Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/14231
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Delimitação de áreas variáveis de afluência em ambientes de microbacias urbanas através da comparação dos métodos TauDEM e HAND
metadata.dc.creator: Bressiani, Jaciane Xavier
metadata.dc.contributor.advisor1: Schmidt, Márcio Augusto Reolon
metadata.dc.contributor.referee1: Alamy Filho, José Eduardo
metadata.dc.contributor.referee2: Camboim, Silvana Philippi
metadata.dc.description.resumo: Segundo o Código Florestal, lei 12.651/12, as Áreas de Preservação Permanente (APP) são faixas simétricas de vegetação, as quais têm os seus tamanhos estipulados conforme a largura da calha do leito regular do curso d água. Portanto, ao atender exigências da legislação, a delimitação das APP segue regras bastante simples, que não considera aspectos físicos e a dinâmica do ecossistema ripário e não requer domínio de técnicas avançadas de modelagem hidrológica. Neste contexto, as áreas variáveis de afluência (AVA) são uma alternativa para a delimitação das zonas ripárias, garantindo as funções ambientais que as mesmas desempenham. As AVA são pequenas áreas na microbacia hidrográfica que sofrem expansão e contração com eventos de precipitação, nas quais ocorre saturação hídrica e que nem sempre estão localizadas nas faixas estabelecidas pela legislação brasileira vigente. São áreas relacionadas à qualidade dos recursos hídricos, uma vez que são fontes de escoamento superficial oriundo da saturação e, portanto, podem carrear sedimentos e poluentes para os cursos d água. Assim sendo, o principal objetivo deste trabalho foi comparar modelos que definem os limites das AVA em ambientes de microbacias urbanas, através de parâmetros topográficos e de hidrologia. Os modelos utilizados foram os obtidos pelos programas Terrain Analysis Using Digital Elevation Models (TauDEM) e Height Above the Nearest Drainage (HAND), tendo como áreas de estudo as microbacias do córrego da Lagoinha e do córrego Campo Alegre, no município de Uberlândia, Minas Gerais. Valores distintos foram encontrados em cada modelo, pois apesar de ambas modelagens utilizarem os dados topográficos do MDT, no TauDEM há correlação deste com a área de contribuição específica e, no HAND, com a altura em relação à rede de drenagem mais próxima. Constatou-se que as AVA englobam as APP ao longo dos rios, mas também se encontram distribuídas por toda a microbacia e, em termos quantitativos, ocupam mais áreas do que as definidas pelo Código Florestal. Com estas áreas espacializadas e com buffers das APP e mapas de uso e ocupação do solo gerados foi possível originar um mapa de susceptibilidade da bacia hidrográfica, o qual visa auxiliar a gestão da mesma para a manutenção e preservação das AVA que não são contempladas pela atual legislação como APP.
Abstract: According to the Brazilian Forest Code, law nº 12.651/12, the permanent preservation areas (PPA) are a symmetric range of vegetation that have their width specified proportionally to the water flow width. Therefore, to attend legislation demands, the PPA delimitation follows very simple rules which does not consider physical and dynamics aspects of the riparian ecosystem and does not require the knowledge in techniques for hydrologic modeling. In this context, the areas variable inflow (AVI) are an alternative for the delimitation of the riparian areas ensuring the environmental functions performed by them. The AVIs are little areas in the watershed that are expanded and contracted because of the precipitation events that saturate the soil and they are not always coincident with the PPAs. The AVIs are areas associated to the quality of the hydric resources, once they are a superficial source flow arising from saturation and so, the AVIs can transport sediments and pollutants to the water flows. Thus, the main goal of the reserach is to compare models that define the boudaries of AVIs located at urban watershed by means of topographic and hydrologic parameters. The models were obtained through \'Terrain Analysis Using Digital Elevation Models (TauDEM) and Height Above the Nearest Drainage (HAND), having as the study areas the watersheds from Lagoinha and the Campo Alegre, in the city of Uberlândia, in Minas Gerais. Despite both models use the digital terrain model (DTM) from topographic data, TauDEM performs a correlation between it and its specific contribution area, and on HAND, there is a correlation with the nearest drainage network. It is found that the AVIs include PPAs as part of them, however, the first ones are distributed for the entire watershed, and quantitatively, they are spread over bigger areas than those defined by the Brazilian Forest Code. It was possible to make a map of susceptibility of the watershed using these specialized areas and buffers from the APPs and maps of land use. The map aims to help the management of the watershed for maintenance and preservation of the AVAs that are not contemplated by the present legislations as APP
Keywords: Áreas variáveis de afluência
Modelagem hidrológica
TauDEM
HAND
Areas of variable inflow
Hydrologic modeling
Microbacias hidrográficas - Uberlândia (MG)
Áreas de conservação de recursos naturais
Recursos naturais
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Engenharias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil
Citation: BRESSIANI, Jaciane Xavier. Delimitação de áreas variáveis de afluência em ambientes de microbacias urbanas através da comparação dos métodos TauDEM e HAND. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Engenharias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/14231
Issue Date: 15-Feb-2016
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DelimitacaoAreasVariaveis.pdf9.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.