS)por
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.advisor1Chelotti, Marcelo Cervo
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4777011Z0por
dc.contributor.referee1Barbosa, Túlio
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4713347D6por
dc.contributor.referee2Nardoque, Sedeval
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4703461E4por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4230060U7por
dc.description.degreenameMestre em Geografiapor
dc.description.resumoO presente trabalho parte da perspectiva de compreender o processo de incorporação dos paradigmas que constituem o conceito de Educação Rural e de Educação do Campo, especificamente, em três escolas rurais da microrregião de Três Lagoas, leste do Mato Grosso do Sul. Buscamos, essencialmente, identificar qual a relação desses paradigmas com as práticas que permeiam o processo de territorialização do capital em curso no município de Três Lagoas, uma vez que o setor florestal (de celulose e papel) coloca em andamento um projeto educacional-ambiental identificado com a Educação Rural, representativo do capitalismo agrário (modernização do campo), em contraposição ao projeto da Educação do Campo (políticas educacionais que atendam as especificidades do campo). Assim, vemos que o Projeto de Educação Ambiental-PEA desenvolvido por essa empresa aplica o discurso ideológico do capital por meio da prática de responsabilidade social ao mesmo tempo em que utiliza da educação como distensão de conflitos e legitimação das autuações ambientais decorrentes do monocultivo de eucalipto. Entretanto outras iniciativas de projeto compatível com a Educação do Campo são encontradas como otimização de uma possível mudança educacional no campo.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Geografiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApor
dc.publisher.departmentCiências Humanaspor
dc.publisher.initialsUFUpor
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TerritorializacaoCapitalContradicoes.pdf6.31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.