Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13001
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Contenção farmacológica de jacaré-tinga Caiman crocodilus Linnaeus, 1758 com cetamina S (+) e cetamina racêmica, isolada ou em associação com o midazolam
metadata.dc.creator: Hirano, Líria Queiroz Luz
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, André Luiz Quagliatto
metadata.dc.contributor.referee1: Canabrava, Hudson Armando Nunes
metadata.dc.contributor.referee2: Carvalho, Saulo Fernandes Mano de
metadata.dc.description.resumo: CAPÍTULO 2: Propôs-se avaliar e comparar duas diferentes doses de cetamina associadas ao midazolam na espécie Caiman crocodilus. Utilizaram-se doze exemplares de jacaré-tinga, divididos em dois grupos de seis animais. O grupo 1 recebeu midazolam 2 mg/kg IM e cetamina 20 mg/kg IM, já no grupo 2, utilizou-se a mesma dosagem de midazolam associado à cetamina na dose de 40 mg/kg IM. Avaliaram-se os parâmetros fisiológicos de temperatura corporal e frequências cardíaca e respiratória, bem como a reação postural de endireitamento, relaxamento muscular, sustentação da cabeça, reflexo corneal e resposta a estímulo nociceptivo. O início da ação sedativa, duração do efeito ótimo e recuperação dos animais não diferiram estatisticamente (p>0,05) entre os dois protocolos, sendo 7,5 ± 4,18 minutos, 257,5 ± 39,6 minutos e 450 ± 122,47 minutos para o grupo 1 e 5, 83 ± 2,04 minutos, 279,17 ± 80,4 minutos e 550 ± 104,89 minutos para o grupo 2, respectivamente. Não foram observadas alterações nos parâmetros fisiológicos monitorados e os animais apresentaram relaxamento muscular satisfatório, entretanto, os protocolos não promoveram ausência de resposta a estímulos nociceptivos. Concluiu-se assim que o uso concomitante do midazolam a 2 mg/kg associado à cetamina em 20 mg/kg é mais compensatório que o protocolo composto por esses fármacos com o agente dissociativo na dose de 40 mg/kg. CAPÍTULO 3: Objetivou-se comparar os efeitos sedativos da cetamina racêmica e cetamina S (+) em Caiman crocodilus. Utilizaram-se doze jacarés-tinga, divididos em dois grupos de seis animais. O grupo 1 recebeu cetamina racêmica e o grupo 2, cetamina S (+), ambos na dose de 20 mg/kg IM. Avaliaram-se os parâmetros fisiológicos e fisiológicos e constatou-se que os crocodilianos apresentaram comportamentos letárgicos com relaxamento muscular e dificuldade de sustentação da cabeça. As médias de início da ação sedativa e duração do efeito ótimo não diferiram estatisticamente (p>0,05) entre os dois protocolos, sendo 6,66 ± 0,96 minutos e 81,66 ± 39,2 minutos para o grupo 1 e 10, 83 ± 3,76 minutos e 68,33 ± 30,98 minutos para o grupo 2, respectivamente. A recuperação no grupo 1 ocorreu, em média, aos 110 ± 48,99 minutos e no grupo 2, aos 115 ± 55,04 minutos, valores estatisticamente iguais (p>0,05). Em relação aos parâmetros fisiológicos não foram observadas diferenças estatísticas (p>0,05) entre os valores basais (t0) e os demais tempos analisados. Concluiu-se assim, que não há disparidades em relação a períodos anestésicos e efeitos adversos com o uso da cetamina na forma racêmica e S(+) pura, na dose de 20 mg/kg IM em Caiman crocodilus. Além disso, os protocolos avaliados são indicados para a contenção farmacológica de animais da espécie estudada, durante procedimentos pouco ou não-invasivos.
Abstract: CHAPTER 2: This work was developed with the purpose of evaluating and comparing two different dosages of ketamine and midazolam in Caiman crocodilus. We used twelve common caiman divided into two groups of six animals. Group 1 received midazolam 2 mg/kg IM and ketamine 20 mg/kg IM, as in group 2, we used the same dosage of midazolam with ketamine at 40 mg/kg IM. We assessed the physiological parameters of body temperature, heart and respiratory rates, also the righting reflex, muscle relaxation, head support, corneal reflex and response to nocciceptive stimulation. The beginning of sedative action, interval of the optimum effect and recovery time of the animals did not differ (p>0,05) between the two protocols, being 7.5 ± 4.18 minutes, 257.5 ± 39.6 minutes and 450 ± 122.47 minutes for the group 1 and 5.83 ± 2.04 minutes, 279.17 ± 80.4 minutes and 550 ± 104.89 minutes in group 2, respectively. There were no changes in physiological parameters and all the animals showed satisfactory muscle relaxation, however, the protocols did not promote non-response to nocciceptive stimuli. We concluded that the concomitant use of midazolam 2 mg/kg associated with ketamine 20 mg/kg is more compensatory than the protocol composed of these drugs with the dissociative agent at a dose of 40 mg/kg. CHAPTER 3: The aim of this study was to compare the sedative effects of racemic ketamine and S (+) ketamine in Caiman crocodilus. We used twelve common caiman divided into two groups of six animals. Group 1 received racemic ketamine at a dose of 20 mg/kg IM, as in group 2, we used S (+) ketamine (20 mg/kg IM). We assessed physiological parameters, righting reflex, muscle relaxation, head support, corneal reflex and response to nocciceptive stimulation. All crocodilians presented lethargic behavior with a decrease in aggression and attempted to escape muscle relaxation and difficulty in sustaining head. The optimum effect of sedative action and duration of maximum effect did not differ (p>0,05) between the two protocols, being 6.66 ± 0.96 minutes and 81.66 ± 39.2 minutes for group 1 and 10. 83 ± 3.76 minutes and 68.33 ± 30.98 minutes for group 2, respectively. The recovery in group 1 occurred at 110 ± 48.99 minutes and in group 2, at 115 ± 55.04 minutes, values statistically equal (p>0,05). The physiological parameters of body temperature, respiratory and heart rates were not statistically different (p>0,05) between baseline (t0) and other times analyzed. It was concluded that there is no relevant differences in relation to periods anesthetics and adverse effects between the use of ketamine in the racemic form and S (+) pure, at a dose of 20 mg/kg IM in Caiman crocodilus. Furthermore, the protocols evaluated are indicated for using in pharmacological restraint of common caiman for non-invasive procedures.
Keywords: Agente dissociativo
Benzodiazepínico
Crocodiliano
Jacaré-tinga
Répteis
Contenção farmacológica
Dissociative agent
Benzodiazepine
Crocodilian
Common caiman
Reptiles
chemical restraint
Farmacologia veterinária
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::CLINICA E CIRURGIA ANIMAL::CLINICA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: HIRANO, Líria Queiroz Luz. Contenção farmacológica de jacaré-tinga Caiman crocodilus Linnaeus, 1758 com cetamina S (+) e cetamina racêmica, isolada ou em associação com o midazolam. 2011. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/13001
Issue Date: 24-Feb-2011
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
d.pdf622.39 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.