Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15212
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Remoção de cromo (vi) e carbono orgânico total em biorreatores híbridos sequenciais
metadata.dc.creator: Brandão, Camilo Aurélio
metadata.dc.contributor.advisor1: Resende, Miriam Maria de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Cardoso, Vicelma Luiz
metadata.dc.contributor.referee1: Vieira, Patrícia Angélica
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Juliana de Souza
metadata.dc.contributor.referee3: Freitas, Fernanda Ferreira
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho avaliou o desempenho do sistema de biorreatores híbridos sequenciais, sem aeração e com aeração intermitente, na remoção de Cromo (VI), Cromo Total, Carbono Orgânico Total (COT) de um meio sintético (afluente) contendo Cr (VI). A Demanda Química de Oxigênio (DQO) e a concentração de biomassa também foram monitoradas. Como inóculo nos biorreatores, foram utilizadas culturas mistas de micro-organismos originária de lodo industrial, previamente adaptadas, e como fonte de Cr (VI), o dicromato de potássio (K2Cr2O7). Incialmente foi realizado um teste em branco, antes da adição de cromo ao sistema, com o propósito de se verificar a influência da presença do metal na remoção de COT. Foram realizados três ensaios cinéticos, nas concentrações iniciais de cromo hexavalente de 80, 120 e 150 mg/L. Após cada cinética, avaliou-se a remoção durante a regeneração dos biorreatores, com o mesmo efluente, porém sem cromo. A concentração de Cr (VI) foi determinada pelo método colorimétrico utilizando difenilcarbazida 3500-Cr D, conforme APHA (2005). A concentração de Cromo Total foi medida em Espectrofotômetro de absorção atômica AA-7000 Shimadzu. A caracterização em relação ao COT foi realizada pela técnica de combustão catalítica a alta temperatura, empregando o aparelho analisador TOC-VCPH-ASI+TNM-1 da Shimadzu. Para a cinética com concentração de 80 mg/L de Cr (VI), os resultados mostraram que após 600 horas de operação não ocorreu a saturação dos biorreatores, obtendo-se 87% de remoção global de Cr (VI) e 62% de Cromo Total. Para as cinéticas de 120 e 150 mg/L, dentro do tempo de operação estudado, apenas o biorreator não aerado atingiu a saturação, após 228 e 216 horas de operação, respectivamente. As remoções de cromo, no TDH adotado, foram satisfatórias em todas as concentrações estudadas. Na regeneração, verificou-se, em todos os ensaios realizados, que a concentração de cromo na saída dos biorreatores se tornou praticamente nula em no máximo 72 horas de operação. No teste em branco, a remoção de COT alcançada foi de 64% enquanto que nos três ensaios, na presença de cromo, esta foi em torno de 55 % (80 mg/L), 41 % (120 mg/L) e 31 % (150 mg/L). Na regeneração dos leitos, a remoção de COT aumentou, indicando que a presença de cromo afeta a remoção de COT, devido à possível acumulação do metal. A concentração de DQO teve um perfil semelhante à cinética de concentração de COT. Após adição de novo inóculo ao sistema, repetiu-se o ensaio cinético na concentração de 150 mg/L de Cr (VI), sendo que em 600 horas de operação, os biorreatores não saturaram, obtendo remoções de 67% para o Cr (VI) e 46% para o Cr Total. A remoção de COT não foi alterada significativamente. A concentração de biomassa permaneceu praticamente constate nos experimentos, exceto no início de cada cinética, onde se verificou a ocorrência de morte e lise celular, devido ao aumento da concentração de Cr (VI) adicionada. No entanto, com o decorrer do processo a cultura mista se readaptou às novas condições. Foi realizada a abertura de células por ultrassom, onde foi constatada uma quantidade baixa de cromo retido no interior das mesmas, em relação à quantidade presente no meio. Isso indica que a maior parte do cromo está biossorvido na superfície celular de células vivas e mortas, ou bioacumulado em células vivas. Diante do exposto, o sistema de biorreatores híbridos, operando em série, mostrou-se promissor para a remoção de cromo. No entanto algumas alterações no sistema e no próprio processo, como a reposição periódica de biomassa, são necessárias para um melhor desempenho.
