Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13954
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Migrantes nordestinas e escolarização no Pontal Mineiro (1950 e 1960): desafios, resistências, embates e conquistas
Author: Silveira, Daiane de Lima Soares
First Advisor: Souza, Sauloéber Társio de
First member of the Committee: Lima, Sandra Cristina Fagundes de
Second member of the Committee: Salvadori, Maria ângela Borges
Summary: Na presente dissertação pretende-se apresentar a história da mulher migrante nordestina, a partir do fluxo migratório ocorrido do Nordeste do Brasil para o Pontal Mineiro, nas décadas de 1950 e 1960. A escolarização dessa mulher é analisada pensando-se as relações culturais entre nordestinas migrantes e mineiros tijucanos no interior da escola; além disso, analisam-se os desafios enfrentados por elas para inserção e permanência nas instituições escolares de Ituiutaba e região; questiona-se a diferença de escolarização entre as mulheres e os homens migrantes, que se apresentou superior para elas. Os conceitos migração e escolarização, pensados na era moderna, são discutidos a fim de melhor compreensão do objeto. Pensa-se o primeiro como transferência de pessoas de uma fronteira a outra, espontaneamente ou não, e ainda observando-se questões políticas, sociais e culturais que podem influir nas escolhas ou na expulsão dessas pessoas. Quanto à escolarização, constitui-se a partir do projeto de civilização que teve ênfase no século XIX, na Europa, e difundido para o Brasil. O marco temporal se justifica, pois nessas duas décadas há maior intensidade do fluxo migratório, quando a região apresentava expressivo desenvolvimento econômico, explicado pelo aumento da produção de cereais, especialmente o arroz, o que levou ao crescimento da indústria de beneficiamento de grãos. Esse foi o fator preponderante que estimulou a migração por ser divulgado no país em rádios, jornais e revistas. Além disso, aqueles que migravam também noticiavam as boas novas . A partir de 1970, fatores como o declínio da agricultura e a proibição do trafico de nordestino , diminuíram expressivamente o fluxo migratório. A partir da História Oral, realizaram-se 21 entrevistas; além da consulta a jornais veiculados na cidade à época, a atas escolares, dados do IBGE e imagens fotográficas com a finalidade de proceder o cruzamento de fontes. Com o estudo bibliográfico, pode-se analisar as informações colhidas. Percebeu-se que o preconceito e a discriminação marcaram as relações culturais vivenciadas nos espaços escolares, onde mulheres migrantes e mineiros tijucanos estavam inseridos, pois os costumes, o modo de vida, enfim a identidade dessas mulheres foi tida como diferente e inferior. Mas elas não se mostraram passivas, antes disso, enfrentaram esse desafio, além de muitos outros como as difíceis condições sociais do migrante. O índice de escolarização da mulher migrante superior ao do homem migrante, mostrou-se mais uma conquista, pois elas souberam empregar mecanismos e táticas em uma sociedade de hierarquia marcadamente masculina. Tal empreendimento relaciona-se ao contexto do lugar de origem, ou seja, à história educacional do Rio Grande do Norte e da Paraíba e à formação cultural do homem nordestino.
Abstract: This present dissertation aims to introduce the northeastern migrant women history, by the migration stream occurred from northeastern Brazil to Pontal Mineiro , in the 1950 and 1960 decades. This woman schooling is analyzed by reflexing about the culture relations between the northeastern migrant and local people inside the school; besides, the challenges faced by them for their insertion and endurance into the Ituiutaba and region school institutions also are analyzed. It is questioned the schooling difference between the migrant women and men, which is higher for the women. The modern age conception of migration and schooling are discussed in order to better comprehend the object. The first concept is considered as people transference to one frontier to another, either spontaneously or not, also it is observed the politics, social and cultural questions that can be choice influence or expulsive influence to people. As the schooling, its constitution starts from the civilization project, that had emphasis in the XIX century, in Europe, and that was publicized in Brazil. The timeframe is justified by the migration stream intensity, which is greater in the both decade, when it was expressive economic development in this region due to cereal production raise, especially rice. This situation caused the grain processing industry increase. This was the mainly factor that has stimulated the migration, due to country advertisement by radios, newspapers and magazines. Besides, other migrant also noticed the good news. From the 1970 decade, some reasons such as the agriculture decline, the northeaster traffic prohibition, had caused the migration stream reduction. Using the oral history, 21 interviews has been realized; also the search to that time served newspaper, school proceedings, IBGE data and photographer pictures has been used, with the purpose of proceeding the source crossing. With the bibliographic study we can analyze the collected information. It has been perceived that prejudice and discrimination marked the cultural relations experienced in school spaces, in which migrant women and local people was inserted, because these women mores, way of life, anyway their identity has been taken as different and less considered. Nevertheless this woman did not stay passive in front of this situation, beyond this, they faced this challenge, as many others such as the hard migrant social condition. The migrant women schooling index higher than the migrant men one, have shown itself as one more achievement, because they were able to use mechanisms and tactics in a manly hierarchy society. Such venture is related to the origin local context, in other words, to Rio Grande do Norte and Paraíba states educational history and northeastern man cultural education.
Keywords: Mulher migrante nordestina
Pontal Mineiro
Escolarização
Migração
Northeastern migrant women
Schooling
Migration
Mulheres migrantes Pontal Mineiro
Educação -- Aspectos sociais
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Educação
Quote: SILVEIRA, Daiane de Lima Soares. Migrantes nordestinas e escolarização no Pontal Mineiro (1950 e 1960): desafios, resistências, embates e conquistas. 2014. 149 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13954
Date of defense: 27-Feb-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MigrantesNordestinasEscolarizacao.pdf2.13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.