Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13728
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: História e ofício de alfabetizadoras : Ituiutaba 1931 - 1961
metadata.dc.creator: Moraes, Andréia Demétrio Jorge
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Sônia Maria dos
metadata.dc.contributor.referee1: Ribeiro, Betania de Oliveira Laterza
metadata.dc.contributor.referee2: Maciel, Francisca Izabel Pereira
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa se insere no campo das discussões sobre os processos de alfabetização e de formação das alfabetizadoras, elucidando questões referentes aos saberes e às práticas de alfabetizadoras no município de Ituiutaba MG, Brasil, durante o período de 1931 a 1961. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, cuja abordagem metodológica utilizada se insere na modalidade da História Oral Temática. Assim, por meio de entrevistas realizadas com três alfabetizadoras, que atuaram nas séries iniciais em escolas públicas, urbanas e rurais do referido município, procuro desvelar e compreender suas histórias como alfabetizadoras inseridas em um contexto histórico, bem como a trajetória de sua formação docente. Por meio das narrativas, este estudo pôde ter acesso às vozes desses sujeitos que vivenciaram a problemática da alfabetização em um período demarcado por inúmeras transformações sociais, econômicas e culturais. As narrativas orais foram gravadas, transcritas e textualizadas, com o objetivo de produzir uma reflexão sobre os saberes e práticas mobilizadas pelas alfabetizadoras durante o ofício de alfabetizar. O estudo revelou que a recuperação dos saberes e práticas desenvolvidas pelas alfabetizadoras, bem como a análise das concepções e dos saberes a elas subjacentes, enfatizam o importante papel desempenhado por elas no processo de alfabetização e reforçam a necessidade de se considerar a alfabetização como um processo dinâmico que envolve a mobilização, a construção e a reconstrução de diversos saberes ao longo da vida profissional dos docentes. Em suas narrativas, as alfabetizadoras evidenciaram o compromisso com saberes e práticas de alfabetização presentes na cultura escolar vigente na época. Concluo que, no decorrer da profissão, as experiências vividas pelas alfabetizadoras, nas escolas de formação, em contato com leituras, ou com seus pares, constituíram saberes essenciais ao processo de alfabetizar. Embora todas elas tivessem em comum o mesmo objetivo e utilizassem, às vezes, a mesma metodologia de alfabetização, cada uma delas constituíram estratégias próprias, que conferiram identidade ao seu trabalho docente.
Abstract: This research it s in the discussion field of the literacy processes and training of teachers, clarifying issues relating to knowledge and practice of teachers in the city of Ituiutaba - MG, Brazil, during the period from 1931 to 1961. This is a qualitative research, which use the methodological approach in the form of the Oral History Focus. Thus, through interviews with three teachers, who acted in the starting series in public schools, located in urban and rural areas of the city territories, trying to unveil and to understand their stories as teachers inserted in a historical context and the history of their teacher training. Through the narratives, this study could have access to the voices of those subjects who experienced the problem of literacy in a period marked by many social, economic and cultural transformations. The oral narratives were recorded, transcribed and put in the text form, with the goal of producing a reflection about the knowledge and practices deployed by those teachers during the processe of alphabetization literacy. The study showed that the recovery of knowledge and practices developed by the teachers and the analysis of this ideas and knowledge underlying them, emphasize the important role played by them in the process of alphabetization and reinforce the need to consider alphabetization as a dynamic process that involves the mobilization, construction and reconstruction of various knowledge through the long life training of teachers. In their narratives, the teachers demonstrated the commitment to knowledge and practices of alphabetization in the school culture prevailed at their time. I conclude that, during the occupation, the experiences lived by teachers, the process of teachers training, the contact with texts, or with their peers, have essencial knowledge to the process of alphabetization. Although, they all had in common the same purpose and use, at times, the same methodology of alphabetization, each one formed their own strategies, giving identity to their teaching work.
Keywords: Historiografia
Memória de alfabetizadoras
História local
Historiography
Teachers memory
Local history
Professores alfabetizadores
Alfabetização
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: MORAES, Andréia Demétrio Jorge. História e ofício de alfabetizadoras : Ituiutaba 1931 - 1961. 2008. 252 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13728
Issue Date: 10-Jun-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andreia D.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.