Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13311
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Estudos ecológicos sobre a decomposição de serapilheira em vegetacão de cerrado
metadata.dc.creator: Silva, Laura Vívian Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor1: Vasconcelos, Heraldo Luís de
metadata.dc.contributor.referee1: Araújo, Glein Monteiro de
metadata.dc.contributor.referee2: Schoereder, José Henrique
metadata.dc.description.resumo: Na maioria dos ecossistemas, 50 a 80% de nutrientes do solo são liberados pela decomposição da serapilheira que é afetada principalmente pelas condições ambientais, qualidade da serapilheira e comunidade decompositora. Entretanto, há outros fatores que podem atuar neste processo. Os objetivos deste estudo foram determinar experimentalmente os efeitos do aumento da deposição de N no solo na decomposição da serapilheira e determinar se existe uma relação entre a herbivoria por saúvas e a taxa de decomposição em plantas do Cerrado. A taxa de decomposição foi estimada com o uso de sacos de decomposição contendo 10g de serapilheira. Estes sacos de decomposição foram distribuídos na superfície do solo em dois tipos de vegetação do cerrado na Estação Ecológica do Panga (Uberlândia, MG) em outubro de 2007. As folhas mortas das espécies foram secas em estufa e pesadas para determinar a proporção da massa foliar remanescente. Para investigar o efeito da adição de N no solo, os sacos de decomposição foram distribuídos em 15 parcelas localizadas em área de campo cerrado e submetidas a um dos três tratamentos: controle, e adição moderada ou elevada de N. Para avaliar a relação entre a herbivoria por saúvas e a taxa de decomposição em plantas do Cerrado, a taxa de decomposição foi comparada entre espécies muito ou pouco cortadas pelas saúvas em uma área de cerrado denso. Análises químicas foram feitas das folhas das espécies estudadas para comparação de conteúdo inicial e para verificar a dinâmica de nutrientes ao longo do processo de decomposição. A adição de N no solo não afetou o a taxa de decomposição em nenhumas das espécies. Isto indica que o N não é fator mais limitante para a comunidade decompositora. De forma geral não houve relação entre a palatabilidade da planta às saúvas e a taxa de decomposição. Isto talvez seja explicado pelo fato de que a taxa de decomposição esteve correlacionada aos teores de P e estes não variaram em função da palatabilidade da planta às saúvas. Plantas mais palatáveis tinham um maior concentração de N e menor razão lignina:N; porém, nem o conteúdo de N e nem a razão lignina:N foram bom preditores da taxa de decomposição das espécies estudadas.
Abstract: In most ecosystems, 50 to 80% of the soil nutrients are originated from litter decomposition. The rate of litter decomposition is affected mostly by the environmental conditions, litter quality and the decomposer community. However, there are other factors that can influence on litter decomposition. The aim of this study was (a) to determine experimentally the effects of increased nitrogen deposition on litter decomposition and, (b) determine if there is a relationship between plant palatability to leaf-cutter ants and litter decomposition. The rate of decomposition was estimated using litterbags containing 10g of leaf litter. These litterbags were distributed on the soil surface in two types of cerrado (savanna) in the Estação Ecológica do Panga in October 2007. The dead leaves of the species were dried and weighed to determine the fraction of leaf mass remaining. To investigate the effect of N deposition on decomposition, litterbags were distributed in 15 plots in cerrado ralo among three treatments: control, high N and low N input. To evaluate the relationship between plant palatability to leafcutter ants and litter decomposition, decay rate was compared between highly palatable and poorly palatable species in an area of cerrado denso. Initial concentrations of N, P e lignin were measured from the leaves of the species studied to compare the initial nutrient contents, .and to analyze the dynamics of nutrients during the decomposition process. Soil N addition did not affect litter decomposition for none of the three species studied, although they did differ in the concentration of N, P and lignin. This suggests that eventual changes caused in the availability of soil N to the decomposer community were not strong enough to affect decomposition. Overall, there was no significant relationship between plant palatability to leaf-cutter ants and litter decomposition. This may be explained because litter decomposition was correlated with P concentrations, and these did change according to plant palatability to leaf-cutter ants. Highly palatable plants presented a higher concentration of N and a lower lignin:N ratio. However, neither of these parameters were good predictors of litter decomposition for the species studied.
Keywords: Decomposição da serapilheira
Fertilização
Nitrogênio
Herbivoria
Atta laevigata
Litter decomposition
Fertilization
Nitrogen
Herbivory
Ecossistemas
Cerrados
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Citation: SILVA, Laura Vívian Barbosa. Estudos ecológicos sobre a decomposição de serapilheira em vegetacão de cerrado. 2009. 71 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13311
Issue Date: 27-Feb-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Laura.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.