Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13451
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Agricultura familiar, pluriatividade e políticas públicas na região nordeste e sul do Brasil, nos anos 1990 e 2000: trajetórias e desafios
metadata.dc.creator: Cardoso, Jucyene das Graças
metadata.dc.contributor.advisor1: Nascimento, Carlos Alves do
metadata.dc.contributor.referee1: Ortega, Antonio César
metadata.dc.contributor.referee2: Corrêa, Vanessa Petrelli
metadata.dc.contributor.referee3: Souza, Marcelino de
metadata.dc.contributor.referee4: Teixeira, Vanessa Lopes
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho objetiva contribuir com os estudos em torno das determinações da pluriatividade e de sua trajetória ao longo dos anos 1990 e 2000 nas Regiões Nordeste e Sul do Brasil. Neste sentido, mais que se perguntar sobre os motivos explicativos da existência da pluriatividade no Brasil, este trabalho pretende investigar sobre as possibilidades de crescimento da mesma no interior da agricultura familiar nordestina e sulina. Utilizaram-se, na investigação, dados da PNAD/IBGE Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios para o período de 1992 a 1999 e 2001 a 2009 e da metodologia e tipologia de famílias do Projeto Rurbano (IE/Unicamp). Na medida em que a pluriatividade é um conceito que qualifica a realidade da família que desempenha ocupações agrícolas (lado agrícola da pluriatividade) e ocupações não agrícolas (lado não agrícola da pluriatividade), os estudos apontam para o fato de que existiriam elementos explicativos da pluriatividade que seriam intrínsecos e extrínsecos àquelas famílias. A hipótese deste trabalho é que os determinantes intrínsecos (aqueles relacionados com características internas dos membros das famílias, tais como: tamanho da família, idade, escolaridade) não são suficientes para explicar o comportamento da pluriatividade ao longo do tempo. Entende-se que as determinações extrínsecas (aquelas relacionadas ao ambiente econômico, às condições do mercado de trabalho em que as famílias estão inseridas e às políticas públicas direcionadas à agricultura) seriam mais decisivas para o comportamento de crescimento da pluriatividade. Entre as variáveis extrínsecas, a presente tese considera as políticas públicas como sendo as mais importantes para o avanço da pluriatividade ao longo do tempo entre as famílias da agricultura familiar. Reforça-se a importância da atuação do Estado por meio das políticas públicas direcionadas ao lado agrícola da pluriatividade, especialmente para o segmento mais fragilizado dos agricultores familiares, para sua tendência de crescimento. Mais que um ambiente externo não agrícola dinâmico, se faz necessária a ampliação e criação de políticas públicas destinadas ao enfrentamento dos desafios vivenciados pelos produtores familiares no exercício da atividade agrícola, como forma de promover uma tendência de ampliação do número de famílias pluriativas no interior da agricultura familiar brasileira, minimizando as possibilidades dessas famílias se transformarem em famílias não agrícolas. Cumprem com este papel políticas como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa da Alimentação Escolar (PNAE), que serão investigados neste estudo.
Abstract: This thesis aims to contribute to studies around the determinations of pluriactivity and its trajectory over the years 1990 and 2000 in the Northeast and South Regions of Brazil. In this sense, more than inquire about the reasons explaining the existence of pluriactivity in Brazil, this work intends to investigate its growing possibilities inside the northeastern and southerner family farming. It was used in the research data from PNAD/IBGE National Household Sample Survey for the period 1992 to 1999 and 2001 to 2009 and the methodology and typology of families of Rurbano Project (IE/Unicamp). Since the pluriactivity is a concept that describes the reality of the family that plays agricultural occupations (agricultural side of pluriactivity) and non-agricultural occupations (non-agricultural side of pluriactivity), studies point to the fact that there exist explanatory elements of pluriactivity that would be intrinsic and extrinsic to those families. Our working hypothesis is that the intrinsic determinants (those related to internal characteristics of household members, such as family size, age, education) are not enough to explain the behavior of pluriactivity over time. It is understood that the extrinsic determinations (those related to the economic environment, to the conditions of labor market in which families are embedded and to public policies oriented to agriculture) would be more decisive for the growth behavior of pluriativity. Among the extrinsic variables, this thesis considers public policies as the most important for the advancement of pluriactivity over time among families of family farming. It reinforces the importance of the State action through public policies directed to the agricultural side of pluriactivity, especially for the more fragile segment of farmers, for its growth trend. More than an external non-agricultural dynamic environment, it is necessary to expand and create public policies aimed to face the challenges experienced by family farmers in the performance of agricultural activity as a way to promote a trend of increasing the number of pluriactive households inside the Brazilian family farming by minimizing the possibilities of these families turn into non-agricultural households. Play this role policies as the National Program for the Strengthening of Family Farming (PRONAF), the Food Acquisition Programme (PAA) and the National Programme on School Feeding (PNAE), which will be investigated in this study.
Keywords: Agricultura familiar
Pluriatividade
Políticas públicas
Family farming
Pluriactivity
Public policies
Brasil - Políticas públicas
Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Brasil)
Programa Nacional de Alimentação Escolar (Brasil)
Programa de Aquisição de Alimentos (Brasil)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: CARDOSO, Jucyene das Graças. Agricultura familiar, pluriatividade e políticas públicas na região nordeste e sul do Brasil, nos anos 1990 e 2000: trajetórias e desafios. 2013. 209 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13451
Issue Date: 14-Jun-2013
Appears in Collections:TESE - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jucyene das Gracas.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.