Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13460
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Indicações geográficas e estratégia territorial competitiva : estudo comparado Brasil x Espanha
metadata.dc.creator: Silva, Antenor Roberto Pedroso da
metadata.dc.contributor.advisor1: Ortega, Antonio César
metadata.dc.contributor.referee1: Lima, Divina Aparecida Leonel Lunas
metadata.dc.contributor.referee2: Botelho, Marisa dos Reis Azevedo
metadata.dc.contributor.referee3: Fernandes Filho, José Flores
metadata.dc.contributor.referee4: Pires, Murilo José de Souza
metadata.dc.description.resumo: As duas últimas décadas estão sendo marcadas por importantes mudanças econômicas e sociais em âmbito mundial. A chamada globalização, tanto financeira como comercial, aliada à revolução digital, vem facilitando as trocas de informações entre culturas, alterando, de uma forma sutil, porém constante, os hábitos alimentares mundiais. Tais transformações estão trazendo reflexos para os sistemas produtivos, mercadológicos e logísticos dos produtos agroindustriais. Está sendo criado o gosto mundial . Por outro lado, em sentido contrário, alguns problemas fitossanitários fizeram com que fossem levantadas diversas barreiras comerciais, particularmente, por parte de países desenvolvidos, tendo como justificativa a segurança alimentar e a saúde pública. Nesse novo cenário, as firmas começam a buscar alternativas na conquista dos consumidores e, assim, agregar valor a seus produtos. Nesse tocante, este trabalho teve a pretensão de demonstrar que, em situações especiais e com produtos selecionados, as Indicações Geográficas IGs emergem como uma das alternativas para enfrentar aquelas novas realidades. Busca-se, assim, não somente elevar a renda, mas também a conquista de novos mercados, através da singularização dos produtos com selos de qualidade e certificações. Para se alcançar os resultados pretendidos, foram levantadas algumas hipóteses e problemáticas. A principal foi a que, em um mercado internacionalizado, submetido a uma grande quantidade de informações, a competitividade se desenrola num ambiente de globalização econômica crescente. Essa globalização acirra a concorrência pelos melhores mercados , aqueles de maior renda e que aceitam pagar a mais por um produto que lhes ofereça a melhor noção de qualidade, para determinados produtos especificamente. Assim, este trabalho pretendeu inquirir sobre os motivos que fazem do Brasil um país de posição secundária no mundo das marcas territoriais rurais, apesar de ser um grande player no mercado agrícola mundial. Nas análises realizadas, todas elas se confirmaram. Não se notou, nas políticas públicas, grandes incentivos direcionados para o fomento à exportação e de enfrentamento de importações de produtos com valor agregado através de certificações, conforme constatamos por meio de estudo comparado com a Espanha. Nos estudos comparados, observamos, ainda, a distância entre nossa realidade com a europeia quando se analisa a realidade relacionada às instituições. Ao analisar o caso brasileiro, diferentemente do encontrado na Andaluzia, na Espanha, percebe-se que é menor a presença de capital social ou organizações de representação de interesses agrários no Brasil. Observou-se, assim, na experiência andaluza, que as políticas públicas, apoiadas pela organização social no meio rural, têm conseguido apoiar os produtores para a conquista da certificação de seus produtos. Assim, avalia-se que, se existir uma maior preocupação dos agentes públicos e dos agentes sociais para produtos específicos e em territórios especiais, as IGs podem representar uma estratégia territorial importante de agregar renda à produção rural.
Abstract: The last two decades were marked by important economic and social changes in a global scope. The financial and commercial globalization, ally to the digital revolution , has been making easier the trade of information between culture, changing , in a subtle way, constant though, the worldwide feed habits . These transformations are bringing reflexes to the productive systems, marketing and logistics of the agribusiness products. It s being created the worldwide taste . Besides, in another way, a few phytosanitaries issues made the commercial walls , particularly by developed countries, using the feed security and the public health as justification. At this new scene, the firms starts looking for alternatives to get new consumers, and then, aggregate values to their products. In this moving, the work had the intention to show that, in special situations with some determinate product, the Geography Indication emerges as one of the alternatives to face the new reality. Search then, not only raises the income, but also the achievement of new markets, trough the singling of the products by the quality seals and accreditations. To reach the intended results, some hypotheses and problematic were noticed. The main one is that, in an international market subject by some amount of information, the competitor has a backdrop of a growing economic globalization. This globalization fiercer competition to reach the best market , that one which has the highest income and accept paying more for a product which offers the best quality to some determinate product. So, the unexceptional work, intended to inquire about the reasons that makes Brazil as a second position country in the world of the rural territorial brands, still being a big agricultural worldwide market player. Based in the analyses, all of them confirmed. It s not noted rude targeted incentives for promoting export and facing imports of value-added products through certifications, by the public s politics, the way we found through comparative study with Spain. In comparative studies, we noticed, still, the distance between our realities with the European s when analyzing the reality related institutions. Analyzing Brazil s fact, completely different than the found in Andalusia (Spain), perceives that the capital social and the representative organizations of agrarian interest s presence in Brazil are lower. Then, in Andalusia, the public politics supported by the social (rural) organization, has been supporting the producers to the achievement of their own accreditation products. Assesses that if there is a major concern of public servants and social workers for specific products in some territories, the IG may represent an important strategy of adding territorial income for rural production.
Keywords: Indicação geográfica
Estratégia territorial
Desenvolvimento territorial
Denominação de origem
Geographical indication
Spatial strategy
Regional development
Designation of origin
Indicações Geográficas - Brasil
Globalização - Aspectos econômicos - Brasil
Desenvolvimento econômico - Estudo de casos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: SILVA, Antenor Roberto Pedroso da. Indicações geográficas e estratégia territorial competitiva : estudo comparado Brasil x Espanha. 2014. 193 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13460
Issue Date: 27-Aug-2014
Appears in Collections:TESE - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IndicacoesGeograficasEstrategia.pdf2.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.