Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13683
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Divulgação científica : as representações sociais de pesquisadores brasileiros que atuam no campo da Astronomia
metadata.dc.creator: Carneiro, Dalira Lúcia Cunha Maradei
metadata.dc.contributor.advisor1: Longhini, Marcos Daniel
metadata.dc.contributor.referee1: Nardi, Roberto
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Silvia Martins dos
metadata.dc.contributor.referee3: Cunha, Ana Maria de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee4: Bisch, Sérgio Mascarello
metadata.dc.description.resumo: A divulgação científica tem função inconteste na intermediação entre ciência e sociedade e é um campo fértil de investigação na educação, considerando que a construção do conhecimento flui em diferentes espaços, e, consequentemente, produz e dissemina representações. Apresenta-se como terreno motivador à reflexão e como ferramenta necessária para impedir que o conhecimento não seja sinônimo de dominação e poder. Nesse prisma, a Astronomia assume papel relevante como desencadeadora do processo de divulgação científica, devido ao seu caráter interdisciplinar. Sob esse olhar e à luz do referencial teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais (TRS), fundamentada por Serge Moscovici, esta pesquisa, de natureza qualitativa, buscou responder: Quais as representações sociais sobre divulgação científica de pesquisadores brasileiros que atuam no campo da Astronomia? O trabalho teve como base a pesquisa de Longhini, Gomide e Fernandes (2013), que mapearem a comunidade científica brasileira envolvida com a Astronomia, identificando dois grupos de pesquisadores com diferentes trajetórias formativas: um com pós-graduação em Educação e áreas afins e outro com pós-graduação em Física ou Astronomia. Assim, este estudo teve como subquestão: Os pesquisadores desses grupos têm concepções diferenciadas sobre as práticas da divulgação científica? Foi composta uma amostra de seis sujeitos, sendo três de cada trajetória formativa, que participaram de entrevistas semiestruturadas analisadas conforme os passos sugeridos por Spink (2012). Os resultados mostram que a divulgação científica faz parte da agenda dos pesquisadores, com uma representação positiva em relação a divulgar conhecimento científico à população e similar na abordagem prática entre os dois grupos. Apontam para duas representações sociais da divulgação científica: uma para sociedade em geral, movida pela paixão, ancorada em valores e crenças, na satisfação de ver os resultados que suas ações trazem à vida das pessoas; e outra para os seus pares. No que tange à primeira, âmago deste trabalho, emergem lacunas que obstaculizam a prática da divulgação científica, como a falta de profissionalização e a dificuldade de utilizar linguagem acessível ao público leigo; a falta, até então, de valorização da área e a burocracia exigida na execução de projetos, advinda das instituições e agências de fomento, e a representação negativa sobre a mídia, em geral, somam-se à lista dos obstáculos, inferindo-se que a divulgação científica é um paradigma em construção. Outras considerações são que a Astronomia não faz parte de forma sistemática do ensino básico e nem da mídia em geral e, não raro, nesses âmbitos, essa ciência apresenta-se com erros conceituais. E que existe uma intersecção entre a educação científica e a divulgação científica, sendo que o pesquisador deve se aproximar dos professores do ensino básico e da população. Há a indicação de se expandir espaços não formais de educação e da criação de uma política específica para a Astronomia. Em suma, as representações ora encontradas ponderam algumas das preocupações presentes atualmente na sociedade e que encontram eco no corpo teórico deste trabalho, demonstrando que, no Brasil, apesar dos avanços, de modo em geral, a divulgação científica, a educação em ciências e, especificamente, a Educação em Astronomia, encontram-se num contexto de fragilidade social.
Abstract: Science dissemination has unquestioned role on intermediate science and society and it is a wide subject of research in education, considering that the construction of knowledge flows in different spaces, and, consequently, produces and disseminates representations. It presents as a motivator for reflection and as a necessary tool to prevent that knowledge do not become synonymous with domination and power. Thereby, the Astronomy assumes a remarkable role as a trigger of scientific dissemination process, due to its interdisciplinary character. From this viewpoint and the theoretical and methodological framework of the Theory of Social Representations (TRS), grounded by Serge Moscovici, this research, qualitative in nature, seek to answer: What are the social representations about scientific dissemination of Brazilian researchers that act in the field of astronomy? The work was based on Longhini, Gomide and Fernandes (2013) research, which delineate the Brazilian scientific community involved in Astronomy, identifying two groups of researchers with different training paths: one with postgraduate in education and related fields, and other with postgraduate in Physics or Astronomy. Thus, this study had the subquestion: Does the researchers of these groups have different conceptions about the practices of science dissemination? A sample was composed of six subjects, three of each formative course, who participated in semi-structured interviews analyzed following the steps outlined by Spink (2012). The results show that the science dissemination is part of the researches schedule s, with a positive image relative to promote scientific knowledge to population and similar on practical approach between the two groups. Point to two social representations of science dissemination: one for society in general, moved by passion, anchored in values and beliefs, in satisfaction of seeing the results that their actions bring to people's lives; and the other to their pairs. Regarding the first, the core of this work, emerge gaps that hinder the practice of science dissemination, such as lack of professionalism and difficulty of using language accessible to the lay public; the lack of appreciation, so far, of the area and the bureaucracy required in the execution of projects, which come from institutions and sponsoring agencies, and the negative representation about the media, in general, are added to the list of obstacles, inferring that science dissemination is a paradigm in construction. Other considerations are that astronomy is not part of basic education systematic way or the media in general and, not infrequently, in these areas, this science presents with misconceptions. And there is an intersection between science education and science dissemination, wherein the researcher must approach to the elementary school teachers and the population. There is an indication of expanding non-formal spaces of education and the creation of a specific policy for Astronomy. In short, the found representations ponder some of the concerns currently present in society and that are echoed in the theoretical framework of this study, demonstrating that, in Brazil, despite advances, in general, science dissemination, science education, and, specifically, Astronomy Education, are in a social fragility context.
Keywords: Divulgação Científica
Pesquisador
Educação em Astronomia
Science dissemination
Social representations
Researcher
Astronomy Education
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: CARNEIRO, Dalira Lúcia Cunha Maradei. Divulgação científica : as representações sociais de pesquisadores brasileiros que atuam no campo da Astronomia. 2014. 174 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13683
Issue Date: 9-Oct-2014
Appears in Collections:TESE - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DivulgacaoCientificaRepresentacoes.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.