Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13786
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Brincadeiras e jogos na educação infantil: o lúdico e o processo de constituição de sujeitos numa turma de crianças de 4 e 5 anos
Other Titles: Child`s play and gamestin children`s education: the game play and the process of the constitution of the character in a 4 and 5 - years-old class
metadata.dc.creator: Mariano, Sangelita Miranda Franco
metadata.dc.contributor.advisor1: Cunha, Myrtes Dias da
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Sílvia Maria Cintra da
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Altina Abadia da
metadata.dc.description.resumo: Nos dias de hoje têm sido cada vez mais evidenciada a relevância das atividades lúdicas no processo de desenvolvimento infantil. Na educação das crianças muito pequenas e pequenas, o brincar mostra-se como atividade social fundamental e representa uma possibilidade de desenvolvimento global em seus aspectos, cognitivo, afetivo, social, dentre outros. Por considerarmos a pré-escola como espaço-tempo de interações, afetos e emoções, enfim, de relações sociais vividas pelas crianças, percebemos esse espaço educativo como lócus de desenvolvimento de atividades lúdicas, tendo em vista que os jogos e as brincadeiras permitem o exercício de uma educação criadora e livre, lugar em que as aprendizagens podem ocorrer a partir do lúdico e, requerem um comportamento interpretativo e imaginativo das crianças. A presente pesquisa orientou-se pela Teoria Histórico-Cultural, que defende o lúdico como elemento essencial ao desenvolvimento infantil, uma vez que tais atividades surgem marcadas pela cultura e são mediadas pelas relações entre os sujeitos. O presente estudo teve como objetivo conhecer e analisar quando e como ocorriam atividades lúdicas no cotidiano de uma turma de crianças da educação infantil e em que medida tais ações influenciavam no processo de constituição da professora e de seus alunos. Algumas questões nortearam a nossa trajetória durante a pesquisa: Qual a incidência das brincadeiras no dia-a-dia de uma turma da pré-escola? Em que medida o espaço-tempo do brincar desenvolvido na pré-escola contribui para a constituição de um sujeito que aprende? O que pode ser evidenciado no trabalho com crianças pequenas em relação à atividade lúdica? Quais concepções de criança, de desenvolvimento infantil e de brincar permeiam a prática pedagógica da professora? Em busca de respostas às questões mencionadas anteriormente realizamos um estudo de caso. Em consonância com princípios da pesquisa qualitativa e colaborativa participamos do cotidiano de uma sala de aula de crianças com quatro e cinco anos de idade, das reuniões de planejamento com a professora da turma, analisamos documentos escolares, fichas cadastrais, planejamento da professora e atividades escolares propostas por ela, entrevistamos a docente e fotografamos cenas do cotidiano da referida turma. Produzimos também Notas de Campo para registrar as experiências que vivenciamos na EMEI Criar, Escola Municipal de Educação Infantil do município de Uberlândia MG. O trabalho de pesquisa evidenciou que as atividades lúdicas desenvolvidas com a turma do 1º período D de educação infantil, no ano de 2008, embora possam ser consideradas como momentos em que as crianças aprendem, relacionam-se e se constituem como sujeitos, não foram suficientemente planejadas e /ou acompanhadas pela docente. Os dados nos apontaram que o lúdico ocorre num espaço-tempo limitado e que, na maioria das vezes, é utilizado estritamente como ferramenta didático-pedagógica, o que restringe o brincar, nesse caso, a aspectos exclusivamente escolarizantes.
Abstract: In today's times the importance of playful activities has been increasingly highlighted in the process of child development. In education of very young and young children, playing shows up as a crucial social activity and represents a key opportunity to global development in its cognitive, affective, social, among others aspects. By considering the pre-school as a spacetime marked by interactions, affections and emotions, then, by the social relations experienced by children, we see this institutionalized educational area as a locus for the development of playing activities, since the games allow the exercise of an education of young children in a creative and free perspective, in which learning occurs from the playing, and require an interpretative and imaginative behavior of children. This research has been guided by the Historic-Cultural Theory, which maintains the playing as essential to child development, since such activities are marked by the culture and are mediated by relationships between individuals. This study has aimed to get to know and examine when and how recreational activities used to occur on a daily class of children in early childhood education and to what extent these actions influenced in the process of formation of teacher and students. Some questions guided our path during the search: What is the frequency of the use of games on a day-to-day class of pre- school? In what extent the space-time of playing developed in pre-school contributes to the constitution of a subject who learns? What can be shown working with children on the playing activity? What conceptions of children, child development and playing permeate the practice of teacher education? In search of answers to the questions mentioned we have done a case study. In line with principles of qualitative and collaborative research, we have taken part in a routine of a classroom of four-year-old-kids, in planning meetings with the class` teacher, we have analyzed school documents, registration sheets, planning of teacher and school activities proposed by her, we have interviewed the teacher and photographed the scenes of the daily life of that class. We have also produced field notes to record the experiences that we have lived in EMEI Criar, Municipal School of Childhood Education of the city of Uberlândia - MG. The research that has been carried out revealed that playing with the 1st period D of early childhood education class, in the year of 2008, although regarded as moments in which children learn, relate to and are constituted as subjects, such actions were not sufficiently planned and/or accompanied by the teacher. The data showed that the playing occurs in a limited space-time and in most cases, is used strictly as a didacticpedagogic tool, which restrict the play to school aspects.
Keywords: Educação infantil
Lúdico
Cotidiano escolar
Children education
Game play
Every day school life
Educação de crianças
Jogos educativos
Recreação ao ar livre para crianças
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: MARIANO, Sangelita Miranda Franco. Child`s play and gamestin children`s education: the game play and the process of the constitution of the character in a 4 and 5 - years-old class. 2009. 219 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13786
Issue Date: 1-Jul-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dis.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.