Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13867
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Identidade profissional docente no curso de medicina da Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Author: Sousa, Waleska Dayse Dias de
First Advisor: Melo, Geovana Ferreira
First member of the Committee: Oliveira, Guilherme Saramago de
Second member of the Committee: Pachane, Graziela Giusti
Summary: Esse estudo discute a identidade do docente no curso de medicina da Universidade Federal do Triângulo Mineiro UFTM e suas possibilidades de profissionalização a partir da análise de quatro elementos do contexto institucional: expansão universitária, vivências curriculares, condições de trabalho e experiência do docente de medicina. Os objetivos propostos foram: analisar o papel do docente no contexto histórico, político, social em que se deram a criação do curso de medicina da UFTM, analisar as possíveis relações entre currículo de medicina e identidade docente, conhecer as condições de trabalho do docente na instituição e reconhecer na experiência do docente de medicina, possibilidades de profissionalização da docência. Tivemos como referência para análise, a produção científica da área, documentos que retratam a história da instituição, leis e diretrizes relacionadas à educação superior e aos cursos de medicina. Parte dos dados foi obtida junto a professores do curso, por meio de questionário de identificação e entrevistas reflexivas. As análises indicaram que no processo de expansão universitária vivenciado pela UFTM a identidade do docente de medicina pouco se revela, mostrando-se mais evidente a expressão do médico. São evidenciados o reconhecimento social da medicina enquanto área de saber e em decorrência o seu prestígio na instituição, construído também pelos condicionantes históricos, políticos e econômicos que favoreceram seu domínio. No que diz respeito às vivências curriculares no curso de medicina, percebeu-se que o conceito de currículo vivenciado no curso é herança do modelo flexneriano, centrado na especialização e fragmentação dos saberes e no hospital como principal cenário da formação. As condições de trabalho dos docentes de medicina não se revelaram adequadas a uma atuação docente de qualidade, com destaque para muitas dificuldades presentes no cotidiano da instituição. A experiência do docente de medicina, indicou que embora não existam consensos em relação aos diferentes papéis que são lhe atribuídos, seja por eles próprios ou por outros, fragilizando sua identidade profissional, os professores reconhecem a necessidade de uma formação específica para a docência, mesmo que sua mais importante referência formativa seja o treinamento didático dos programas stricto sensu. Como considerações finais, a pesquisa indicou que o docente de medicina da UFTM integra o primeiro grupo hegemônico da instituição. Ele se reconhece enquanto docente, embora ainda seja distante a perspectiva profissional. A docência em medicina é identificada pelo domínio dos conhecimentos técnico-científicos da área, silenciando especificidades da docência. Apesar disso, o docente de medicina reconhece a necessidade de formação pedagógica, mas não a realiza, porque suas condições de trabalho lhe obrigam a optar por outras demandas de atividades mais urgentes e mais valorizadas salarialmente. Uma política de formação docente na UFTM, referendada pela valorização da docência e por metodologias que tornem a prática objeto de discussão e aprofundamento de elementos do processo educativo, podem ser indicativos do fortalecimento da identidade profissional docente.
Abstract: The study discusses the identidy of teachers in medical scholl at the Federal University of Triangulo Mineiro UFTM and its chances of professionalization based on the analysis of four elements present in the environment: university expansion, curriculum experiences, working conditions and experience of teaching medicine. The proprosed objectives were: analyse the role of teachers in the historical, political and social setting of creation of the medical scholl at UFTM, analyse the possible relationships betweeen medical curriculum and teacher identities, learn about the working conditions of teachers in the institucion and recognize possibilities for the professionalization of teaching from the experiencemedicine faculty. We had as reference for analysis the scientific production in the área, documents that portray the institucion s history , laws and guidelines related to higher education and medicine courses. Part of the data was obtained from the teachers of the course, through an identification questionnaire and reflective interviews. The analysis indicated that the identity of medicine teachers is little revealed in the process of expansion experienced by UFTM, being most obvious the expression of the doctor. The social recognition of medicine as a Field of knowledge is evidenced, and due to its prestigie in the institucion, also built by historical conditions, political and economic factors that favor its domain. With regard to experiences in medical schol curriculum, it was realized that the concept of curruculum experienced in the course has a flexnerian inherintance model, focused on specialization and fragmentation of knowledge and in the hospital as the main scenario for training. Working conditions of medicine teachers are considerad inadequate for a quality teacher performance, especially caused by several everyday difficulties in the institucion. The experience of the faculty of medicine indicated that, although there is no consensus about the various roles attributed to them, either by themselves or by others, undermining their Professional identity, teachers recognize the need for specific training for teaching, even if their most important reference is the didactics training offered during post-graduate program. As final considerations, the research indicated that medicine teachers of UFTM are part of the first hegemonic goup at the institucion. They recognize themselves as teachers, although still far from a professional perspective. Teaching in medicine is identified with the domain of technical and scientific knowledge of the area, silencing specificities related to teaching. Nevertheless, medicine teachers recognize the need for teacher training, but do not accomplish this because their working conditions compel them to choose for other activities, more urgent and with more valued wages. A policy of techer training at UFTM, approved by the enhancement of teaching and by metodologies that transform practice into suject of discussion and exploration of elements of the educational process, may be indicative of strengthening teachers s Professional identidy.
Keywords: Identidade profissional docente
Docência universitária
Formação de professores
Educação médica
Professional identidy of teachers
University teaching
Teacher training
Medical education
Professores universitários
Professores de medicina
Universidade Federal do Triângulo Mineiro
Medicina - Estudo e ensino
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Educação
Quote: SOUSA, Waleska Dayse Dias de. Identidade profissional docente no curso de medicina da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. 2011. 161 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13867
Date of defense: 29-Sep-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
diss waleska.pdf1.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.