Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15744
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Estabilidade de membrana e microscopia de força atômica em eritrócitos de voluntárias de diferentes idades
metadata.dc.creator: Freitas, Mariana Vaini de
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Nilson Penha
metadata.dc.contributor.referee1: Rezende, Carlos Henrique Alves de
metadata.dc.contributor.referee2: Calábria, Luciana Karen
metadata.dc.contributor.referee3: Coutinho Filho, Ubirajara
metadata.dc.contributor.referee4: Arvelos, Cleine Chagas da Cunha
metadata.dc.description.resumo: CAPITULO II: Objetivo: Avaliar a influência da idade sobre as variáveis bioquímicas, hematológicas e de estabilidade de membrana de eritrócitos em relação ao dodecil sulfato de sódio (SDS), em uma população de 105 voluntários do sexo feminino entre 20 e 90 anos. Métodos: A estabilidade de membrana de eritrócitos foi determinada por regressão não linear da dependência da absorvância de hemoglobina liberada em função da concentração de SDS, tendo sido representada pelo ponto de meia transição da curva (D50) e pela variação da concentração do detergente que promove a lise (dD). Resultados: Houve um aumento dependente da idade na estabilidade da membrana em relação ao SDS. A análise por regressão linear múltipla mostrou que este aumento da estabilidade é significativamente relacionado com a variação percentual da distribuição de volume dos eritrócitos (RDW) e das variáveis bioquímicas albumina sérica e colesterol total. Discussão: A associação positiva entre a estabilidade de eritrócitos e a RDW pode refletir um possível mecanismo envolvido no significado clínico deste índice hematológico. CAPITULO III: Objetivo: Associar as características morfológicas dos eritrócitos obtidas por microscopia de força atômica (AFM) com a estabilidade da membrana e parâmetros bioquímicos e hematológicos em mulheres voluntárias entre 20 e 90 anos. Métodos: A AFM em modo contato forneceu a média aritmética de rugosidade (Ra), a altura máxima (Rz), altura média (Rp) e profundidade média (Rv) da membrana celular, bem como largura, altura e profundidade da imagem do eritrócito. A curva sigmoidal de hemólise por dodecil sulfato de sódio (SDS) foi utilizada para obter as variáveis de estabilidade representadas pelo ponto de meia transição (D50) e a variação da concentração de SDS (dD) necessária para promover a hemólise completa da amostra de sangue. Os dados de microscopia e estabilidade foram correlacionados com variáveis hematológicas, bioquímicas e com as enzimas antioxidades superóxido dismutase (SOD) e catalase (Cat) de cada voluntário. Resultados: Os valores de Ra foram menores no grupo de voluntários mais velhos e apresentaram correlação inversa com D50, n-HDL e colesterol total. A atividade da Cat apresentou uma correlação inversa com Amax, triglicerídeos e VLDL-C, enquanto que a atividade da SOD apresentou uma correlação direta com o tamanho do eritrócito. Discussão: Os menores valores de Ra encontrados em eritrócitos dos voluntários mais velhos podem estar relacionados com as alterações de membrana causadas por valores elevados de colesterol no sangue e diminuição da atividade das enzimas antioxidantes.
Abstract: CHAPTER II: Objective: To evaluate the influence of age on the relationships between biochemical and hematological variables and stability of erythrocyte membrane in relation to the sodium dodecyl sulfate (SDS) in population of 105 female volunteers between 20 and 90 years. Methods: The stability of RBC membrane was determined by non-linear regression of the dependency of the absorbance of hemoglobin released as a function of SDS concentration, represented by the half-transition point of the curve (D50) and the variation in the concentration of the detergent to promote lysis (dD). Results: There was an age-dependent increase in the membrane stability in relation to SDS. Analyses by multiple linear regression showed that this stability increase is significantly related to the hematological variable red cell distribution width (RDW) and the biochemical variables blood albumin and cholesterol. Discussion: The positive association between erythrocyte stability and RDW may reflect one possible mechanism involved in the clinical meaning of this hematological index. CHAPTER III: Objective: To associate the morphological characteristics of erythrocytes obtained by atomic force microscopy (AFM) with its membrane stability and biochemical and hematological parameters in volunteers between 20 and 90 years. Methods: Contact-mode AFM provided arithmetic mean roughness (Ra), maximum height (Rz), average height (Rp) and average depth (Rv) of the cell membrane, as well as width, height and depth of the erythrocyte image. The sigmoidal curve of hemolysis by sodium dodecyl sulfate (SDS) was used to obtain the stability variables given by the half-transition point (D50) and the variation in the SDS (dD) concentration necessary to promote complete hemolysis of the blood samples. The microscopy and stability data were correlated with hematological and biochemical variables and antioxidant enzymes superoxide dismutase (SOD) and catalase (CAT) of each volunteer. Results: The values of Ra were lower in the group of older volunteers and presented inverse correlations with D50 and non-HDL- and total cholesterol. The Cat activity presented an inverse correlation with Amax, triglycerides and VLDL-cholesterol, while the SOD activity exhibited a direct correlation with the erythrocyte width. Discussion: The smaller values of Ra found in the older volunteers erythrocytes may be related to the membrane changes caused by high values of blood cholesterol and decreased activities of antioxidant enzymes.
Keywords: Albumina
Envelhecimento
Eritrócito
Membrana
RDW
Microscopia de força atômica
Enzimas antioxidantes
Média aritmética da rugosidade
Estabilidade da membrana
Ageing
Albumin
Erythrocyte
Membrane
Atomic force microscopy
Antioxidant enzymes
Arithmetic mean roughness
Membrane stability
RBC
colesterol
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: FREITAS, Mariana Vaini de. Estabilidade de membrana e microscopia de força atômica em eritrócitos de voluntárias de diferentes idades. 2013. 86 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15744
Issue Date: 23-Dec-2013
Appears in Collections:TESE - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstabilidadeMembranaMicroscopia.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.