Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15707
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Caracterização Molecular e Citogenética de frutos de Caryocar brasiliense (Cambess) com e sem espinho no caroço
metadata.dc.creator: Londe, Luciana Nogueira
metadata.dc.contributor.advisor1: Bonetti, Ana Maria
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Kerr, Warwick Estevam
metadata.dc.contributor.referee1: Morelli, Sandra
metadata.dc.contributor.referee2: Grisólia, César Koppe
metadata.dc.contributor.referee3: Freitas, Danival Vieira de
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO II: O pequi, Caryocar brasiliense, é uma das espécies de destaque no bioma do Cerrado devido a sua utilização na culinária, medicina popular, indústria e siderurgia. Apresenta índice de exploração elevado, podendo entrar na lista das espécies ameaçadas de extinção. Na região de São José do Xingu (MT) foi encontrada uma árvore produzindo pequi sem espinho no endocarpo, o que levantou a possibilidade de melhorar o pequi para consumo aproveitando a alta apreciação que já possui. Com o objetivo de analisar as diferenças genômicas entre o pequi com e o sem espinho no endocarpo, utilizou-se marcadores RADP (Random Amplified Polymorphism DNA). As bandas polimórficas geradas foram isoladas, clonadas e seqüenciadas, buscando identificar sequências responsáveis pela alteração fenotípica. Observou-se que o pequi sem espinho fica isolado geneticamente das demais populações de pequi com espinho no caroço, comprovando que essa característica está relacionada à divergência genética da espécie. Análises em BLASTn mostraram a similaridade aos genes Dof1 de Zea mays, na população com espinho e com o gene da Acetiltransferase Fosfinotricina de Z. mays, na população sem espinho. As análises em BLASTx revelaram similaridade com as proteínas responsáveis pela Deficiência em Redutase Férrica 4, no pequi sem espinho e com catalase, no pequi com espinho. CAPÍTULO III: O pequizeiro, Cayocar brasiliense Cambess., é uma planta característica do cerrado brasileiro que sofre ação extrativista, principalmente, para a alimentação. É uma planta bastante apreciada em regiões de Minas Gerais, especialmente no Norte desse estado. Na região de São José do Xingu, Mato Grosso, foi encontrada uma planta produzindo pequi sem espinhos no caroço. O estudo citogenético, por meio de coloração convencional de Giemsa, NOR, banda C, DAPI e CMA3 foi utilizado para a comparação entre plantas produtoras de pequi com e sem espinhos no caroço. Verificou-se que essas diferenças não podem ser atribuídas à diferenças cromossômicas entre os dois tipos de pequi. Ambas as plantas têm o mesmo número cromossômico, mesma marcação de NOR. Não foi verificado bandeamento C devido ao tamanho dos cromossomos. Diferenças de coloração com DAPI e CMA3 foram detectadas, porém não é possível afirmar que estejam relacionadas com a presença ou ausência de espinhos no fruto. CAPÍTULO IV: O pequizeiro (Caryocar brasiliense Cambess.) é uma espécie nativa do cerrado brasilieiro e que possui importância alimentar e social para a população que dela depende. É uma espécie que sofre ação extrativista e que, atualmente, é considerada fonte para a produção de biodiesel. Nesse trabalho o objetivo foi identificar, a partir de uma bilbioteca de cDNA, seqüências que estejam envolvidas em vias metabólicas para produção do fruto do pequi, para conhecimento da espécie, suas propriedades biológicas e genéticas. Dessa forma foi construída biblioteca de cDNA e os clones foram clonados e seqüenciados. As sequências identificadas foram depositadas no GenBank. Algumas das sequências encontradas estão relacionadas à proteção contra o estresse oxidativo em plantas, outras são fatores de transcrição e algumas sequências expressas têm funções estruturais e de resistência a patógenos.
Abstract: CHAPTER II: Pequi, Caryocar brasiliense, is one of the species of highlight at the biome of the Brazilian savannah due to its utilization in culinary, popular medicine, industry in general, and iron and steel industry. It presents an elevated index of exploration, being capable of entering the list of the endangered species. In the region of São José do Xingu (MT), a tree of pequi without thorn at the mesocarp was found and this enables to improve pequi not only for consumption, taking advantage of the high appreciation it already has. To detect the existing genomic differences between the pequi with and without the thorn at the endocarp, RADP markers were utilized. The generated polymorphisms were cloned and sequenced in order to identify the sequences responsible for the fenotypical alteration. It was observed that the pequi without thorn is genetically isolated from the other populations of pequi with thorn at the endocarp, proving that this characteristic is related to the genetic divergence of the species. Analysis in BLASTn evidenced the similarity of the Dof1 genes of Zea mays, in the population with thorn, and in the population without thorn, with the gene of phosphinotricin acetyl transferase of Z. mays. In the analysis of BLASTx, the similarity was verified with the proteins responsible for the deficiency in ferric reductase 4, in the pequi without thorn and catalase, in the pequi without thorn. CHAPTER III:The pequi, Cayocar brasiliense Cambess. Is a feature of Brazilian cerrado plant suffering extractive action, mainly for food. It is a plant very appreciated in the regions of Minas Gerais, especially in the north of this state. In the region of Sao Jose do Xingu, Mato Grosso, was found in a plant which had no thorns in the core and this allowed further research to discover the lack of thorns as it is an unwanted feature of the plant. Thus, the cytogenetic study, using conventional Giemsa staining, NOR, banda C, DAPI and CMA3 were used for comparison between the pequi with and without spines in the putamen. It was found that these differences are not attributed to chromosomal differences between the two types of pequi. Both have the same chromosome number, the marking of NOR, C banding was not verified due to the size of chromosomes and differences in staining with DAPI and CMA3 could not be verified although related to these characteristics. CHAPTER IV: The pequi is a species that is gathered and today is seen as a source for the production of biodiesel. The objective of this study was to identify sequences from a cDNA library that are involved in the metabolic pathways for production of pequi fruit, to gain a better understanding of the species and its biological and genetic properties. To do so, a cDNA library was created and the clones were cloned and sequenced. These identified sequences were deposited in GenBank. Most of the sequences found are associated with protection against oxidative stress in plants, some are transcription factors and others provide structural and pathogenic resistance.
Keywords: Caryocar brasiliense
Pequi
Espinho
RAPD
Caroço
Giemsa
Banda C
NOR
DAPI
CMA3
EST s
Thorn
Biologia molecular
Pequi - Citogenética
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Genética e Bioquímica
Citation: LONDE, Luciana Nogueira. Caracterização Molecular e Citogenética de frutos de Caryocar brasiliense (Cambess) com e sem espinho no caroço. 2010. 155 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15707
Issue Date: 23-Feb-2010
Appears in Collections:TESE - Genética e Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
luciana.pdf2.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.