Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13044
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Cicatrização e influência da polihexanida tópica no processo de reparação de feridas cutâneas induzidas em papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) (Linnaeus, 1758)
metadata.dc.creator: Silva, Juliana Macedo Magnino
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, André Luiz Quagliatto
metadata.dc.contributor.referee1: Bosso, Andréa Cristina Scarpa
metadata.dc.contributor.referee2: Machado, Marcia Rita Fernandes
metadata.dc.contributor.referee3: Santos, Ricarda Maria dos
metadata.dc.description.resumo: Objetivou-se descrever os aspectos macro e microscópicos da reparação de feridas cutâneas em papagaios-verdadeiro e avaliar a influência da polihexanida na cicatrização. Foram utilizadas 20 aves, distribuídas em cinco grupos. Após indução anestésica, dois segmentos de pele de 8,0 mm foram retirados na região peitoral, nos antímeros direito e esquerdo. Efetuou-se avaliação histológica nos quatro primeiros grupos e avaliação macroscópica e morfométrica no quinto. As feridas do antímero direito foram tratadas com solução de cloreto de sódio 0,9%, (controle) e as do esquerdo, utilizando a polihexanida em gel 0,1% (experimental). Os cortes para histologia foram coletados nos dias três, sete, 14 e 21. Nas avaliações macro e microscópica, não foram observadas diferenças entre os tratamentos. No primeiro dia, as feridas apresentaram-se avermelhadas e com hemorragia, sem secreção caseosa. O desenvolvimento do tecido de granulação iniciou-se no quarto dia. A reparação cutânea foi observada no 21° dia e a cicatrização mais tardia ocorreu no 25°. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre os valores de contração das feridas, que ocorreram de forma mais acentuada entre o terceiro e sétimo dias. Os resultados microscópicos dos dias três e sete foram condizentes com a fase inflamatória do processo cicatricial. A predominância de linfócitos foi observada até o 14° dia de avaliação. Os vasos sanguíneos permaneceram congestos e a neovascularização foi observada em maior intensidade no terceiro e sétimo dias. Com a evolução do processo de cicatrização, a ulceração da epiderme tornou-se ausente, na proporção que a migração de células epiteliais para a área das lesões era observada. A reepitelização iniciou-se no 21° dia com formação de tecido epitelial recobrindo mais da metade da ferida. A inflamação e o processo de cicatrização das feridas em Amazona aestiva, ocorreram em conjunto e a descrição da reparação foi similar às reportadas em mamíferos. A limpeza diária das feridas impediu a proliferação de microrganismos. O uso tópico do cloridrato de polihexametileno biguanida (PHMB) não apresentou efeito significativo no processo de reparação cutânea em papagaios-verdadeiro.
Abstract: The purposes of this study were to describe macro and microscopic patterns of cutaneous wound healing on Blue-fronted parrots and to evaluate the influence of the polihexanide compound in this process. An experiment has been taken place within 20 animals sorted into 5 groups. After the anesthetic induction, two small pieces of skin within 8,0 mm diameter were taken from their chest. A histological evaluation were carried out in 4 groups and in the 5th one an macroscopic and morfometric analyses. The wounds of the right hand side were treated with sodium chloric solution at 0,9% and the left hand side applied polihexanide gel solution at 0,1%. For histological evaluation, the cuts were collected in the following days: 3, 7, 14 and 21. After macro and microscopic analyses no significant pattern were observed among the treatments. In the first day, the wounds were reddish and bleeding though no caseous secretion was seen. By the 4th day tissue granulation started to develop. The cutaneous regeneration were observed in the 21st day and the hauling a bit later, in the 25th. The microscopic results of the 3rd and 7th days befitted the healing sore process phase. In the 14th day lymphocytes have been seen mainly. The blood vessels were maintained congested and the neovascularization were observed intensely in the 3rd and 7th days. Along with healing process evolution, epidermal ulceration was not observed. The re-epithelization process has started on the 21st day within epithelial tissue recovering half of the wound area. The inflammation and healing process of the Amazona aestiva came together and its recovery patterns were similar to the ones reported on mammals. Daily wound antisepsis prevented microorganism proliferation. The use of polyhexamethylene biguanide hydrochloride (PHMB) has not improved the cutaneous recovery process significantly on Blue-fronted parrots.
Keywords: Aves
pele
PHMB
processo cicatricial
Birds
healing process
PHMB
skin
Papagaio (Ave)
Cicatrização de feridas
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: SILVA, Juliana Macedo Magnino. Cicatrização e influência da polihexanida tópica no processo de reparação de feridas cutâneas induzidas em papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) (Linnaeus, 1758). 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13044
Issue Date: 14-May-2012
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissJuliana.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.