Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13638
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Políticas de formação de professores para a educação profissional e tecnológica: cenários contemporâneos
metadata.dc.creator: Costa, Maria Adélia da
metadata.dc.contributor.advisor1: França, Robson Luiz de
metadata.dc.contributor.referee1: Lima, Antonio Bosco de
metadata.dc.contributor.referee2: Lucena, Carlos Alberto
metadata.dc.contributor.referee3: Gariglio, José Angelo
metadata.dc.contributor.referee4: Lucena, Maria de Lurdes Almeida e Silva
metadata.dc.description.resumo: A presente investigação teve como objeto de estudo as políticas de formação de professores para a Educação Profissional e Tecnológica (EPT). Refletir sobre as políticas de formação de professores para a EPT, num modelo de sociedade regulada pela lógica capitalista e neoliberal, é um desafio que se põe em nosso cotidiano uma vez que somos atores e autores que fazem e refazem, direta ou indiretamente, a história da educação brasileira. A tese que orientou essa pesquisa foi a inexistência de políticas de formação de professores para a EPT. Nesse sentido, as análises documentais e os levantamentos bibliográficos possibilitaram a percepção de que, ao longo de sua história, as políticas para essa área ainda não se firmaram como políticas de Estado, mas, sim com programas de governo que visam a facilitar e a regulamentar o acesso de profissionais (não professores) às salas de aula dos cursos técnicos de nível médio. Concernente às políticas de formação docente para a EPT, estão as relações estabelecidas entre a educação, o trabalho e a sociedade. Nesse contexto, discutimos e problematizamos as políticas de formação de professores para a EPT a partir da década de 1990 até a atualidade. Esse ponto de partida, 1990, é decorrente do fato de ter sido a década da expansão do ensino superior no Brasil. Contudo, nossa ênfase será a partir de 2007, com a implantação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs), que passam a ter a obrigatoriedade de ofertar cursos de licenciaturas, missão antes delegada às universidades. No âmbito dessas questões, procuramos apreender os sentidos e a materialização da profissão docente num contexto em que as licenciaturas não são requisitos necessários para o exercício da docência, e, sobretudo, em instituições que não têm referência na oferta desses cursos. Os resultados dessa pesquisa apontam para as seguintes situações: i) a materialização de programas de formação de professores para a EPT com percursos aligeirados, descontínuos e fragmentados; ii) a expansão extraordinária da RFEPCT passou a exigir um maior contingente de professores para esse nível de ensino; iii) identificamos que os documentos PDIs e PPPs dos IFETs investigados se alinham às políticas do MEC/SETEC; iv) observamos que alguns IFETs se referem à educação básica excluindo a educação profissional e, portanto, dedicam-se a habilitar professores para a educação básica, considerando somente o ensino fundamental e ensino médio regular; v) identificamos um vínculo estreito entre a categoria trabalho e os modelos de produção; vi) constatamos que, no governo Novo Desenvolvimentista do ex-presidente Lula, houve elaboração de políticas de inclusão educacional, consolidadas pela expansão da rede, o que, por conseguinte, representou um aumento considerável de vagas em todos os níveis da educação profissional, no entanto entendemos que o governo Lula deixou muitas situações conflitantes visando atingir a sua meta de inclusão social; vii) percebemos a falta de interesse do MEC em discutir e regulamentar as políticas de formação de professores para a EPT bem como de promulgar as diretrizes nacionais para essa formação e; viii) percebemos que os próprios Institutos se organizam de forma a valorizar as licenciaturas garantindo a exigência da mesma, ou de cursos de formação pedagógica, para o ingresso na carreira docente.
Abstract: The present investigation had as subject of study the teacher education policies for Professional and Technological Education (EPT in Portuguese). Reflecting on teacher education policies for EPT, in a model of society ruled by the capitalist and neoliberal logic, is a challenge that arises in our daily lives because we are actors and authors who make and remake, directly or indirectly, Brazilian education history. The thesis that guided this research was the lack of policies on teacher education for EPT. In this sense, the documentary analysis and literature surveys enabled us to realize that, throughout their history, policies in this area have not set yet as State policy, but rather as government programs that aim to facilitate and regulate the access for professionals (not teachers) to the classrooms of technological education. Regarding these policies, there are the relations among education, work and society. In this context, we discuss and confront the teacher education policies for EPT from the 1990s until today. This starting point, the 1990s, is due to the fact that it was a decade of expansion of college education in Brazil. However, our emphasis will start in 2007, with the implementation of Federal Institutes for Education, Science and Technology (IFETs in Portuguese), which, since then, are obligated to offer teaching degree courses, mission previously delegated to universities. In this context, we sought to understand the meanings and the materialization of the teaching profession in a context where a teaching degree is not a necessary requirement for professional practice, especially in institutions that have no previous experience in providing these kids of courses. The results showed the following situations: i) the materialization of lightened, discontinuous and fragmented teacher education courses programs for EPT; ii) the extraordinary expansion of the Federal Network for Education, Science and Technology has required a greater number of teachers for this level of education; iii ) we identified that the documents of PDIs and PPPs from the IFETs investigated follow MEC / SETEC policies iv) we noticed that some IFETs do not include professional education in basic education, therefore, they are dedicated to educate teachers for basic education, considering only elementary and high school; v) we identified a close link between the category of work and production models; vi) we found that, in New Developmental government of ex-President Lula, there was development of inclusive education policies, consolidated by the IFETs expansion, which, therefore, represented a considerable increase in jobs positions at all levels of professional education. However, we believe that Lula s government has left many conflict situations in order to reach its goal of social inclusion; vii) we perceived a lack of MEC's interest in discussing and regulating policies for teacher education for EPT and also in promulgating national guidelines for such education; and viii) we realized that the institutes themselves are organized in order to value teaching degrees so that they can ensure the requirement for this kind of degrees or special programs for teacher education, in order to practice teaching profession.
Keywords: Professores Formação
Ensino profissional
Educação e estado
Ensino técnico
Políticas de formação de professores
Licenciaturas
Rede federal de educação profissional, científica e tecnológica
Instituto federal de educação, ciência e tecnologia
Teacher education policies
Teaching degree
Federal Network for Education, Science and Technology
Federal Institutes for Education, Science and Technology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Educação
Citation: COSTA, Maria Adélia da. Políticas de formação de professores para a educação profissional e tecnológica: cenários contemporâneos. 2012. 231 f. Tese (Doutorado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13638
Issue Date: 12-Dec-2012
Appears in Collections:TESE - Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
t.pdf4.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.