Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13483
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A problemática das aglomerações produtivas especializadas: aspectos principais, governança interna e externa e observação da experiência de São Bento do Sul (SC)
metadata.dc.creator: Bracarense, Natália Maria de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Botelho, Marisa dos Reis Azevedo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Paula, Germano Mendes de
metadata.dc.contributor.referee1: Martins, Humberto Eduardo de Paula
metadata.dc.contributor.referee2: Garcia, Renato de Castro
metadata.dc.description.resumo: A partir da década de 1980, pode-se observar o início de um processo de territorialização econômica e política, concomitante com o aparente enfraquecimento do governo central. Esse processo condiz com as mudanças que vêm sofrendo as empresas e o Estado, em âmbito mundial. A etapa da globalização produtiva, que compreende o período entre 1950 e 1970, permitiu o crescimento das capacidades industriais em uma larga gama de países em desenvolvimento. Tal difusão industrial causou uma mudança no centro de gravidade de muitas indústrias manufatureiras do núcleo para a periferia da economia-mundo e foi a premissa para a globalização comercial (a partir de 1970). Além disso, em meados da década de 1980 surgiu uma efetiva concentração de inovações baseadas na eletrônica, que atingiu, direta ou indiretamente, todos os setores da economia e, também, a sociedade como um todo, configurando-se assim um novo paradigma tecnológico-produtivo. Esse paradigma caracteriza-se, entre outras coisas, pela presença crescente da microeletrônica, que possibilita uma maior flexibilidade na produção e nas relações de trabalho, e também favorece a produção customizada , realizada em lotes menores e dirigida a segmentos mais ou menos específicos de mercados. A aplicação das tecnologias de informações permitiu a decomposição dos produtos em módulos ou sistemas com interfaces normatizadas, facilitando a contratação externa de projeto. A desintegração vertical das corporações transnacionais se caracteriza pela redefinição de suas competências centrais para se focarem em inovação e estratégia de produto, marketing e nos segmentos que mais agregam valor da manufatura e dos serviços, enquanto reduzem sua propriedade direta sobre funções não centrais, tais como serviços genéricos e volume de produção. Esta tendência, na maioria dos países desenvolvidos, torna mais provável que cadeias claramente governadas pelos compradores sejam cada vez mais comuns. Em suma, nos novos modos de organização produtiva, os vínculos interfirmas se mostram contemplados pelo desenvolvimento tecnológico, assim como pelo interesse das empresas em concentrar seus esforços nas atividades que constituem o foco das suas operações e em transferir as demais atividades para outras unidades de produção, praticando a terceirização. Dentro desse contexto notam-se condições favoráveis, proporcionadas por essas mudanças, a uma maior participação das empresas de pequeno e médio porte na dinâmica industrial, principalmente daquelas que se encontram inseridas em aglomerações produtivas especializadas. Tal situação passa a chamar a atenção de diversos estudiosos nos anos 1980, e a partir de então e, sobretudo, desde os anos 1990, também os elaboradores de políticas começaram a se interessar pelo assunto. É neste cenário que o atual trabalho pretende captar a emergência de cadeias comandadas pelos compradores na indústria de móveis de madeira e, também, analisar a influência que este tipo de cadeia exerce sobre aglomerações produtivas especializadas. Para tanto, observa-se, a experiência concreta da aglomeração produtiva de São Bento do Sul (SC).
Abstract: Since 1980 s decade, it can be observed the beginning of an economic and politics territorialization process, concomitant with the apparent central government weakness. This process matches with the changes that companies and State have been passing through in world-wide scope. The stage of the productive globalization, that involves the period between 1950 and 1970, allowed the growth of industrial capacities in a wide gamma of developing countries. Such industrial diffusion caused a change in many manufacturing industries gravity center from the world-economy core to its periphery. This change was the premise for commercial globalization (since 1970). Moreover, in middle 1980 s emerged an effective innovations concentration based on the electronics, which reached, directly or indirectly, all economics sectors and, also, the society as a whole. This configures thus a new technological-productive paradigm. This paradigm is characterized, among others things, for the increasing presence of the microelectronics. That makes possible a greater production and work relations flexibility, and also favors the customized production, carried through smaller lots and droved to more or less specific market segments. The information technologies application allowed product decomposition in modules or systems with normalized interfaces. This facilitates contracts of external projects. The transnational corporations vertical disintegration is characterized by its central abilities redefinition by focusing in product innovation and strategy, marketing and in other segments that add more value in manufacture and services, while these corporations reduce their direct property on not central functions, such as generic services and production volume. This is a trend in the majority of developed countries, which becomes each time more likely the emergence of clearly buyers commanded chains. In short, in this new way of productive organization, the inter-firms bonds are contemplated by technological development, as well as by companies interest on concentrating efforts on activities that constitute their operational focus and on transferring the others activities to other production units. This context favors deeper participation small and medium firms in industrial dynamics, mostly those which are inserted in specialized productive agglomerations. Such situation calls attention of many researchers in the 1980 s, and policy makers since 1990 s had also started showing interest on this subject. This is the scene in which the current work intends to catch the buyers commanded chains emergence in wooden furniture industry and it also intends to analyze this chain type influence on specialized productive agglomerations. To fulfill this object São Bento do Sul (SC) productive agglomeration s concrete experience has been observed.
Keywords: Produção (Teoria econômica)
Indústria de móveis
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: BRACARENSE, Natália Maria de Lima. A problemática das aglomerações produtivas especializadas: aspectos principais, governança interna e externa e observação da experiência de São Bento do Sul (SC). 2007. 252 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2007.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13483
Issue Date: 17-May-2007
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Natalia.pdf3.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.