Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13646
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: República e escola primária: uma comparação da história da educação entre Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso (1889-1930)
Author: Both, Sérgio José
First Advisor: Araujo, Jose Carlos Souza
First member of the Committee: Carvalho, Carlos Henrique de
Second member of the Committee: Inácio Filho, Geraldo
Third member of the Committee: Araújo, Marta Maria de
Fourth member of the Committee: Nascimento, Maria Isabel Moura
Summary: Este trabalho tem por objetivo analisar, no Período Republicano, a escola primária, da configuração política educacional maranhense, mineira e matogrossense, no período de 1889 a 1930, por meio das Mensagens de governo e, ainda, os avanços das reformas educacionais, a organização do ensino primário, desenvolvidos nos três estados - Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso - bem como as políticas educacionais desencadeadas, nesse período. As Mensagens direcionam o discurso, a mudança política do Poder Executivo e o procedimento administrativo do governo, envolvendo análises, estatísticas, balanços financeiros, conclamações, apelos, descrições, justificativas, avaliações, explicitação dos objetivos e dos anseios da ordem política e administrativa. Muitos republicanos ficaram preocupados, porque a liderança mostrava-se insegura, entretanto, as ações deveriam ser tomadas para gerar as mudanças que o país precisava para consolidar os valores do novo sistema, por exemplo, reduzir os índices de analfabetismo, as péssimas condições agrícolas, a baixa qualidade de mão-de-obra, a falta de infraestrutura, a precariedade da malha viária e a falta de escolas. No Maranhão, em Minas Gerais e Mato Grosso, a escola isolada era a instituição educacional predominante, destinada ao ensino primário. No entanto, essa modalidade escolar, por não apresentar os resultados qualitativos desejados, foi alvo de críticas de diversos segmentos sociais. Em menor número, os grupos escolares, considerados instituições educacionais de qualidade, necessitavam, para sua criação e manutenção, de altos investimentos que oneravam os cofres públicos. O trabalho de pesquisa também compara as diferenças da escola primária graduada no Período Republicano, entre os três estados, por meio da História da Educação. A institucionalização da escola primária nas suas modalidades - escola isolada, escola reunida, escola modelo e grupo escolar - ocorreu no início da República. Os grupos escolares, particularmente, em relação à escola primária como política pública, visavam possibilidades e características do ensino público no que se refere ao envolvimento das práticas pedagógicas no processo intraescolar e extraescolar. No discurso republicano, surge um novo ideário: a construção dos grupos escolares, como escola modelo ou diferenciada, com aparência de superioridade. Foram a base inovadora no ensino primário-escolar brasileiro, juntamente com as outras modalidades, como a escola isolada, quantitativamente hegemônica. O ensino primário possibilitava perceber as relações entre a política republicana e estadual, a difusão e a modernização da escola primária nos três estados - Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso. Os governos proporcionavam a criação de melhores condições de aprendizado, ao mesmo tempo em que exercia o controle dos sujeitos envolvidos no processo. Propunha-se que os grupos escolares, ao contrário das escolas isoladas, fossem construídos e adaptados, para comportar um número maior de crianças. Os grupos escolares sobressaíram nos estados como projetos do poder público estadual e os municípios contribuíram na implantação da modalidade da escola primária.
Abstract: This work aims to analyze, in the republican period, the primary school, from the History of Education compared to, in the configuration educational policy Maranhão state, mining, and Mato Grosso, in the period from 1889 to 1930, by means of the messages of government and, still, the progress of educational reforms, the organization of primary education, developed in the three states - Maranhao, Minas Gerais and Mato Grosso - as well as educational policies triggered, in this period. The messages direct speech, the political change of executive power and the administrative procedure of the government, involving analysis, statistics, financial statements, conclamacion, appeals, descriptions, justifications, evaluations, explanation of the goals and aspirations of the political order and administrative. Many republicans were concerned, because the leadership was unsafe, however, the actions should be taken to generate the changes that the country needed to consolidate the values of the new system, for example, to reduce illiteracy rates, however bad agricultural conditions, low quality of labor, the lack of infrastructure, the precariousness of road network and the lack of schools. In Maranhão, in Minas Gerais and Mato Grosso, the school alone was the educational institution predominant, intended for primary education. However, this modality school for not presenting the qualitative results desired, was the target of criticism from various social segments. In smaller numbers, the school groups, considered educational institutions of quality, needed for its creation and maintenance of high investments soaking up the public coffers. The research also compares the differences of primary school graduate in the Republican Period, between the three states through the History of Education.The institutionalisation of primary school in their methods - isolated school, school gathered, school model and school group - occurred in the beginning of the Republic. The school groups particularly in relation to the primary school as public policy, aimed at the possibilities, the characteristics of public education and the involvement of the pedagogical practices in the process and intraescolar extraescolar. In republican discourse, there is a new ideology: the construction of school groups, such as school model or differentiated, with appearance of superiority. Were the innovative basis in primary education-brazilian school, together with the other arrangements, such as the school alone, hegemonic quantitatively, he primary education enabled perceive the relations between the republican politics and state, the diffusion and the modernisation of primary schools in three states - Maranhao, Minas Gerais and Mato Grosso. The governments they entailed the creation of better conditions for learning, at the same time in which exercised control of the subjects involved in the process. It proposed that the school groups, unlike the isolated schools were constructed and adapted to accommodate a larger number of children. The school groups emerged in the states as projects of public power state and the municipalities have contributed in the deployment of the modality of primary school.
Keywords: Escola primária
República
Mensagens de estado
Políticas públicas
Primary school
Republic
Posts
State
Public policy
Ensino primário Brasil
Ensino escolar - Brasil (1889-1930)
Educação comparada Brasil
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Educação
Quote: BOTH, Sérgio José. República e escola primária: uma comparação da história da educação entre Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso (1889-1930). 2013. 222 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13646
Date of defense: 17-Jun-2013
Appears in Collections:TESE - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sergio Jose.pdf2.54 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.