Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15976
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSilveira, Iara Maria Soares Costa da
dc.date.accessioned2016-06-22T18:44:18Z-
dc.date.available2014-02-28
dc.date.available2016-06-22T18:44:18Z-
dc.date.issued2013-09-27
dc.identifier.citationSILVEIRA, Iara Maria Soares Costa da. O processo de territorialização da estratégia saúde da família no bairro Morrinhos-Montes Claros/MG: uma contribuição geográfica. 2013. 510 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15976-
dc.description.abstractThe Brazilian health has experienced significant changes with the implementation of the public health system call Sistema Único de Saúde (SUS). This system becomes a new political-institutional model. Successful experiences in some cities were building the foundation for this health policy. The city of Montes Claros contributed for this construction through the \'Project Montes Claros\'. Regionalization is an instrumental in the construction of this policy. To guide the organization, the Director Plan of Health Regionalization (PDR/MG) was established in the state of Minas Gerais. In the face of urban growth and the necessary extension of the Health System, the State and the cities adopted measures based on SUS and PDR/MG for the \' territorialisation\' of the Estratégia Saúde da Família (ESF), the strategy that organize the primary attention in health. The Geographic Science enters in this context as a tool capable of contributing to the organization of these areas of health. Thus, this study aimed to analyze about the process of territorialization and concepts used in the spatial strategies of the Family Health - FHS in Morrinhos neighborhood in Montes Claros - Minas Gerais, based on the assumptions of the NHS and guidelines outlined by the Ministry of Health , Health Department of the State of Minas Gerais and Municipal Secretary of Health of Montes Claros MG.The research was descriptive and exploratory with a qualitative and quantitative approach, anchored in literature review for understand what were the criteria used for the spatialization of ESFs in Morrinhos neighborhood. For concreteness and success of the study, in loco visits were realize, as well as desk reviews, observations, structured and semistructured interviews that resulted in construction of maps, charts, tables, graphs, and illustrations. The research showed that the ESF really are recognized in their purposes by users of the system, and that studies like that can show that geography can contribute to the organization and management of ESF spaces, and the category Territory , in their contexts, have been recommended for the propose of SUS.eng
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Uberlândiapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSistema Único de Saúdepor
dc.subjectEstratégia saúde da famíliapor
dc.subjectTerritóriopor
dc.subjectRegionalizaçãopor
dc.subjectTerritoryeng
dc.subjectRegionalizationeng
dc.subjectSistema Único de Saúde (Brasil)por
dc.subjectSaúde da famíliapor
dc.titleO processo de territorialização da estratégia saúde da família no bairro Morrinhos-Montes Claros/MG: uma contribuição geográficapor
dc.typeTesepor
dc.contributor.advisor1Ramires, Julio Cesar de Lima
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4766013D8por
dc.contributor.referee1Magalhães, Maria Araci
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4252452T9por
dc.contributor.referee2Mendes, Paulo Cezar
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4794561P3por
dc.contributor.referee3Bacelar, Winston Kleiber de Almeida
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4771828E2por
dc.contributor.referee4Silva, Magda Valéria da
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4730719A0por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4228524A2por
dc.description.degreenameDoutor em Geografiapor
dc.description.resumoA saúde brasileira tem experimentado mudanças significantes com a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS), vindo a consolidar um novo modelo políticoinstitucional. Experiências exitosas em alguns municípios brasileiros foram base para construção dessa política de saúde. A cidade de Montes Claros contribuiu nesta construção através do Projeto Montes Claros . A regionalização é fundamental na construção desta política, desta forma, para orientar essa organização, foi instituído em Minas Gerais o Plano Diretor de Regionalização da Saúde (PDR/MG). Diante do crescimento urbano e da necessária ampliação do Sistema de Saúde, o Estado e os Municípios adotaram medidas baseadas no SUS e PDR/MG para a territorialização das Estratégias de Saúde da Família (ESFs) mineiras. A Ciência Geográfica entra neste contexto como ferramenta capaz de contribuir na organização desses espaços da saúde. Desta forma, este estudo teve como objetivo analisar sobre o processo de territorialização e os conceitos utilizados na espacialização das Estratégias Saúde da Família - ESFs no bairro Morrinhos em Montes Claros Minas Gerais, com base nas premissas do SUS e orientações delineadas pelo Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais e Secretária Municipal de Saúde de Montes Claros MG. A pesquisa teve caráter exploratório descritivo com abordagem quali-quantitativa, ancorada em um referencial teórico integrado à revisão bibliográfica, com o intuito de compreender quais foram os critérios utilizados para espacialização das ESFs do bairro Morrinhos. Para a concretude e êxito do estudo realizaram-se visitas in loco, análises documentais, observações, entrevistas estruturadas e semiestruturadas que resultaram na confecção de mapas, quadros, tabelas, gráficos, além de ilustrações concernentes ao estudo. A pesquisa demonstrou que as ESFs realmente são reconhecidas em seus propósitos pelos usuários do Sistema, e que estudos desse âmbito demonstram que a Geografia pode contribuir para organização e gestão dos espaços das ESFs, sendo que a categoria Território nos seus contextos tem sido mais recomendada para a proposta do SUS.por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-graduação em Geografiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApor
dc.publisher.departmentCiências Humanaspor
dc.publisher.initialsUFUpor
Appears in Collections:TESE - Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ProcessoTerritorializacaoEstrategia.pdf10.18 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.