Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15772
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Influência da idade de doadoras humanas sobre a estabilidade de seus eritrócitos
Other Titles: Influence of the age on the stability of human erythrocytes
metadata.dc.creator: Firmino, Cynthia Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Nilson Penha
metadata.dc.contributor.referee1: Barbosa Júnior, Fernando
metadata.dc.contributor.referee2: Santoro, Marcelo Matos
metadata.dc.contributor.referee3: Oliveira, Maria Goreti de Almeida
metadata.dc.contributor.referee4: Silva, Neide Maria da
metadata.dc.description.resumo: Capítulo II - [Introdução] A estabilidade de uma membrana biológica é resultante de sua composição e da composição do meio interno do organismo vivo, que dependem de influências genéticas, alimentação e estilo de vida. [Objetivo] Este trabalho teve por objetivo estudar transversalmente em uma amostra da população feminina a dependência da estabilidade de eritrócitos humanos com a idade, o estado nutricional, a quantidade de eritrócitos e o volume corpuscular médio (VCM). [Amostra] A amostra foi constituída de mulheres com 20 a 94 anos, provenientes de uma região definida com hábitos alimentares e estilos de vida semelhantes. [Métodos] A estabilidade de eritrócitos, contra lise por choque hipotônico e a ação de etanol, foi dada pela concentração de NaCl (H50) ou de etanol (D50) capaz de promover 50% de hemólise. Os valores de H50 foram determinados a 26, 32, 37, 42 e 47 °C, e os de D50, apenas a 37 °C. O estado nutricional das voluntárias foi avaliado pela Mini-Avaliação Nutricional (MNA). [Resultados] H50 foi inversamente dependente (P<0.05) da idade, mas não com o escore do MNA, o VCM e a contagem de eritrócitos das voluntárias, a 26, 32, 37 e 42 °C, mas não a 47 °C. D50 apresentou uma dependência linear positiva com a idade. H50 apresentou uma dependência linear negativa com o aumento da temperatura. Os valores de H50 na reta de dependência térmica de H50 das mulheres com 20 a 39 anos foram significantemente maiores daqueles da reta das mulheres acima de 60 anos. [Conclusões] A estabilidade dos eritrócitos contra estresse hipotônico e desnaturação por etanol aumentou com a idade de suas doadoras. Este aumento na estabilidade de eritrócitos não foi determinado por diferenças no estado nutricional e nem por diferenças no volume corpuscular médio. A estabilidade dos eritrócitos das voluntárias diminuiu significantemente com o aumento na temperatura entre 26 e 47 °C. As mulheres com mais de 60 anos apresentaram eritrócitos com maior estabilidade do que aquelas com 20 a 39 anos nesse intervalo térmico.
Abstract: Chapter II - [Introduction] The stability of a biological membrane is resultant from its composition and from the composition of the internal medium of the living organism, which depends on genetic influences, feeding and life style. [Objective] This work aimed to study transversally in a human female population the dependence of the erythrocytes stability with age, nutritional status, erythrocytes counting and medium corpuscular volume (MCV). [Subjects] The sample was constituted of human females (N = 67), with 20 to 94 years, proceeding from a defined region with similar dietary habits and life styles. [Methods] The erythrocytes stability against hypotonic lysis and ethanol action was given by the concentration of NaCl (H50) or ethanol (D50) capable to promote 50% of hemolysis. The H50 values were determined at 26, 32, 37, 42 and 47 °C; the D50 values were determined only at 37 °C. The nutritional status of the volunteers was evaluated with the Mini-Nutritional Assessment (MNA). [Results] H50 was inversely dependent (P<0.05) with age and MCV, but not with MNA score neither the erythrocyte counting of the volunteer, at 26, 32, 37 and 42 °C, but not at 47 °C. D50 presented a linear and positive dependency with the volunteer age. H50 present a linear and negative dependence with the temperature increase. The H50 values in the thermal dependence line of H50 for the females with 20 to 39 years were significantly higher than those for the females above 60 years. [Conclusions] The stability of the erythrocytes against hypotonic stress and denaturation by ethanol increased with the age of the volunteers. This stability increase was not determined by differences in the nutritional status neither in medium corpuscular volume. The stability of the erythrocytes decreased significantly with the temperature increase between 26 and 47 °C. The females above 60 years presented erythrocytes with higher stability than the females with 20 to 39 years within this thermal interval.
Keywords: Envelhecimento
Estabilidade de eritrócitos
Estabilidade de membranas
Mini-avaliação nutricional
Temperatura
Aging
Erythrocyte stability
Membrane stability, Mini nutritional assessment
Temperature
Células - Envelhecimento
Eritrócitos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: FIRMINO, Cynthia Barbosa. Influence of the age on the stability of human erythrocytes. 2007. 90 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15772
Issue Date: 28-Feb-2007
Appears in Collections:TESE - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CBFirminoTESPRT.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.