Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13819
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Desigualdades e diferenças na sala de aula: a nomeação dos diferentes na produção da exclusão escolar
metadata.dc.creator: Pena, Adriana de Carvalho Pessato
metadata.dc.contributor.advisor1: Cicillini, Graça Aparecida
metadata.dc.contributor.referee1: Amorim, Antonio Carlos Rodrigues de
metadata.dc.contributor.referee2: Novais, Gercina Santana
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação vincula-se à linha de pesquisa Saberes e Práticas Educativas do Programa de Mestrado da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia, MG (FACED/UFU). Esta pesquisa teve por proposta investigar e analisar os processos de exclusão/inclusão no contexto da sala de aula, decorrentes do tratamento dispensado aos alunos considerados diferentes. O objetivo desta pesquisa é verificar como são tratados os problemas relacionados às diferenças em sala de aula e suas consequências, indagando a postura dos professores em situações diversificadas, nas quais é possível verificar diferenças e preconceitos. Tomamos como eixo de análise as diferenças inferiorizantes que se materializam por meio de processos de hierarquização e de uso de violência velada sob o viés da indisciplina. Para tal, observamos e analisamos uma sala de oitavo ano de uma escola municipal. Buscando analisar essas diferenças, selecionamos os seguintes binarismos: homossexualidade/heterossexualidade; síndromes/ausência de síndromes; beleza/feiura; disciplina/indisciplina e negritude/branqueamento. Usamos o método da pesquisa qualitativa, realizando observação direta, análise documental, entrevistas semiestruturadas com professores, diretora, pedagoga e psicóloga escolar. A partir da articulação das informações obtidas nas entrevistas e na observação direta de documentos, a pesquisa indicou que construir um currículo que atenda às diferenças requer do professor novas posturas, novos saberes, novos objetivos, novos conteúdos, novas estratégias e novas formas de avaliação, principalmente novos olhares, a fim de melhor compreendê-las. Entretanto, o que se vê são professores despreparados para refletir acerca de tema tão complexo como o caso em questão.
Abstract: This thesis is related to the research direction Knowledge and Educational Practices which is part of the Master s Degree Program at Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (FACED/UFU), located in the state of Minas Gerais, Brazil. This study was aimed at investigating and analyzing the exclusion/inclusion processes within the classroom stemming from the treatment given to students regarded as different. The purpose of this research is to examine how the problems concerning differences are dealt with in the classroom, as well as their outcomes, by investigating the teachers attitude in various circumstances in which it is possible to analyze differences and prejudice. Inferiorized differences that take place through hierarchization processes and through the use of violence under the indiscipline bias were defined as line of analysis. For this purpose, an eighth grade class in a municipal school was observed and examined. In order to assay these differences, the following binarisms were taken into account: homossexuality/heterossexuality; syndromes/absence of syndromes; beauty/ugliness; discipline/indiscipline; and black skin/white skin. A qualitative research method was adopted and data were collected through direct observation, documentary analysis, and semi-structured interviews with the teachers, the principal, the pedagogue and the school psychologist. From the overall information gathered from the interviews, the direct observation and the documents, the study showed that designing a curriculum which caters for differences demands new attitudes, new knowledge, new objectives, new contents, new strategies and new assessment methods from the teacher; more importantly, it demands new views so as to allow for the understanding of differences. However, what can be actually noticed nowadays is that teachers are unprepared to reflect upon a subject matter as complex as the one concerned.
Keywords: Exclusão/inclusão
Diferenças inferiorizantes
Oposições binárias
Escola
Exclusion/inclusion
Inferiorized differences
Binary oppositions
School
Inclusão em educação
Discriminação na educação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: PENA, Adriana de Carvalho Pessato. Desigualdades e diferenças na sala de aula: a nomeação dos diferentes na produção da exclusão escolar. 2009. 119 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13819
Issue Date: 17-Aug-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Adriana.pdf842.12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.