Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13448
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Insegurança alimentar, acesso e inflação de alimentos no Brasil
metadata.dc.creator: Souza, Sabrina de Cássia Mariano de
metadata.dc.contributor.advisor1: Almeida Filho, Niemeyer
metadata.dc.contributor.referee1: Neder, Henrique Dantas
metadata.dc.contributor.referee2: Ortega, Antonio César
metadata.dc.contributor.referee3: Gomes Júnior, Newton Narciso
metadata.dc.contributor.referee4: Mattei, Lauro Francisco
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho partiu da perspectiva de que abordar um tema como a fome não é um trabalho simples, pois trata-se de um assunto polêmico e amplo. Reconhecer a natureza polissêmica da questão, apresentada no capítulo1, implica múltiplas possibilidades de análise em cada uma de suas dimensões, e, ao mesmo tempo revela a necessidade de um recorte do tema visando à exequibilidade de estudos. A opção adotada nesse trabalho foi por avaliar a Insegurança Alimentar no Brasil, considerando a inflação dos alimentos observada a partir dos anos 2000. Essa delimitação se justifica, sobretudo, pela identificação, mostrada no capítulo 2, de que a principal causa da fome no país, assim como em boa parte do mundo, refere-se à dificuldade de acesso econômico aos alimentos, decorrente da falta de renda, num quadro de pobreza que reflete, em última instância, sua situação de subdesenvolvimento. A própria evolução das políticas públicas de combate à fome no país, apresentada no capítulo 3, mostra a importância desse aspecto, que se tornou, com o tempo, seu principal enfoque, expresso, sobretudo, através do Programa Bolsa Família. A situação de Insegurança Alimentar no Brasil está relacionada, portanto, ao impacto dessas políticas no contexto atual, que é de inflação de alimentos, conforme exposto no capítulo 4. A avaliação desses impactos foi realizada no capítulo 5 desta tese, a partir de dados da POF e da PNAD. Verificou-se, a partir do estudo empírico, que a fome é um problema social universal no âmbito do capitalismo, com incidência muito maior em países subdesenvolvidos e dependentes, e que políticas específicas, como o Bolsa Família, não apresentam potencial de superação do problema, que é intrínseco ao desenvolvimento capitalista, situação que se torna pior num contexto de inflação. Os resultados observados rementem à necessidade de políticas macroeconômicas coerentes com a geração de emprego e renda real, e que sejam sinérgicas às políticas sociais, para que se possa caminhar no sentido de superação da pobreza e, portanto, da fome no país.
Abstract: This work started from the perspective that study a topic as hunger is not a simple job, because it is a wide and controversial topic. Recognize the polysemic nature of the question presented in chapter 1, implies multiple possibilities for analysis in each of its dimensions, and at the same time reveals the need for cut theme to accomplish the work. The option adopted by this study was to assess food insecurity in Brazil, considering the food inflation observed since the 2000s. This definition is justified mainly by identification, demonstrated in Chapter 2, that the main cause of hunger in the country, as in much of the world, refers to the difficulty of economic access to food due to lack of income, a framework that reflects poverty and state of underdevelopment. The improvement of public policies to fight hunger in the country, presented in Chapter 3, presents the importance of this aspect, which became, over time, their main focus. The situation of food insecurity in Brazil is related, therefore, the impact of these policies in the current context, characterized by food inflation, as shown in chapter 4. The assessment of these impacts was done in Chapter 5 of this thesis, using survey data from PNAD and POF. It was found from the empirical study, that hunger is a universal social problem under capitalism, with much higher incidence in underdeveloped and dependent countries, and that specific policies, such as Bolsa Família, don t have potential to overcome the problem, that is intrinsic to capitalist development, and that situation becomes worse in the context of inflation. The results indicate that consistent macroeconomic policies, with the generation of employment and real income, are necessary, beyond synergistic social policies, to resolve the problem of poverty and hunger in the country.
Keywords: Insegurança alimentar
Políticas públicas
Inflação de alimentos
Food insecurity
Public policy
Inflation food
Brasil - Política social
Brasil - Políticas públicas
Política alimentar - Brasil
Inflação Brasil
Alimentos Custos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Economia
Citation: SOUZA, Sabrina de Cássia Mariano de. Insegurança alimentar, acesso e inflação de alimentos no Brasil. 2012. 231 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13448
Issue Date: 26-Oct-2012
Appears in Collections:TESE - Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sabrina de Cassia.pdf2.17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.