Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13859
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A saúde emocional do educador: saberes necessários aos trabalhadores da educação
metadata.dc.creator: Pereira, Valéria Resende Teixeira
metadata.dc.contributor.advisor1: Mota, Maria Veranilda Soares
metadata.dc.contributor.referee1: Naves, Marisa Lomônaco de Paula
metadata.dc.contributor.referee2: Ribeiro, Betania de Oliveira Laterza
metadata.dc.contributor.referee3: Ciloni, Arquimedes Diógenes
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa desenvolvida no Programa de Mestrado de Educação da Universidade Federal de Uberlândia no período de fevereiro de 2003 a fevereiro de 2005, aborda a saúde emocional dos educadores. Duas pesquisas foram básicas para que esse trabalho tivesse início; uma delas, coordenada por Codo (2002) e a outra, desenvolvida por Mota (1999). A pesquisa de Codo estuda as condições de trabalho e a saúde mental dos trabalhadores em educação do país; é uma investigação exaustiva e abrangente sobre a síndrome de desistência do educador: burnout. Na pesquisa de Mota (1999) intitulada Princípios reichianos fundamentais para a educação: base para a formação do professor, a autora propõe que se considere na formação do professor a concepção de homem energético reconhecida por Wilhelm Reich. Preocupados com o estado emocional dos educadores que têm se queixado de mal-estar na profissão, tentamos compreender o seu sofrimento. Neste estudo, ganha espaço a teoria desenvolvida por Reich, o criador da psicoterapia corporal, que nos traz saberes sobre a saúde emocional. Tentamos entender as dores emocionais dos educadores, enfocando a necessidade de buscar a conscientização da própria corporalidade. A partir de palestras sobre a síndrome de desistência do educador (burnout) e de dinâmicas corporais, momentos esses em que estivemos em contato com aproximadamente 60 educadores de duas instituições municipais, selecionamos os nove sujeitos de nossa pesquisa. Estávamos buscando educadores com os sintomas da síndrome de burnout, no entanto, estamos concluindo que os nossos sujeitos não apresentam tal doença, pelo fato, em nosso entendimento, de trabalharem com a alfabetização, fase da aprendizagem permeada de relações afetivas. A alfabetização é um processo emocional, onde ocorre bastante troca de afeto entre os envolvidos. Considerando também que a síndrome de burnout se instala no corpo do educador quando a relação de afeto com o educando não é estabelecida, e quando o ambiente de trabalho é gerador de angústias, os educadores pesquisados estavam envolvidos no trabalho, e o vínculo afetivo estava sendo estabelecido com os educandos. Os nossos sujeitos podiam contar com o apoio e reconhecimento dos colegas e da coordenação. Portanto, não estavam expostos a condições favoráveis para o desenvolvimento de tal doença. A partir deste trabalho percebemos que o investimento na saúde emocional dos educadores é uma estratégia de ação necessária nos nossos tempos, que permitirá aos próprios profissionais da educação, encontrar saídas para os entraves do dia-a-dia. A corporalidade no processo educativo, visualizada na perspectiva da fenomenologia e da psicoterapia corporal, pode vir a ser um campo amplo de possibilidades de resgatar no homem a criatividade, a sensibilidade e a identidade consigo próprio e com o seu meio sócio-histórico e cultural.
Abstract: The present research was conducted in the Masters Degree in Education Program of the Universidade Federal de Uberlândia, betweem February 2003 and February 2005, on educators emotional health. Two previous researches were essential to the start of the present, one conducted by Codo (2002) and the second conducted by Mota (1999). Codo s research studied Brazilian educators work conditions and mental health; it s a thorough and extensive research investigation on the educators burnout syndrome. In Mota s research, entitled Princípios reichianos fundamentais para a educação: base para a formação do professor essential reichian principles for education: foundation for teachers education, the author proposes that we consider in teacher education the conception on an energetic man recognized by Wilhelm Reich. Concerned with educators emotional state, who have complained of not feeling well in their profession, we have tried to understand their suffering. In this study, we focus on the theory developed by Reich, founder of the corporal psychotherapy, which brings us knowledge on emotional health. We tried to understand educators emotional pains, by focusing on the need to seek awareness of their own corporality. Starting with lectures on the burnout syndrome and corporal dynamics, when we were in contact with approximately 60 educators from city educational institutions, selecting the nine people who become the subjects of this study. We were researching for educators with the burnout syndrome. However, we have come to the conclusion that our subjects do not have such disease, because, in our understanding, they work with alphabetization, a learning phase filled with affective relations. Alphabetization is an emotional process, where a lot of affection is exchanged between the ones involved. Also considering that the burnout syndrome sets in the educators body when the affectionate relation with the student is not established, and the work environment is reason for anguish, the educators interviewed were involved in their work, and the affective bond was being established with the students. Our subjects could count on the support and recognition from their colleagues and coordination. Therefore, they were not exposed to the favorable conditions for developing this disease. From this paper we can conclude that investing in educators emotional health is an strategic and necessary action in times like this, and it ll allow for educators themselves to find ways to cope with their day to day problems. Corporality in the educational process once looked at from the phenomenology and corporal psychotherapy perspective, can become a wide field of possibilities to rescue man and creativity, sensibility and identity within oneself, and his own social-historical and cultural environment.
Keywords: Educadores
Educadores - Saúde mental
For- mação de professores
Burnout (Psicologia)
Corpo e mente (Terapia)
Resiliência (Traço da personalidade)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: PEREIRA, Valéria Resende Teixeira. A saúde emocional do educador: saberes necessários aos trabalhadores da educação. 2005. 126 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13859
Issue Date: 28-Feb-2005
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf507.29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.