Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13730
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Saberes docentes : constituição e mobilização dos saberes experienciais frente à inclusão em sala de aula de alunos com deficiência mental
metadata.dc.creator: Ferraz, Roselane Duarte
metadata.dc.contributor.advisor1: Miranda, Arlete Aparecida Bertoldo
metadata.dc.contributor.referee1: Novais, Gercina Santana
metadata.dc.contributor.referee2: Almeida, Dulce Barros de
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação traz como objetivo analisar o processo de constituição e mobilização dos saberes experienciais docentes frente à inclusão em sala de aula dos alunos com deficiência mental, bem como investigar se a experiência em trabalhar com essas crianças possibilitou mudanças na formação continuada e na constituição dos saberes da professora. A pesquisa busca subsidiar-se em autores que orientam discussões sobre a epistemologia da prática e os saberes docentes. Para atingir os objetivos, foi realizada investigação em uma escola da rede pública municipal de ensino fundamental, situada na zona urbana do município de Itapetinga-Ba, em que se encontra matriculados alunos com deficiência mental. Perante a natureza deste estudo e as bases teóricas em que se fundamenta, a opção metodológica pautou-se em uma abordagem qualitativa e de orientação etnográfica, com a utilização de entrevistas semi-estruturadas com a professora e a diretora da escola e observações em sala de aula, registradas num diário de campo. Os dados desse estudo indicam que a professora se apropria de diversos saberes ao lidar com as situações de ensino e aprendizagem, uma vez que as atividades do cotidiano escolar possibilitam a produção e mobilização dos saberes experienciais. Assim, o saber prático da professora adquire objetividade ao confrontar suas certezas subjetivas com os saberes produzidos pela experiência coletiva. Nesta pesquisa, constatou-se que a professora apresentava algumas limitações ao direcionar suas ações pedagógicas para os alunos com deficiência mental. Percebeu-se que as lacunas provenientes da formação inicial e a organização e estrutura da escola, em que a professora exerce sua função contribuíram para que ela apresentasse dificuldades nas suas propostas pedagógicas para atender às necessidades de aprendizagem dos alunos com deficiência mental. Desse modo, compreende-se que o processo de constituição e mobilização dos saberes docentes frente à deficiência mental, envolve uma perspectiva de formação profissional que dependerá não só da articulação dos saberes experienciais com os demais saberes, como, também, das condições apresentadas pelo contexto escolar para que a professora possa, mediante um trabalho coletivo, ter condições de continuar sua formação.
Abstract: The constitution and mobilization process of teachers experiences with regard to inclusion in mentally deficient students classroom is analyzed. Research also investigates whether working experience with the above-mentioned children made any change in continuous training and in the constitution of the teacher s knowledge. Research, based on authors that discuss the epistemology of teachers practice and knowledge, was undertaken in a municipal government primary school in the urban area of the municipality of Itapetinga BA Brazil, in which the mentally deficient children were enrolled. Methodological options involved a qualitative approach and an ethnographical orientation due to the peculiarities of the investigation and its theoretical bases. Half-structured interviews with the teacher and the headmistress and observations in the classroom reported in a diary were used. Data revealed that the teacher appropriates herself with different types of knowledge when dealing with learning and teaching situations since daily school activities make possible the production and the mobilization of knowledge experiences. The teacher s practical knowledge acquires objectivity when subjective certainties are confronted with knowledge produced by the collective experience. Research showed that the teacher had her limitations when directing her pedagogical activities to mentally deficient children. Gaps hailing from initial training and from the school s organization and structure contributed towards difficulties experienced in her pedagogical proposals to attend to the mentally deficient students learning needs. The constitution and the mobilization process of teaching knowledge vis-à-vis mental deficiency involves aspects in professional training that do not merely depend on the articulation of experience knowledge with other types of knowledge, but also on the conditions of the school context. Consequently the continuation of the teacher s training is undertaken through team work.
Keywords: Saberes experienciais
Deficiência mental
Inclusão escolar
Experience knowledge
Mental deficiency
School inclusion
Professores - Formação
Deficientes mentais - Educação
Educação especial
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: FERRAZ, Roselane Duarte. Saberes docentes : constituição e mobilização dos saberes experienciais frente à inclusão em sala de aula de alunos com deficiência mental. 2008. 153 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13730
Issue Date: 8-Jul-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Roselane Duarte.pdf741.94 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.