Abstract: This work was intended to evaluate the performance of sequential hybrid bioreactor systems, without aeration and with intermittent aeration, when removing chrome (VI), Total chrome, Total organic carbon (COT) from an effluent containing Cr (VI). Chemical Oxygen Demand (DQO) and the biomass concentration also were monitored. As inoculum in the bioreactors, mixed cultures were used from microorganisms originated in the industrial sludge, previously adapted, and with Cr source (VI), the potassium dichromate (K2Cr2O7). It was initially performed a blank test, before adding chrome to the system, with the purpose to verify the influence of the metal presence in the COT removal. Were performed 3 kinetic assays, in chrome hexavalent initial concentrations of 80, 120 and 150 mg/L. After each kinetic, it was evaluated the removal during the bioreactor regeneration, with the same effluent, but with no chrome. The Cr (VI) concentration was defined by the colorimetric method using diphenylcarbazide 3500-Cr D, according to APHA (2005). The total chrome concentration was measured in the atomic absorption Spectrophotometer AA-7000 Shimadzu. The characterization regarding COT was performed by the using the technique catalytic combustion at high temperature, using the TOC-VCPH-ASI+TNM-1 analyzer from Shimadzu. For kinetic with concentration of 80 mg/L de Cr (VI), the results showed that after 600 hours of operation the bioreactors did not saturated, obtaining 87% of global removal of Cr (VI) and 62% of total chrome. For kinetics of 120 and 150 mg/L, inside the operation time studied, only the nor aerated bioreactor had saturation, after 228 and 216 operation hours, respectively. The chrome removal, in the TDH adopted, were satisfactory in all concentrations studied. In the regeneration, it was verified, in all assays performed, that the chrome concentration in the bioreactor output became practically nil in a maximum of 72 hours of operation. In the blank test, the COT removal reached was 64% while in the 3 assays using chrome, it was around 55 % (80 mg/L), 41 % (120 mg/L) and 31 % (150 mg/L). In the bed regeneration, the COT removal increased, indicating that the presence of chrome affects the COT removal, due to the possible metal accumulation. The DQO concentration had a similar profile to the COT concentration kinetic. After addition of a new inoculum to the system, the kinetic assay was repeated in concentration of 150 mg/L of Cr (VI), being that in 600 operation hours, the bioreactors did not saturated, obtaining removal of 67% for Cr (VI) and 46% for total Cr. The COT removal was not significantly changed. The biomass concentration remained practically constant in the experiment, except in the beginning of each kinetic, where it was verified the occurrence of death and cell lysis, due to the increase of the Cr (VI) concentration added. However, during the process the mixed culture readapted to the new conditions. It was performed the cell opening by ultra sound where its noticed a low quantity of chrome retained inside it, by bioaccumulation. This indicates that most of the chrome is bio-absorbed in the cell surface (deposited), of living and dead cells, or bio accumulated in living cells. Given the above, the hybrid bioreactor system, operating in series, showed promising to the chrome removal. However, some changes in the system and in the process itself, as the periodical reposition of biomass, are needed to a better performance.
Keywords: Remoção de cromo
Remoção de COT
Cultura mista
Biossorção
Bioacumulação
Biorreatores híbridos
Chrome removal
COT removal
Mixed culture
Bio absorption
Bioaccumulation
Hybrid bioreactors
Cromo
Carbono
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA QUIMICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Engenharias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Engenharia Química
Citation: BRANDÃO, Camilo Aurélio. Remoção de cromo (vi) e carbono orgânico total em biorreatores híbridos sequenciais. 2013. 147 f. Dissertação (Mestrado em Engenharias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/15212
Issue Date: 6-Aug-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RemocaoCromoCarbono.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.