Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13267
metadata.dc.type: Tese
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Estrutura de comunidades de formigas no cerrado: diversidade, com-posição e atividade predatória em monoculturas e ecossistemas naturais
Other Titles: Ant community structure in the Cerrado: diversity, composition and predatory activity in crop fields and natural ecosystems
metadata.dc.creator: Nascimento, Renata Pacheco do
metadata.dc.contributor.advisor1: Vasconcelos, Heraldo Luís de
metadata.dc.contributor.referee1: Delabie, Jacques Hubert Charles
metadata.dc.contributor.referee2: Schoereder, José Henrique
metadata.dc.contributor.referee3: Gonzaga, Marcelo de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee4: Claro, Kleber Del
metadata.dc.description.resumo: Neste estudo foi avaliado o efeito da diversidade estrutural da vegetação do Cerrado na diversidade de formigas e o efeito da conversão das áreas naturais em agrossistemas para a diversidade e a função predatória das formigas. Além disso, também foi avaliada a importância das reservas naturais próximas aos agrossistemas para a diversidade de formigas e para a predação. Também foi testada uma metodologia para a coleta de formigas hipogéicas no Cerrado. As coletas foram realizadas em diferentes áreas de Cerrado e nas monoculturas adjacentes. Para avaliar o efeito da diversidade estrutural da vegetação do Cerrado na diversidade de espécies, as formigas foram coletadas com armadilhas pitfall e extratores de Winkler. Para coleta de formigas hipogéicas comparou-se, inicialmente, a eficiência de armadilhas subterrâneas em função da profundidade, tempo ou atrativos adicionais e em relação aos pitfalls de superfície. Para analisar o efeito da transformação das áreas naturais em monoculturas na diversidade de espécies e na taxa de predação, as formigas epigéicas foram coletadas com armadilhas pitfall e formigas hipogéicas com armadilhas subterrâneas, em transectos a várias distâncias das reservas. A predação no subsolo foi estimada usando larvas de Tenebrio molitor enterradas dentro de armadilhas. Na superfície do solo e na vegetação a predação foi estimada usando lagartas feitas com massa de modelar. O cerradão apresentou maior riqueza de espécies em comparação aos outros tipos de vegetação, e a vereda apresentou o menor número de espécies. A riqueza de espécies de formigas apresentou-se positivamente correlacionada com a cobertura arbustivo-arbórea, a cobertura e biomassa de serapilheira e negativamente correlacionada com a cobertura de capim. A composição de espécies também variou em função da heterogeneidade estrutural entre os hábitats. Para a coleta de formigas hipogéicas, a metodologia mais eficiente consistiu na exposição das armadilhas por sete dias, a 20 cm de profundidade e com óleo de dendê como atrativo adicional. As armadilhas colocadas na superfície coletam mais espécies do que as armadilhas subterrâneas, sendo a maioria das espécies coletadas no subsolo, também amostrada na superfície. Porém, no subsolo foram coletadas algumas espécies dificilmente encontradas com outras metodologias. A conversão da vegetação natural do Cerrado em monoculturas causou grande perda na riqueza de espécies e mudanças na composição, sendo as espécies encontradas nas monoculturas um subconjunto das espécies presentes nas reservas. A taxa de predação na superfície não diferiu entre as reservas e as monoculturas, apesar da diversidade de espécies ser maior nas reservas. Já a taxa de predação no subsolo foi maior nas reservas, apesar de a diversidade de espécies de formigas no subsolo não diferir entre os dois hábitats. Sugere-se que as diferenças nas taxas de predação são mediadas por diferenças na abundância total de formigas e não pela riqueza de espécies. A distância das reservas não afetou a estrutura das comunidades de formigas e a taxa de predação dentro das monoculturas. De forma geral, os resultados deste estudo sugerem que a conservação da diversidade de espécies de formigas depende da conservação do mosaico de hábitats que tipicamente caracteriza o Cerrado e que as práticas agrícolas afetam a diversidade de formigas e a função predatória realizada por estas espécies.
Abstract: This study assessed the effect of the structural diversity of the Cerrado vegetation on ant diversity; the effect of conversion of natural areas into crop fields on ant diversity and in their predatory function; and the importance of nature reserves close to crop fields on the ant diversity and predation. I also tested a methodology for collecting hypogaeic ants in the Cerrado. Samples were collected in different areas of Cerrado and at adjacent crop fields. To evaluate the effect of structural diversity of the Cerrado vegetation, ants were collected with pitfall traps and Winkler sacs. To collect hypogaeic ants, initially, I compared trap efficiency at different depths, time of field exposure and the addition of ant attractive and in relation to pitfall traps placed on soil surface. To analyze the effect of the transformation of natural areas into crops fields, epigaeic ants were collected with pitfall traps and hypogaeic ants with subterranean traps, in transects at various distances from reserves. Ant predation in the underground was estimated using Tenebrio molitor larvae buried in traps. On the surface soil and vegetation, ant predation was estimated using artificial caterpillar made with modeling clay. Ant species richness was higher in the cerradão compared to the other types of vegetation, while the vereda had the lowest number of species. Ant species richness was positively correlated with shrub and tree cover, litter cover and biomass, and negatively correlated with grass cover. The species composition also varied according to the structural heterogeneity of the habitats. The most efficient methodology to collect hypogaeic ants consisted of traps exposed for seven days, at 20 cm deep and using palm oil as an additional attractive. The traps placed in the soil surface collect more ants species than subterranean traps and most of the species collected in the underground were also sampled in the surface. However, the subterranean traps collected some species rarely found with other methodologies. The conversion of the natural Cerrado vegetation into crop fields affected ant species richness and composition, with the species found in crop fields being a subset of the species present at the reserves. The predation rate on the soil surface did not differ between the reserves and crop fields, despite the fact that ant species richness was much higher in reserves. In the underground ant predation was higher in the reserves; despite the fact that ant species richness in underground did not differ between the two habitats. It is suggested that differences in predation rates are mediated by differences in total ant abundance rather than by species richness. The distance of the reserves did not affect the structure of ant communities and predation rate in crop fields. Overall, the results of this study suggest that the conservation of ant species diversity depends on the conservation of the habitat mosaic that typically characterize the Cerrado and that farming practices negatively affect the ant species richness and the predatory function performed by these species.
Keywords: Diversidade
Heterogeneidade ambiental
Cerrado
Agrossistemas
Formigas
Armadilhas subterrâneas
Predação
Conservação
Diversity
Environmental heterogeneity
Crop fields
Ants
Subterranean traps
Predation
Conservation
Formiga - Ecologia
Biodiversidade
Cerrados - Conservação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais
Citation: NASCIMENTO, Renata Pacheco do. Ant community structure in the Cerrado: diversity, composition and predatory activity in crop fields and natural ecosystems. 2011. 169 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13267
Issue Date: 26-Aug-2011
Appears in Collections:TESE - Ecologia e Conservação de Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
t.pdf4.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.