Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13121
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Capim-elefante ensilado com diferentes níveis de farelo úmido de glúten de milho (FUGM): aspectos nutricionais, comportamento ingestivo e digestibilidade aparente em ovinos
metadata.dc.creator: Gonçalves, Mayara Fabiane
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira, Isabel Cristina
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Macedo Júnior, Gilberto de Lima
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Simone Pedro da
metadata.dc.contributor.referee2: Basso, Fernanda Carvalho
metadata.dc.description.resumo: O Farelo Úmido de Glúten de Milho (FUGM) é um coproduto da moagem de milho para fabricação de xarope e amido deste grão. Tal coproduto pode ser ensilado com forragens padrão na tentativa de melhorar sua conservação. Objetivou-se com este estudo avaliar os aspectos nutricionais de silagens de capim-elefante com inclusão de quatro diferentes níveis de farelo úmido de glúten de milho (FUGM), sendo eles os níveis 0% (T0), 30% (T30), 60% (T60), 90% (T90) de inclusão do FUGM e o capim-elefante in natura (CEIN), o comportamento ingestivo em ovinos alimentados com estas silagens e o consumo e digestibilidade aparente destes alimentos. As silagens foram confeccionadas em tóneis verticais, com três repetições para cada tratamento, totalizando 12 silos experimentais. Para avaliação do comportamento ingestivo e digestibilidade aparente, foram utilizados cinco ovelhas, sem raça definida (SRD), canuladas no rúmen, alojadas em gaiolas de metabolismo. Não houve diferença (p<0,05) para as temperaturas das silagens de capim-elefante com 0, 30 e 60% de inclusão do FUGM no dia da ensilagem (dia 0), apenas o maior nível de inclusão (90%) apresentou temperatura mais elevada, 41,46ºC. No 50º dia após a ensilagem, não houve diferença significativa (p<0,05) entre as silagens de capim-elefante sobre a temperatura da massa ensilada. Nas silagens de capim elefante + FUGM, os valores de pH decresceram linearmente no dia 0 e aumentaram linearmente após 50 dias de ensilagem. Os teores de MS das silagens de capim-elefante no dia 0 elevaram-se quadraticamente à medida que aumentou a inclusão de FUGM, já aos 50 dias após a ensilagem todos as silagens apresentaram maiores valores de MS quando comparado ao dia 0. A DIVMS da silagem de capim-elefante foi superior nos níveis 0 e 30% de inclusão após 50 dias de ensilagem. Não houve diferenças significativas (p>0,05) para a DIVMS das silagens de milho com inclusão FUGM no dia 0 e após 50 dias de ensilagem. As características físicas das silagens não sofreram grandes alterações com os níveis de inclusão do FUGM. Em relação ao comportamento ingestivo pode-se observar que as maiores eficiências de ruminação da matéria seca (ERMS) foram encontradas nos tratamentos com 60 e 90% de inclusão do FUGM. O tamanho de partícula das silagens de capim-elefante com a inclusão do FUGM aumentou linearmente nos tamanhos entre 19mm e 8mm (Y=21,16+0,28X) quanto maior a inclusão deste coproduto. Já as partículas de alimento com tamanho entre 8mm e 1,18mm das mesmas silagens foram encontradas em maior quantidade nos tratamentos com 30% e 60% de inclusão de FUGM, apresentando regressão quadrática ascendente. A FDNfe regrediu linearmente com a inclusão do coproduto FUGM. O pH ruminal dos animais variaram entre 6,44 e 6,90. Os tratamentos com maiores níveis de inclusão do FUGM, T60 e T90, apresentaram valores de pH mais baixos. No consumo e digestibilidade aparente, foi verificado que não houve diferença significativa (p>0,05) para consumo de matéria seca (CMS) em g/dia, em relação do peso vivo (CMSPV) e em relação ao peso metabólico (CMSPV0,75). O consumo de fibra em detergente neutro (CFDN) e fibra em detergente ácido (CFDA) não diferiram significamente (p>0,05) entre os tratamentos. O teor de FDN das dietas influenciou mais o comportamento ingestivo dos animais em relação as características físicas da dieta. O coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca (CDMS) foi maior quando houve inclusão em algum nível do FUGM em relação à silagem de capim-elefante sem a inclusão deste coproduto.
Abstract: Wet Corn Gluten Feed (WCGF) is a byproduct of milling corn syrup and starch manufacturing this grain . This coproduct can be ensiled forages standard in an attempt to improve their conservation . The objective of this study was to evaluate the nutritional value of silage of elephant with inclusion of four different levels of wet corn gluten Feed (WCGF) , the behavior of sheep fed with these silages and consumption and digestibility of these foods . No significant differences ( p < 0.05 ) for the temperatures of elephant grass silages with 0 , 30 and 60 % inclusion of FUGM on day 0 , only the highest level of inclusion ( 90 % ) showed higher temperature , 41 46 º C. On day 50 there was no difference ( p < 0.05 ) between any levels of inclusion in WCGF elephant grass silage . Silages of elephant grass WCGF + , the pH values decreased linearly on day 0 and increased linearly after 50 days of fermentation. The content of the silage of elephant grass on day 0 was increased quadratically as increased inclusion of WCGF since the day 50 post -fermentation all treatments showed higher MS compared to day 0. IVDMD of elephant grass silage was higher in levels 0 and 30 % inclusion after 50 days of fermentation, whereas there were no significant differences ( p > 0.05) with corn silage inclusion FUGM . Physical characteristics of silages did not change much with the inclusion levels . In relation to feeding behavior can be observed that the best ERMS found in treatments with 60 and 90 % of inclusion WCGF. The particle size increased linearly in sizes ranging from 19mm to 8mm (Y = 21.16 +0.28 X) the inclusion of higher FUGM coproduct . Have food particles with a size between 8 mm and 1.18 mm were found in greater amounts in treatments with 30 % and 60 % inclusion of WCGF, T30 and T60 respectively , with ascending quadratic regression . The FDNfe linearly regressed ( Y = X 33.91-0.16 ) with the inclusion of coproduct WCGF. The ruminal pH of animals fed diets varied between 6.44 and 6.90 . The treatments with higher inclusion levels FUGM , T60 and T90 , showed lower pH values . For consumption and digestibility , it was found that there was no significant difference ( p > 0.05) for dry matter intake (DMI ) in g / day compared to bodyweight ( DMILW ) and in relation to metabolic weight ( CMSPV0 , 75 ) . The use of neutral detergent fiber ( NDF ) and acid detergent fiber ( CFDA ) did not differ statistically ( p > 0.05 ) between treatments . The apparent digestibility of dry matter ( CDMS ) was higher when there is some level of inclusion in FUGM regarding elephant grass silage without including this coproduct .
Keywords: Coproduto
Consumo
FDN
FDA
Matéria seca
Temperatura
in vitro digestibility of dry matter
NDF
ADF
Drought
Temperature field
Silagem
Rações
Veterinária
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: GONÇALVES, Mayara Fabiane. Capim-elefante ensilado com diferentes níveis de farelo úmido de glúten de milho (FUGM): aspectos nutricionais, comportamento ingestivo e digestibilidade aparente em ovinos. 2014. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13121
Issue Date: 22-Apr-2014
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CapimElefanteEnsilado.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.