Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15544
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A experiência da alteridade no pensamento de Gabriel Marcel
metadata.dc.creator: Oliveira, Manoel Messias de
metadata.dc.contributor.advisor1: Sass, Simeão Donizeti
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida Júnior, José Benedito de
metadata.dc.contributor.referee2: Peixoto, Adão José
metadata.dc.description.resumo: Apresenta-se aqui o resultado de nossa investigação quanto à experiência da alteridade no pensamento de Gabriel Marcel, realizada a partir de pesquisa bibliográfica que recorreu às principais obras de Gabriel Marcel, bem como a alguns comentadores dentre os quais destacamos Emmanuel Mounier, Régis Jolivet e Urbano Zilles , sendo o nosso trabalho norteado pelos conceitos de ontologia e alteridade. Marcel compreende o eu existente como uma realidade singular. O homem é um existente marcado pelo mistério que não pode ser completamente desvelado ou sistematizado, é um sujeito concreto, um ser situado no mundo, no qual deverá encontrar-se com outros homens, companheiros de caminhada, reais e concretos. Daí, duas questões: como o existente, marcado pela singularidade e mistério inefável pode ser conhecido? Como pode conhecer a si mesmo, o outro e o absolutamente outro? Para responder a essas questões, Marcel apresenta a via da intersubjetividade. No pensamento marceliano, o eu existente necessita do olhar do outro para conhecer a si mesmo e descobrir o sentido da vida. A experiência intersubjetiva é condição para o encontro. Sendo assim, Marcel apresenta três virtudes ou exigências ontológicas para o acesso ao ser individual e, consequentemente, para o encontro com o ser absoluto: as virtudes do amor, da esperança e da fidelidade, que, de per si, demonstram a importância capital do outro, pois essas experiências exigem a coexistência e o reconhecimento do outro. Ora, questiona-se: como a experiência do amor, da esperança e da fidelidade se processa na convivência com o outro e, como viabiliza o encontro entre os sujeitos e desses com o Absolutamente Outro? E ainda: como é possível o encontro entre sujeitos? Como é possível evitar que um sujeito negue ou trate o outro como objeto? Tendo esses questionamentos em mente, a pesquisa está organizada em três capítulos. No primeiro, sob o título O Mistério do Ser Questões Ontológicas, abordamos a questão do ser como mistério a ser desvelado na existência, o ser encarnado e a exigência da transcendência. No segundo, A Experiência da Alteridade, refletimos sobre a importância do encontro e sobre as exigências ontológicas do amor, da esperança e da fidelidade para que o eu existente possa conhecer a si, ao outro e ao absolutamente outro. Por fim, no capítulo Convergências e divergências de Marcel com Buber e Sartre: a alteridade em questão, estabelecemos um paralelo entre as concepção de alteridade em Marcel, Buber e Sartre. Analisamos o método proposto por Marcel e investigamos de que forma ele poderá contribuir para a edificação de uma sociedade mais justa e fraterna.
Abstract: This dissertation presents the results of our investigation on the experience of otherness proposed by Gabriel Marcel, a French thinker named Christian existentialist by Jean-Paul Sartre. Marcel understands the existent I as a singular reality. Human being is an existent marked by mystery, which can t be completely revealed or systematized. The existent is a concrete subject, a human being placed into the world. In the world he must to meet other people, traveling companions, also real and concrete. The meeting occupies a prominent role in Marcel s thinking. The existent I needs the look of the other in order to know himself and to discover the life s meaning. Intersubjective experience is a condition for meeting the other. Marcel presents three virtues (ontological requirement) for accessing individual being and consequent meeting the Absolute Being: these virtues are Love, Hope and Fidelity and, per si, demonstrate the capital importance of the other. The experience requires the coexistence and the recognition of the other. The study also presents the results of our investigation of Marcel s thinking on otherness theme in three chapters. In the first one, named The mystery of being ontological questions , we address the issue of Being as a mystery which must be revealed in life; we consider the incarnate being and the transcendence requirement. In the second chapter, The experience of otherness we reflect on the importance of meeting and the ontological requirements of Love, Hope and Fidelity in order the existent I to know himself, the other and the Absolute Other. Finally, in the third chapter, The otherness question , we draw a parallel between the otherness conceptions in Marcel, Sartre and Buber. We analyze the method proposed by Marcel as well how he can contribute to building a more just and fraternal society.
Keywords: Existência
Eu
Alteridade
Intersubjetividade
Mistério
Presença
Existence
I
Otherness
Intersubjectivity
Mystery
Presence
Marcel, Gabriel, 1889-1973 - Crítica e interpretação
Filosofia moderna - Séc. XX
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Filosofia
Citation: OLIVEIRA, Manoel Messias de. A experiência da alteridade no pensamento de Gabriel Marcel. 2011. 133 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15544
Issue Date: 7-Jul-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf770.5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.