Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/14529
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Método para avaliação quantitativa da espasticidade baseado no limiar do reflexo de estiramento tônico
Método para avaliação quantitativa da espasticidade baseado no limiar do reflexo de estiramento tônico
Author: Silva, Maristella Borges
First Advisor: Soares, Alcimar Barbosa
First coorientator: Palomari, Evanisi Teresa
First member of the Committee: Naves, Eduardo Lázaro Martins
Second member of the Committee: Guirro, Rinaldo Roberto de Jesus
Summary: espasticidade é uma desordem motora caracterizada pela hiperexcitabilidade, velocidade dependente, do reflexo de estiramento e constitui uma sequela importante que afeta, comumente, indivíduos que sofreram Acidente Vascular Encefálico (AVE). A avaliação do grau de espasticidade é fundamental para diagnosticá-la, formular a conduta de tratamento e verificar a eficácia da intervenção terapêutica empregada. Devido à complexidade e natureza multifatorial do fenômeno, a quantificação da espasticidade ainda é um desafio e não há consenso em relação à utilização de uma medida específica, visto que os métodos atualmente utilizados apresentam limitações. A mensuração indireta do limiar do reflexo de estiramento tônico (LRET) como medida para avaliação da espasticidade é promissora e o desenvolvimento e aprimoramento de sistemas para sua quantificação são necessários. Assim, o objetivo do estudo foi desenvolver e validar um método eficiente para a avaliação da espasticidade baseado no limiar do reflexo de estiramento tônico. A quantificação do LRET foi realizada pelo processamento dos sinais provenientes da realização de estiramentos passivos manuais do membro acometido em diversas velocidades com a monitoração da atividade eletromiográfica e do deslocamento angular (eletrogoniômetro). Os valores do ângulo articular e de sua respectiva velocidade correspondentes ao início da contração muscular em resposta a cada estiramento realizado foram identificados por meio da implementação de algoritmos eficientes para detecção da atividade muscular e de seu início dentro de cada zona de estiramento. Essas coordenadas de ângulo e velocidade representaram os limiares do reflexo de estiramento dinâmico (LREDs) e o LRET foi quantificado, por regressão linear sobre o conjunto de LREDs, como uma coordenada angular para a velocidade zero dentro da faixa de amplitude biomecânica da articulação avaliada. A espasticidade do músculo bíceps braquial de sete pacientes após AVE foi avaliada de forma clínica pela aplicação da Escala Modificada de Ashworth e pela detecção do LRET de acordo com o método desenvolvido. O conjunto de LREDs foi detectado satisfatoriamente pelas técnicas de processamento de sinais aplicadas. Assim, o limiar do reflexo de estiramento tônico foi computado com eficiência pelo método desenvolvido e mostrou-se uma medida viável para avaliação quantitativa da espasticidade após AVE.
Abstract: Spasticity is a motor disorder characterized as hyperexcitability of the velocitydependent stretch reflex. It is a disability commonly arising after stroke. The measurement of the spasticity is essential for its diagnosis, management of treatment and verification of the effectiveness of therapy intervention applied. In reason of the complexity and of the multifactorial nature of the phenomenon, quantifying the spasticity is a difficult and unresolved problem. There is no consensus regarding the use of a specific measurement since the methods currently employed present limitations. A promising alternative to assessment of spasticity is the indirect measurement of tonic stretch reflex threshold (TSRT). The development and enhancement of systems for its quantification are required. The aim of this study was to develop and validate an efficient method for the assessment of spasticity based on the tonic stretch reflex threshold. The quantification of TSRT was performed by signals processing from electromyographic activity and angular displacement (electrogoniometer). These signals were monitored during manual passive stretches of the affected limb applied at different velocities. The joint angle and its respective velocity value corresponding to the onset of muscle contraction in response to each stretch were identified through the implementation of efficient algorithms for detection of muscle activity and its onset within each zone stretching. The coordinates of the angle and velocity represent the dynamic stretch reflex thresholds. The TSRT was quantified by linear regression on DSRT set as an angular coordinate for zero velocity within the range of biomechanics amplitude of the joint evaluated. The spasticity of biceps brachial muscle from seven patients after stroke was evaluated by clinical application of the Modified Ashworth Scale and by the detection of the TSRT according to the developed method. The set of DSRTs was detected successfully by the techniques of signals processing applied. Therefore, the tonic stretch reflex threshold computed by the developed method may be a viable measure for quantitative evaluation of spasticity after stroke.
Keywords: Espasticidade
Acidente vascular encefálico
Reflexo de estiramento
Avaliação da espasticidade
Spasticity
Stroke
Stretch reflex
Spasticity measure
Engenharia biomédica
Acidentes vasculares cerebrais
Area (s) of CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Engenharias
Program: Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica
Quote: SILVA, Maristella Borges. Método para avaliação quantitativa da espasticidade baseado no limiar do reflexo de estiramento tônico. 2013. 102 f. Dissertação (Mestrado em Engenharias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/14529
Date of defense: 26-Mar-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Engenharia Elétrica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MaristellaBorges.pdf2.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.