Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15804
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Variação morfológica e assimetria flutuante de abelhas euglossinas (Hymenoptera, Apidae) em diferentes áreas e estações distintas em uma reserva de floresta estacional semidecidual
metadata.dc.creator: Silva, Marcela Carlos da
metadata.dc.contributor.advisor1: Kerr, Warwick Estevam
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Paula, Cecilia Lomônaco de
metadata.dc.contributor.referee1: Prado, Angelo Pires do
metadata.dc.description.resumo: A sobrevivência dos organismos em ambientes heterogêneos e instáveis requer algumas vezes ajustes fisiológicos e morfológicos, envolvendo complexos mecanismos reguladores. Por outro lado, os organismos também possuem certa habilidade para resistir a distúrbios genéticos ou perturbações ambientais durante seu desenvolvimento, produzindo um fenótipo pré - determinado. O objetivo desse trabalho foi verificar se havia diferenças no tamanho e nos níveis de assimetria flutuante (AF) em duas espécies de abelhas Euglossinae coletadas em duas áreas com distintas interferências antrópica e em duas diferentes estações do ano em uma reserva de Floresta Estacional Semidecidual. A AF é freqüentemente utilizada pra estimar estabilidade do desenvolvimento, além de ser um bom indicativo dos níveis de impacto ambiental. Para cada espécie estudada foram escolhidos, aleatoriamente, 60 machos, em cujas asas foram efetuadas quatro medidas para obtenção de um índice multivariado de tamanho e um índice de AF. Não houve diferenças significativas no tamanho de E. nigrita entre os locais (F = 0,251; P= 0,618) e entre estações (F = 0,568; P= 0,454). Os resultados para E. pleosticta indicaram diferenças significativas no tamanho das abelhas entre as estações (F = 20,947; P= 0,001), mas não evidenciaram diferenças no tamanho em relação aos locais (F = 0,109; P = 0,743). Os machos de E. pleosticta apresentaram maior índice de tamanho durante a estação quente e úmida. O maior índice pluviométrico e a conseqüente maior disponibilidade de alimento durante esta estação podem ter tido um papel importante sobre o aumento de biomassa em E. pleosticta neste período. Em relação à AF, não houve diferenças significativas nos caracteres analisados entre os locais e entre as estações, tanto para E. nigrita quanto E. pleosticta. Mas, para E. pleosticta houve significativa interação entre estação*local em uma das medidas efetuadas. As abelhas coletadas na estação quente e úmida que se encontravam na borda da mata eram mais assimétricas que as abelhas da estação fria e seca que se localizavam no interior da mata. Isto indica que o clima e a interferência antrópica juntos influenciaram a estabilidade do desenvolvimento de E. pleosticta. Contrariamente, o mesmo não ocorreu com E. nigrita, que mostrou - se mais resistente às interferências ambientais no seu programa de desenvolvimento. Assim, seu grande potencial plástico tamponaria as condições de estresse, permitindo a manutenção do seu desenvolvimento, como o estabelecido em condições ótimas ou normais, constituindo assim um eficiente mecanismo de estabilidade do desenvolvimento.
Abstract: The survival of organisms in heterogeneous and instable environment requires sometimes physiologic and morphologic adjustment, thus involving complex regulator mechanisms. On the other hand, the organisms themselves also have a kind of ability to resist either genetic disturbs or environmental troubles while in development, producing a phenotype pre determined. The main purpose of this study is to verify whether there have been differences in the size and levels of fluctuating asymmetry (FA) in two species of bees Euglossinae which were collected in two areas with distinct an tropic interferences and in two different seasons of the year in a reserve of Semidecidual Station Forest . The FA is frequently used to stimate stability in the development, besides being a good indicator of environmental impact levels. For each species studies 60 male species were chosen by chance, in whose wings four measurements were done so as to obtain a multi variable indices of size and indices of FA. There were no significant differences in the size of E. nigrita in the different places nor in the different seasons (F=0,568; P=0,454). The results for E. pleosticta indicated significant differences in the size of the bees in the two different seasons (F=20,947; P=0,001), but no differences were observed in the size in relation with the places (F = 0,109; P = 0,743). The male bees of E. pleosticta presented higher indices of size during the hot and wet season. The higher indices of rain and the consequent bigger availability of food during this season could have had an important role over the increase of biomass in E. pleosticta in this period. Regarding the FA, there were no significant differences in the analyzed characters between the places and seasons for both the E. nigrita and E. pleosticta. But for the E. pleosticta there were significant interaction between the season the M3 place. The collected bees in the hot and wet season which were found in the edge of the forest were more asymmetric than the bees collected in the cold and dry season which were found inside the forest. This indicates that the the weather and the a tropic interferences together influence the stability of development of the E. pleosticta. Nevertheless the same does not happen with the E. nigrita, which showed itself more resistant to the environmental interferences in its development program. Thus, its great plastic potential would lessen the stress conditions, allowing the maintenance of its development, as established in great or normal conditions, this way constituting a efficient mechanism of the development stability.
Keywords: Plasticidade fenotípica
Assimetria flutuante
Euglossinae
Phenotypic plasticity
Fluctuating asymmetry
Abelha
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: SILVA, Marcela Carlos da. Variação morfológica e assimetria flutuante de abelhas euglossinas (Hymenoptera, Apidae) em diferentes áreas e estações distintas em uma reserva de floresta estacional semidecidual. 2007. 43 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15804
Issue Date: 15-Jun-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcela.pdf580.48 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.