Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13394
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Atributos ecológicos relacionados ao fogo de espécies lenhosas do cerrado sentido restrito
metadata.dc.creator: Oliveira, Renata Migliorini Cardoso de
metadata.dc.contributor.advisor1: Schiavini, Ivan
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, Ana Paula de
metadata.dc.contributor.referee2: Lopes, Sergio de Faria
metadata.dc.description.resumo: fogo frequente é uma das características dos cerrados e a sobrevivência das espécies ao fogo é determinada por suas características anatômicas, fisiológicas e comportamentais, além das características ambientais pós-fogo. Alguns atributos estão relacionados com a sobrevivência das espécies ao fogo, como área foliar específica, densidade do súber e espessura do súber. Estudos comparativos que envolvam a identificação de espécies e classificações florísticas entre áreas sob diferentes frequências de queimadas são importantes, uma vez que destacam possíveis plasticidades das espécies ao fogo. O estudo visou comparar a estrutura de duas áreas de cerrado sentido restrito sob diferentes graus de perturbação por fogo, utilizando parâmetros ecológicos que respondem à essa perturbação como área foliar específica, densidade e espessura do súber. O estudo partiu de levantamentos realizados por Faleiro em 2007. As espécies a serem analisadas no estudo foram selecionadas pelo IVC, totalizando 22 espécies na área denominada sem fogo e 18 na área denominada com fogo, sendo 13 espécies co-ocorrentes entre as duas áreas. Foram comparadas as médias dos atributos ecológicos entre as espécies co-ocorrentes nas áreas sem fogo e com fogo (teste t). Foi realizada uma abordagem funcional a partir da análise gráfica de distribuição das espécies para cada atributo ecológico e grupos funcionais foram formados por UPGMA (Jaccard). Dentre as 13 espécies comuns nas duas áreas cinco apresentaram diferença na área foliar específica entre as áreas com fogo e sem fogo. Em relação à densidade do súber Styrax ferrugineus apresentou diferenças na densidade do súber entre as áreas. A espessura do súber apresentou diferença entre as áreas para Qualea multiflora e Styrax ferrugineus. Já em relação ao agrupamento funcional, não houve formação de dois grupos distintos separados pela frequência do fogo. O fogo age como um agente modelador em algumas espécies da comunidade estudada, entretanto não foi encontrado um padrão de respostas.
Abstract: Fire is often a characteristic of the brazilian cerrado and the survival of species to fire is determined by its anatomy, physiology and behavioral, further by post-fire environmental characteristics. Few attributes are related to cerrado species survival to fire, such as, specific leaf area and suber density and thickness. Comparative studies involving species identification and floristic classification between areas under different burning frequencies are important due their capacity to identify the potential of species to have phenotypic plasticity in response to fire. The study aimed to compare the structure of two areas of cerrado sensu stricto under different degrees of disturbance by fire, using ecological parameters that respond to this disturbance such as specific leaf area and suber density and thickness. The study was based on surveys conducted by Faleiro in 2007. Species analyzed in the study were selected by IVC, totaling 22 species in the area without fire and 18 in the area with fire occurrence, with 13 co-occurring species between the two areas. Means of ecological attributes between co-occurring species in areas were compared (T test). A functional approach was done through graphical analysis of species distribution for each ecological attribute and functional groups were formed by UPGMA (Jaccard). Among the 13 species common in the two areas, five of them differ in specific leaf area between areas with and without fire. For suber density, S. ferrugineus showed differences between the two areas. For suber thickness, Qualea multiflora and Styrax ferrugineus showed different between the two areas. About functional grouping, no groups were formed by the frequency of fire. The fire acted as a modeler agent in some species of this community, however no pattern of responses was found for this community.
Keywords: Área foliar específica
Espessura do súber
Densidade do súber
Queimadas
Specific leaf area
Suber thickness
Suber density
Burning
Ecologia do cerrado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Citation: OLIVEIRA, Renata Migliorini Cardoso de. Atributos ecológicos relacionados ao fogo de espécies lenhosas do cerrado sentido restrito. 2013. 56 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13394
Issue Date: 18-Feb-2013
Appears in Collections:PPGECO - Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtributosEcologicosRelacionados.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.