Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13502
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: A pobreza na Bahia sob o prisma multidimensional: uma análise baseada na abordagem das necessidades básicas e na abordagem das capacitações
Author: Lacerda, Fernanda Calasans Costa
First Advisor: Neder, Henrique Dantas
First member of the Committee: Delgado, Guilherme Costa
Second member of the Committee: Bagolin, Izete Pengo
Summary: Esta dissertação analisa a pobreza no estado da Bahia, sob o enfoque multidimensional de estudo da pobreza, enfatizando a necessidade de se ampliar o foco de investigação para além da insuficiência de renda e de se considerar a multidimensionalidade da pobreza na elaboração das políticas que objetivem o seu combate. Para isso, discute, inicialmente, a trajetória evolutiva do estudo da pobreza, dando destaque ao predomínio da abordagem unidimensional monetária nos trabalhos sobre a pobreza no Brasil e na Bahia. Posteriormente, realiza uma análise empírica da pobreza na Bahia nos anos 1995, 2001 e 2006, fundamentada em duas abordagens multidimensionais de estudo da pobreza: a abordagem das necessidades básicas e a abordagem das capacitações. A partir dos conceitos empregados por estas abordagens, define a pobreza como a insatisfação das necessidades humanas básicas que priva o indivíduo de desenvolver e expandir as suas capacitações. A metodologia empregada na análise empírica consiste em aplicar o método multivariado da Análise de Correspondências Múltiplas no cálculo de um indicador multidimensional de pobreza (IMP) por unidade da população analisada. Este indicador é composto por um conjunto de variáveis qualitativas, denominadas de indicadores primários de privação. Os resultados da aplicação desse método também permitem estabelecer uma linha de pobreza multidimensional, utilizada como critério de identificação da pobreza. Com base nesta linha de pobreza e no indicador, foi possível calcular os tradicionais índices de pobreza FGT(0), FGT(1) e FGT(2) e, então, mensurar a pobreza na Bahia. Os resultados demonstram que a proporção de pobres era elevada, principalmente entre a população rural, mas que essa proporção diminuiu entre os anos 1995 e 2006, exceto na área metropolitana. Entre os indivíduos considerados pobres, a pobreza era mais intensa e mais severa na área rural. A decomposição da pobreza por cor ou raça e por tipo de família apontou que os indivíduos de cor preta ou parda, bem como as famílias do tipo mãe com filhos menores de 14 anos , apresentavam maior risco de pobreza. A decomposição por sexo não mostrou diferenças significativas entre homens e mulheres quanto à extensão e ao risco de pobreza. Com relação às áreas censitárias, os municípios menos populosos eram os que possuíam maior percentual de pobres. Quando comparada com a pobreza por renda, a pobreza multidimensional se apresentava mais elevada (anos 2001 e 2006) e estável. Enquanto nesta primeira houve uma queda expressiva no período 1995/2006, a diminuição ocorrida na segunda foi bem menos significativa. Assim, ao se concentrar as análises apenas na insuficiência de renda, não se torna possível investigar os outros tipos de privações que atingem a população baiana. Mesmo que no período analisado se identifiquem melhorias nos indicadores primários, as condições de vida desta população ainda estavam longe do que poderia ser considerada uma situação adequada, revelando que uma parcela significativa da população baiana não tinha suas necessidades básicas satisfeitas. Ademais, o conjunto de privações não pode ser desconsiderado no planejamento e execução das políticas de combate à pobreza, pois, do contrário, se compromete a eficácia de tais políticas.
Abstract: This dissertation examines poverty in the state of Bahia under the multidimensional approach to the study of poverty, emphasizing the need to enlarge the focus of research beyond the lack of income and to consider the multidimensionality of poverty in developing policies that aim to combat it. Initially, discuss, the evolutionary path of the study of poverty, emphasizing the dominance of unidimensional monetary approach in the work on poverty in Brazil and Bahia. Subsequently, performs an empirical analysis of poverty in Bahia in 1995, 2001 and 2006, based on two approaches to study of multidimensional poverty: the basic needs approach and the capabilities approach. From the concepts employed by these approaches, defines poverty as the dissatisfaction of basic human needs which deprives the individual to develop and expand its capabilities. The methodology used in the empirical analysis is to apply the multivariate method of the Multiple Correspondence Analysis in the calculation of a multidimensional indicator of poverty (IMP) per unit of population studied. This indicator is composed of a set of qualitative variables, called the primary indicators of deprivation. The results of applying this method also allow for a multidimensional poverty line, used as a criterion for identification of poverty. Based on this poverty line and the indicator, was possible to calculate the traditional indices of poverty FGT (0), FGT (1) and FGT (2) and then measure the poverty in Bahia. The results show that the proportion of poor people was high, especially among the rural population, but this proportion decreased between 1995 and 2006, except in the metropolitan area. Among the individuals considered poor, poverty was more intense and more severe in rural areas. The decomposition of poverty by race and color or by type of family indicated that individuals in black or brown, and the families of the "mother with children under 14 years", had higher risk of poverty. The breakdown by sex showed no significant differences between men and women regarding the extent and risk of poverty. Regarding census areas, the less populous municipalities were those that had a higher percentage of poor. When compared with the income poverty, the multidimensional poverty is had higher (years 2001 and 2006) and stable. While this first there was a significant fall in the period 1995/2006, the decline occurred in the second was much less significant. Thus, by focusing the analysis only on the inadequacy of income, it is not possible to investigate other types of deprivation that affect the people of Bahia. Although in the period examined to identify improvements in the primary indicators, living conditions these people were still short of what could be considered a adequate situation, revealing that a significant population of Bahia had not their basic needs met. Moreover, the set of deprivation cannot be disregarded in the planning and implementation of policies to combat poverty, because, otherwise, it undermines the effectiveness of such policies.
Keywords: Pobreza multidimensional
Necessidades básicas
Capacitações
Indicador multidimensional
Bahia
Multidimensional poverty
Basics needs
Capabilities
Multidimensional indicator
Pobreza - Bahia
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-graduação em Economia
Quote: LACERDA, Fernanda Calasans Costa. A pobreza na Bahia sob o prisma multidimensional: uma análise baseada na abordagem das necessidades básicas e na abordagem das capacitações. 2009. 212 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13502
Date of defense: 28-Aug-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda.pdf1.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.