Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13320
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Nidificação de Xylocopa spp. (Apidae, Xylocopini) em ninhos- armadilha em áreas de cerrado do Triângulo Mineiro
metadata.dc.creator: Chaves-Alves, Talles Marques
metadata.dc.contributor.advisor1: Augusto, Solange Cristina
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira, Paulo Eugenio Alves Macedo de
metadata.dc.contributor.referee2: Gaglianone, Maria Cristina
metadata.dc.description.resumo: A maioria das espécies de Xylocopa constrói seus ninhos escavando madeira seca como galhos e troncos mortos com suas mandíbulas resistentes, ou em colmos de bambu. O presente trabalho teve como objetivo: (i) comparar dois tipos de ninhos-armadilha (vigotas de Spathodea campanulata e gomos de bambu (Bambusa sp.)) quanto a escolha para construção de ninhos por Xylocopa spp.; (ii) verificar a dinâmica das fundações e o desenvolvimento dos ninhos, de acordo com a sazonalidade; (iii) fornecer informações sobre a porcentagem de ocupação dos ninhos-armadilha, número de células produzidas, longevidade dos ninhos e incidência de inimigos naturais. O estudo foi conduzido em duas áreas de Cerrado do Triângulo Mineiro, no período de janeiro do ano de 2006 a dezembro de 2007. Foram utilizados dois tipos de ninhos-armadilha (NA), vigotas de madeira maciça de Spathodea campanulata (VS) e colmos de bambu abertos em uma extremidade e fechada pelo nó na outra (GB). Os NA foram acondicionados em coberturas de madeira simples (ranchos para criação de abelhas) com 56 GB, variando de 1.01 cm a 2.40 cm, subdivididos em sete categorias, A até G , variando de dois em dois milímetros de diâmetro na estrada do gomo. Sete unidades de VS foram subdivididas em três categorias, de acordo com as dimensões: galhos maiores , galhos menores e troncos . Inspeções nos ranchos foram realizadas quinzenalmente para identificar fundação de novos ninhos e observação dos ninhos ativos. Nas duas áreas, um total de 88 ninhos foi fundado por cinco espécies de Xylocopa. X. frontalis foi a espécie que mais utilizou os ninhos-armadilha (53,40%), seguido por X. subcyanea (15,90%), X. suspecta (14,77%), X grisescens (11,36%) e, por último, X. hirsutissima (4,54%). Não houve diferença na proporção de utilização de ninhos-armadilha entre espécies ( 2=0,845; p>0,005) e entre a proporção de ocupação dos dois tipos de ninhosarmadilha nos diferentes ranchos ( 2=1,46; p>0,05). As VS da categoria galhos maiores (50 cm a 80 cm de comprimento e 40 cm a 60 cm de circunferência) foram os mais freqüentemente ocupadas. Para os GB, a porcentagem ocupação dos ninhos foram maiores nas categorias E (1,81 cm a 2,00 cm) e F (2,01 cm a 2,20 cm). Do total de ninhos originados em GB, 19 foram reutilizados continuamente, enquanto outros foram abandonados pelas fêmeas nidificantes. Ninhos abandonados podiam ser novamente ocupados (reutilizações pós-abandando). As reutilizações pós-abandono (n=32) foram mais abundantes nos GB (n=26). Nas VS houve uma variação no período de atividade de 14 a 684 dias (x=291,72±210,45). Em GB, a longevidade dos ninhos, variou de nove a 357 dias (x=92,59±86,56). O número de células produzidas nos processos de fundações e reativações variou de uma a seis e uma a cinco (x=2,12±1,47), respectivamente. Não houve diferença entre as médias de células produzidas durante as fundações e reutilizações contínuas para ninhos de X. frontalis. (ANOVA: F3.55=0,530; p=0,663). Também não houve diferença ao se comparar, entre espécies, o número de células produzidas durante os processos de fundação (ANOVA: F2.46=0,485; p=0,619). O número de nidificações na estação chuvosa (GB=63,51%, n=48; VS=54,54%, n=24) foi maior que na estação seca (GB=36,84%, n=28; VS=45,45%, n=20). As reutilizações pós-abandono ocorreram apenas no segundo ano (2007), a partir de fevereiro. Onze indivíduos adultos cleptoparasitas de Cissites maculata (Meloidade) foram coletados próximos às entradas dos ninhos hospedeiros, durante os dois anos de observações. Além da viabilidade de se fazer manejo de ninhos utilizando GB, foi mostrado nesse estudo que ninhos-armadilha de Spathodea campanulata podem ser uma boa opção para a atração de Xylocopa spp.
