Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12984
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Transmissão vertical de Campylobacter coli em matrizes pesadas e aves LPE
metadata.dc.creator: Felipe, Gutemberg da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Rossi, Daise Aparecida
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Deise Aparecida de Oliveira
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Paulo Lourenço da
metadata.dc.description.resumo: Objetivando investigar a existência de transmissão vertical, quatro matrizes pesadas e um galo foram artificialmente inoculados via intraesofágica com Campylobacter coli (FIOCRUZ-RJ), e seus ovos e embriões foram pesquisados para a presença da bactéria pelas técnicas de PCR real time e cultivo em placas. Nestas amostras também foi verificada a viabilidade e a idade da mortalidade embrionária. Paralelamente, 50 ovos SPF (specific pathogen free) foram inoculados na câmara de ar com 103 UFC de C. coli e após incubação, seus embriões foram submetidos às mesmas análises. Nos embriões e ovos férteis de matrizes inoculadas, a bactéria somente foi identificada pela metodologia molecular, mas nos ovos SPF a bactéria foi detectada por ambas as técnicas. Não houve relação entre a mortalidade embrionária e positividade para Campylobacter coli em embriões de matrizes inoculadas via intraesofágica (P<0,05). Porém o mesmo teste (quiquadrado-c2) mostrou que a presença da bactéria é causa de mortalidade embrionária precoce de embriões provenientes de ovos SPF. Existe boa concordância entre o teste de PCR real time e o cultivo em placas em amostras de fezes de matrizes inoculadas via intraesofágica, e excelente concordância quando foram analisadas amostras de embriões SPF oriundos de ovos inoculados na câmara de ar, cujos resultados foram comparados pelo coeficiente kappa. Em embriões de matrizes inoculadas via intraesofágica a C. coli só foi detectada no protocolo molecular, com positividade baixa, não sendo recuperada pela técnica do cultivo em placas. Os resultados deste estudo permitem concluir que é possível a transmissão vertical de C. coli em aves SPF, sendo esta uma via de disseminação do agente. Porém, deve haver algum fator, provavelmente relacionado com a imunidade materna, que inibe a viabilidade da bactéria no interior de ovos embrionados provenientes de matrizes pesadas. Assim, apesar de ser um evento possível, a via transovarina parece não causar danos em embriões de matrizes ou ser principal via de transmissão de C. coli em lotes de reprodutoras já previamente expostas ao agente.
Keywords: Campylobacter
Campylobacter coli
Métodos de isolamento
Mortalidade embrionária
PCR
Transmissão vertical
Isolation methods
Embryonic mortality
Vertical transmission
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: FELIPE, Gutemberg da Silva. Transmissão vertical de Campylobacter coli em matrizes pesadas e aves LPE. 2009. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12984
Issue Date: 19-May-2009
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Gutemberg.pdf258.61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.