Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15551
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Método de exposição e teoria revolucionária: considerações sobre a lógica dialética da revolução e o sentido político do livro I de O Capital , de Karl Marx
metadata.dc.creator: Paiva Neto, Antônio Corrêa de
metadata.dc.contributor.advisor1: Said, Ana Maria
metadata.dc.contributor.referee1: Graciolli, Edilson José
metadata.dc.contributor.referee2: Moura, Mauro Castelo Branco de
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação tem como tema a configuração do método dialético no livro I de O Capital e, como problema fundamental, a questão pela existência de um significado político no modo de exposição da obra. Seu intuito é demonstrar que o desenvolvimento expositivo de O Capital , estruturado segundo o método dialético, reflete uma teoria revolucionária. Em outras palavras, uma teoria a respeito da superação do modo de produção capitalista, propiciando, ainda, uma sistematização da consciência da classe trabalhadora e, assim, a percepção da necessidade por parte dessa classe de ser o mencionado sistema econômico superado, configurando-se a obra, nesse sentido, como um instrumento político direcionado à organização revolucionária. Subdividida em três partes, a dissertação em questão trata, na primeira, do conceito dialética e de sua aplicação em O Capital ; na segunda, do movimento negativo-expositivo do livro I da obra, apresentando as determinações da teoria revolucionária e o significado político do seu método expositivo; e, por fim, na terceira, de uma polêmica entre Hector Benoit e Francisco Soares Teixeira a respeito do modo de exposição da obra. Nesse percurso, em termos gerais, pode ser constatado que Marx compreende a dialética como um método que consiste em desvelar não apenas as leis que regem o funcionamento de um dado objeto, mas as leis de sua transição, sendo configurada em O Capital como um método expositivo cuja finalidade é não apenas desvelar as leis de funcionamento do modo capitalista de produção, mas as leis vinculadas a sua superação necessária. Refletindo o próprio modo de exposição de O Capital , o movimento de superação do capitalismo, Marx explicitaria que o processo revolucionário é imanente ao desenvolvimento do mencionado sistema econômico, no qual seriam formados os pressupostos objetivos e subjetivos para a constituição da sociedade comunista. Apontando, igualmente, para a independência relativa da consciência em relação à pressão das contradições do capital pela sua configuração revolucionária, Marx explicitaria, ainda, a possibilidade de a almejada revolução social ser acelerada pelo desvelamento das leis do capital, e isso, desde que as condições objetivas da revolução estejam formadas, o que possibilita a compreensão de O Capital e de seu modo de exposição como um instrumento político direcionado à organização da classe trabalhadora, posição reforçada, inclusive, pelo conhecimento do ímpeto revolucionário de Marx e de sua relação política com a mencionada classe. Nesse sentido, pode-se compreender a exposição que se direciona do abstrato ao concreto, ou da parte ao todo, proporcionando, nesse processo, uma compreensão adequada do modo de produção capitalista; que apresenta o caráter transitório do capital; que supera, gradualmente, as ilusões presentes na consciência dos trabalhadores; que aponta para a violência da luta de classes como o fundamento do modo de produção capitalista e para a sua superação revolucionária como a única solução para todos os problemas enfrentados pela classe trabalhadora, tal como a acirrada exploração do trabalho, o desemprego e a miséria acarretada pelas crises econômicas, como um meio intencional de despertar a consciência revolucionária da classe trabalhadora, incentivando, assim, a sua organização política.
Abstract: The current paper has as a theme the configuration of the dialectical method in the First book of The Capital and, as essential problem, the question for the existence of a political meaning in the way of exhibition of the book. Its aim is to demonstrate that the exposed development of The Capital , structured according to the dialectical method, reflects a revolutionary theory. This theory can be understood, in other words, as a theory regarding the overcome of the way of capitalist production, propitiating, still, a consciousness systematization of the working class, and, thus, a perception from this class of the necessity of this economic system to be overcome, characterizing the book, on this meaning, as a political instrument focused on the revolutionary organization. Subdivided in three parts, the referred paper, on the first part, refers to the concept dialectic and its application on The Capital , on the second, it is about the negative-expositive movement of the work, presenting the determinations of the revolutionary theory and the political meaning of its expositive method; and finally, the third part, is of a controversy between Hector Benoit and Francisco Soares Teixeira regarding the way of exposition of the book. On this way, in general, it can be seen that Marx comprehends the dialectic as a method that consists in revealing not only the laws that govern the working of a specific object, but also the laws of its transition, being set in The Capital as an expositive method with the purpose not only to reveal the laws of working of the way of capitalist production, but also to the laws related to its necessary overcome. Reflecting the own way of exposition of The Capital , the movement of overcome of the capitalism, Marx would explicit that the revolutionary process is inherent in the development of the mentioned economic system, on which would be formed the objective and subjective assumptions for the constitution of the communist society. Pointing, equally, to the relative independence of the consciousness in relation to the pressure of the contradictions of the capital by its revolutionary configuration, Marx would explicit, yet, the possibility of the desired social revolution to be accelerated by the unveiling of the laws of the capital, and this, since the objectives conditions of the revolution are formed, what makes possible the comprehension of The Capital and its way of exposition as a political instrument directed to the organization to the working class, stronger position, including by the knowledge of the revolutionary impetus of Marx and of his political relation with the referred class. On this way, it can be understood the exposition that parts from the abstract to the concrete, or from the part to the whole, providing, on this process, an appropriate comprehension of the way of the capitalist production, which shows the transitory nature of capital; which overcomes, gradually, the illusions on the workers consciousness; which points to the violence of the class struggle as a foundation of the way of the capitalist production and for its revolutionary overcome as the only solution for all the problems faced by the working class, such as the hyper-exploitation of labor, the unemployment and the misery caused by the economic crisis, as an intentional way to awaken the revolutionary consciousness of the working class, motivating, on this way, its political organization.
Keywords: Dialética
Método de exposição
Teoria revolucionária
Organização política
Dialectic
Method of exposition
Revolutionary theory
Political organization
Marx, Karl, 1818-1883 - Crítica e interpretação
Economia marxista
Capital (Economia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Filosofia
Citation: PAIVA NETO, Antônio Corrêa de. Método de exposição e teoria revolucionária: considerações sobre a lógica dialética da revolução e o sentido político do livro I de O Capital , de Karl Marx. 2012. 214 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15551
Issue Date: 23-Mar-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.