Abstract: Most species of Xylocopa construct their nests excavating dry wood, such as died branches and trunks, with its resistant jaws, or in bamboo colms. The present work aimed: (i) to compare two types of trap-nests (wood chunks from Spathodea campanulata and bamboo canes (Bambusa sp.)) in relation to the choice for nest construction by Xylocopa spp.; (ii) to verify the dynamics of nest foundation and development according to seasonality; and (iii) to provide information about number of trap-nest occupied and number of cells produced, nest longevity and natural enemies.The study was carried out in two areas of the Triangulo Mineiro s Cerrado, in the period of January of 2006 to December of 2007. Two types of trap-nests (NA) were used: branches of Spathodea campanulata (VS) and bamboo canes (GB) with one open end and the nodal septum closing the other one. NA, subdivided in seven categories ( A to G ), were conditioned in simple wooden coverings (ranches) for bee creation with 56 GB each, ranging from 1.01 cm to 2.40 cm and increasing in every two millimeter interval of cane opening diameter. Seven units of VS were subdivided in three categories, according to the following dimensions: bigger branches , smaller branches and trunks . Ranch monitoring was carried out biweekly to identify the foundation of new nests and observe active nests. In the two areas, a total of 88 nests were established by five species of Xylocopa. X. frontalis was the species that more often used the trap-nests (53.40%), followed by X. subcyanea (15.90%), X. suspecta (14.77%), X grisescens (11.36%), and finally, X. hirsutissima (4.54%). Difference in the ratio of use of trap-nests between species was not observed ( 2=0.845; p>0.005). The ratio of occupation of the two types of trap-nests in the different coverings was also not different ( 2=1.46; p>0.05). The VS of the category bigger branches (50 cm to 80 cm of length and 40 cm to 60 cm of circumference) was more frequently occupied. For the GB, the percentage of nest occupation was higher in categories E (1.81 cm to 2.00 cm) and F (2.01 cm to 2.20 cm). Of the total of nests originated in GB, 19 were reused continuously, while the others were abandoned by the nesting females. Abandoned nests could be occupied again (reuse after abandonment). The reuse after abandonment (n=32) was more abundant in the GB (n=26). In the VS there was a variation in the period of activity of 14 to 684 days (x=291.72±210.45). In GB, the nest activity ranged from nine to 357 days (x=92.59±86.56). The number of cells produced in the process of foundation and reactivation ranged from one to six and from one to five, respectively (x=2.12±1.47). There was no difference between the mean number of cells produced during the foundation and reuse of nests for X. frontalis. (ANOVA: F3.55=0.530; p=0.663). There was also no difference between the number of cells produced by each species during the process of foundation (ANOVA: F2.46=0,485; p=0.619). The number of nest building in the rainy season (GB=63.51%, n=48; VS=54.54%, n=24) was greater than in the dry season (GB=36.84%, n=28; VS=45.45%, n=20). The reuse after abandonment occurred only in the second year (2007), starting in February. Eleven adult individuals of cleptoparasites of Cissites maculata (Meloidadae) were collected next to the entrances of the host nests during the two years of observation. Besides the viability of nest management using GB, it was also shown in this study that trap-nests of Spathodea campanulata can be a good option for the attraction of Xylocopa spp.
Keywords: Xylocopa
Ninhos-armadilha
Nidificação
Trap-nests
Nesting
Abelha - Ninhos
Xylocopa - Ninhos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Citation: CHAVES-ALVES, Talles Marques. Nidificação de Xylocopa spp. (Apidae, Xylocopini) em ninhos- armadilha em áreas de cerrado do Triângulo Mineiro. 2009. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13320
Issue Date: 17-Feb-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Talles.pdf449.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.