Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13284
Document type: Tese
Access type: Acesso Aberto
Title: Traços funcionais de plantas direcionam o funcionamento e a dinâmica de comunidades florestais
Author: Prado Júnior, Jamir Afonso do
First Advisor: Schiavini, Ivan
First coorientator: Poorter, Lourens
First member of the Committee: Carvalho, Fabrício Alvim
Second member of the Committee: Lopes, Sergio de Faria
Third member of the Committee: Vale, Vagner Santiago do
Fourth member of the Committee: Oliveira, Ana Paula de
Summary: O objetivo desta tese foi avaliar como os traços funcionais de plantas direcionam o funcionamento e a dinâmica de florestas estacionais tropicais em diferentes níveis ecológicos: comunidades, populações e indivíduos arbóreos. Foi testado como diferentes hipóteses ecológicas (fertilidade do solo, complementariedade de nichos, distribuição dos traços funcionais ou simplesmente a quantidade de vegetação inicial) atuam simultaneamente na produtividade das florestas estacionais tropicais. Nossos resultados mostraram que a produtividade de biomassa destas florestas é impulsionada principalmente pela quantidade de vegetação inicial (sendo maior em florestas com maior biomassa inicial) e pela distribuição dos traços funcionais entre as espécies (maior produtividade em florestas com traços funcionais conservativos). Surpreendentemente, a produtividade não esteve ligada à complementariedade de nichos, e negativamente à fertilidade solo. Estes resultados realçam que, de um ponto de vista funcional, existe um paradoxo na produtividade de florestas estacionais e florestas úmidas. Também foi avaliado como o crescimento e a mortalidade das espécies é direcionada pelos seus traços funcionais, e como estas relações mudam com sua ontogenia. Foi observado que, em indivíduos de estatura menor, traços funcionais relacionados ao aumento da captura de luz, como maior área foliar e área de copa, aumentam as taxas de crescimento e/ou reduzem as taxas de mortalidade. Em indivíduos maiores, traços funcionais que aumentam a tolerância à seca, como maior densidade de madeira, reduzem as taxas de mortalidade. Finalmente, foi avaliado como as interações entre indivíduos arbóreos vizinhos, mediadas pelos seus traços funcionais, determinam o crescimento, sobrevivência e/ou recrutamento de uma determinada árvore focal. Foi encontrado que o efeito direto dos traços da árvore focal, independente de seus vizinhos, é o principal componente que influencia os processos demográficos. Mesmo assim, a influência da \"quantidade\" e da \"qualidade\" dos vizinhos também foi suportada, sendo que alguns traços funcionais aumentaram a competição e outros aumentaram a tolerância à maior concentração de árvores vizinhas. Estes resultados indicam que os traços interespecíficos podem promover simultaneamente a dominância local por um grupo de espécies com alto crescimento e sobrevivência, ao mesmo tempo em que outros traços aumentam a tolerância à competição e o recrutamento, o que permite estabilizar as diferenças entre os nichos e promover a diversidade local.
Keywords: Biomassa florestal
Diferenciação de nichos
Diversidade funcional
Florestas estacionais tropicais
Taxas demográficas
Biomassa vegetal
Florestas tropicais
Nicho (Ecologia)
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Quote: PRADO JÚNIOR, Jamir Afonso do. Traços funcionais de plantas direcionam o funcionamento e a dinâmica de comunidades florestais. 2016. 118 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2016.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13284
Date of defense: 19-Feb-2016
Appears in Collections:TESE - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TracosFuncionaisPlantas.pdf2.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.