Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13577
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Modernização, fragilização e a apropriação da renda agrícola pela agricultura familiar mineira nos anos 2000
metadata.dc.creator: Mendes, Samantha Rezende
metadata.dc.contributor.advisor1: Nascimento, Carlos Alves do
metadata.dc.contributor.referee1: Ramos, Pedro
metadata.dc.contributor.referee2: Neder, Henrique Dantas
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem por objetivo investigar a evolução da estrutura de composição da participação dos grupos ocupacionais familiares do meio rural mineiro, ocupados em atividades agropecuárias na renda do setor. Para tanto, utilizamos um método estatístico de Decomposição da Mudança no Rendimento Agrícola dos diferentes grupos ocupacionais familiares (empregadores, empregados e conta-próprias; agrícolas e pluriativos) com base nos microdados da PNAD/IBGE, para o período de 2002 a 2009. A hipótese que norteia este trabalho foi construída a partir dos resultados das pesquisas de campo, realizadas em quatro municípios mineiros da microrregião Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, nas quais se detectou uma situação de fragilização e de latente abandono das atividades agrícolas por parte dos agricultores familiares dos municípios pesquisados. Assim sendo, defendemos aqui que essa realidade não se restringe apenas aos municípios pesquisados, mas que grande parte da agricultura familiar no Estado de Minas Gerais encontra-se fragilizada em importantes aspectos. As evidências apresentadas pelos dados confirmam a hipótese deste trabalho, uma vez que são as famílias de conta-próprias (elas representam a maior parte dos agricultores familiares) que menos se apropriam do excedente da renda agrícola gerada no Estado de Minas Gerais, o que geraria um quadro de maior fragilização dessas famílias com forte tendência de abandono da atividade agrícola. Esse movimento tenderia a se aprofundar dado o modelo de desenvolvimento agrícola promovido nessa região que, na busca dos padrões de eficiência e dada a concorrência no setor, forçaria a saída daqueles agricultores que não conseguem os mesmos padrões de produtividade. Diante dessa situação, políticas públicas como o PRONAF, o PAA e o PNAE cumpririam um importante papel no processo de redução do abandono da atividade agrícola por parte dos agricultores familiares.
Abstract: This work aims to investigate the evolution of the compositional structure of the participation of family occupational groups of rural areas from Triângulo Mineiro engaged in agricultural activities in the income of the sector. Therefore, we use a statistical method Decomposition of Change in Agricultural Income of different family occupational groups (employers, employees and self-employed, agricultural and pluriactive) based on microdata from PNAD / IBGE in the period 2002-2009. The hypothesis guiding this study was constructed from the results of field trials carried out in four municipalities of Triângulo Mineiro and Alto Parnaíba where we detected a situation of fragility and latent abandonment of agricultural activities by farmers municipalities surveyed. So, we argue here that this reality is not only restricted to the municipalities surveyed, but that much of the family farm in Minas Gerais lies fragile in important ways. The evidence presented by the data confirm the hypothesis of this study, since families are self-employed (they represent the majority of farmers) less appropriate the surplus of agricultural income generated in the state of Minas Gerais generating a framework of greater fragility of these families with a strong trend of abandonment of agricultural activity. This movement would tend to deepen as the agricultural development model promoted in this region in search of efficiency standards and given the competition in the industry, would force the output of those farmers who do not get the same productivity standards. Thus, public policies such as PRONAF, PAA and PNAE fulfill an important role in reducing the abandonment of farming by the farmers process.
Keywords: Agricultura familiar
Políticas públicas
Modernização da agricultura
Conta-próprias
Family farming
Public policy
Modernization of agriculture
Selfemployed
Renda (Agricultura)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: MENDES, Samantha Rezende. Modernização, fragilização e a apropriação da renda agrícola pela agricultura familiar mineira nos anos 2000. 2013. 98 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13577
Issue Date: 15-Mar-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ModernizacaoFragilizacaoApropriacao.pdf780.5 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.