Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13512
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Evanescência de ilusões: a supremacia das finanças e o Estado-nação
metadata.dc.creator: Pereira, Henrique Daniel Leite Barros
metadata.dc.contributor.advisor1: Garlipp, José Rubens Damas
metadata.dc.contributor.referee1: Almeida Filho, Niemeyer
metadata.dc.contributor.referee2: Maffezoli, Lineu Carlos
metadata.dc.description.resumo: As últimas décadas do sistema capitalista foram marcadas pela emergência de uma esfera financeira que se apresentou, desde então, como um amplo circuito de valorização, caracterizado pela livre mobilidade de capitais pelos mais diversos espaços político-econômicos da economia mundial, que produz uma crônica instabilidade sistêmica. A um só tempo, sua crescente amplitude permite aos capitais um contínuo movimento de valorização relativamente autônoma, o que acaba por subjugar o desenvolvimento da produção aos imperativos da esfera financeira, condicionando-a aos elevados padrões de valorização do capital oferecidos pela esfera financeira e produzindo uma tendência para que se amplie cada vez mais a extração de mais-valia no universo do trabalho. Ademais, já que a criação de valor só pode ser empreendida pelo esforço do trabalho, na esfera produtiva, a esfera financeira se revela um grande vórtice concentrador de renda. Assim, sua existência torna imperativa a necessidade de controlá-la. E tão logo se tem essa percepção, tão logo o Estado-nação é pensado para tal tarefa. Contudo, a esfera financeira traz em seu bojo uma série de contestações à capacidade do Estado-nação em intervir em sua realidade. De fato, para algumas interpretações contemporâneas teria se o Fim do Estado-nação . Por conta disso, esse trabalho confronta diretamente tal argumentação de maneira a reconhecer se há e quais os limites à ação do Estado-nação e que potencialidades pode haver com esse. Não obstante, reafirmado como fundamental para a regulação do capitalismo mundializado, busca-se entender que estratégias o Estado-nação pode dispor para apreender e intervir neste espaço.
Abstract: The last decades of capitalist system were featured by the emergence of a financial sphere that presents itself as a broad circuit of valorization, characterized by the free mobility of capital by the most several political-economic areas of the world economy, producing in its movement a chronic systemic instability. At the same time, the Capital‟s increasing amplitude allows a continuous (and relatively autonomous) movement of valorization, what ends for subjugate the development of production to the requirements of the financial sphere, conditioning production to the high standards of Capital valorization offered by the financial sphere and creating a tendency to the increasing extraction of plus-value in the universe of work. Moreover, since the creation of value can only be undertaken by the effort of working, in the productive sphere, the financial sphere shows itself as a great vortex for concentration of income. Therefore, the need for controlling this financial sphere becomes imperative. And as soon as this perception arises, the Nation State is thought to such task. However, the financial sphere has in its own constitution a series of obstacles to the Nation State‟s capacity of intervention. In fact, to a few contemporary interpretations it would mean the End of the Nation State . Due to that, this work confronts directly such argument as a means to determine if there are limits (and which are these) to the actions of the Nation State, and which are its potentialities. Nevertheless, as it is reaffirmed as fundamental to the regulation of global capitalism, this work aims the understanding of the strategies that the Nation State can dispose to apprehend and to intervene in this space.
Keywords: Estado-nacional
Supremacia das finanças
Fim do estado-nação
Imperialismo
Bretton Woods
Keynes
Nation state
Supremacy of finance
End of the nation state
Imperialism
Desenvolvimento econômico
Economia keynesiana
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: PEREIRA, Henrique Daniel Leite Barros. Evanescência de ilusões: a supremacia das finanças e o Estado-nação. 2008. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13512
Issue Date: 13-Oct-2008
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
henreique.pdf758.9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.