Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12977
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Resistência aos antimicrobianos, diversidade e relação epidemiológica de bactérias do gênero Salmonella spp isoladas na granja de terminação e abate de suínos
metadata.dc.creator: Guimarães, Adélia Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: Rossi, Daise Aparecida
metadata.dc.contributor.referee1: Ribas, Rosineide Marques
metadata.dc.contributor.referee2: Destro, Maria Teresa
metadata.dc.description.resumo: Salmonella spp. é um importante patógeno zoonótico que pode ser disseminado ao longo da cadeia produtiva de suínos. Sua presença na carne destes animais é causa de preocupação para os frigoríficos e risco para a saúde pública. Foram utilizadas 86 amostras de Salmonella spp. previamente isoladas na cadeia produtiva de suínos, provenientes de 90 amostras de fezes suínas, 135 carcaças e 24 amostras ambientais. Objetivou-se determinar a resistência aos antimicrobianos, identificar os sorovares e estabelecer a relação filogenética entre eles pela técnica de RAPD-PCR. Foi realizada a identificação sorológica preliminar com o antissoro polivalente somático O e os monovalentes B, C e D, e em paralelo, foi realizada a caracterização antigênica definitiva em laboratório oficial. A resistência aos antimicrobianos foi determinada pelo método de difusão em discos, e a similaridade filogenética entre isolados pela técnica de RAPD-PCR. Os sorovares identificados foram: Typhimurium (32,55%), Agona (23,26%), Infantis (19,77%), Minnesota (17,44%) e Panama (6,98%). Os dendrogramas demonstraram homologia entre isolados dos diferentes sorovares agrupados em clusters. A similaridade foi independente do local de isolamento, comprovando a presença de clones ao longo da cadeia de produção. Indicaram também, que suínos excretando S. Typhimurium nas fezes contribuem para a contaminação da carcaça e para a contaminação cruzada, e que as condições de abate limitaram a sobrevivência de S. Agona. Para estes dois sorovares, a ração possivelmente foi a fonte primária de infecção dos animais na granja. Foi observada contaminação da depiladeira com o mesmo clone de S. Minnesota identificado nas fezes, porém, não houve isolamento nas carcaças. S. Panamá nas carcaças aparentemente não está relacionada à infecção prévia dos animais. Isolamentos de S. Infantis nas fezes foram relacionados à contaminação ambiental da granja ou à infecção em etapas anteriores à terminação dos animais. Foi observado padrão de multirresistência aos antimicrobianos testados para todos os sorovares, com mais de 50% apresentando resistência a nove dos 11 antibióticos testados. As drogas mais efetivas foram o sulfazotrim e a norfloxacina, com resistência de 16,3% e 54,6%, respectivamente. S. Minnesota e S. Infantis apresentaram os mais elevados perfis de resistência ao sulfazotrim. Os resultados desse estudo demonstram a necessidade de monitoramento da resistência aos antimicrobianos de bactérias zoonóticas e implantação de medidas de controle mais eficazes para controlar a presença e persistência de Salmonella ao longo do processo produtivo de suínos como forma de garantir a inocuidade do alimento e segurança do consumidor.
Abstract: Salmonella spp. constitute an important zoonotic pathogen that may be disseminated widespread in the pork production chain. Its presence in the meat of these animals is cause of concern to slaughterhouses and a risk to human health. Eighty six samples of Salmonella spp. were used, previously isolated from the pork production chain, from 90 samples of swine feces, 135 carcasses and 24 environmental samples. The objective of this study was to determine the antimicrobial resistance, to identify the serotypes and to establish the phylogenetic relationship among them through RAPD-PCR technique. The serological identification was previously performed through O-somatic polyvalent antiserum and B, C and D monovalent ones, and concomitantly, the definite antigenic characterization tests were undertaken in official laboratory. The antimicrobial resistance was determined through disk diffusion antibiotic sensitivity testing, and the phylogenetic similarity among isolate samples through RAPD-PCR technique. The identified serotypes as follows: Typhimurium (32.55%), Agona (23.26%), Infantis (19.77%), Minnesota (17.44%) and Panama (6.98%). The dendrograms demonstrated homology among isolate samples from different serotypes grouped in clusters. The similarity was independent from the place of isolation confirming the presence of clones along the production chain. They also indicated swine that excrete Salmonella Typhimurium in feces contribute to the contamination of carcasses and to the cross contamination, and the slaughtering conditions limited the survival of Salmonella Agona. In regard to those two serotypes, the animal feed was probably the primary source of animal infection within the farm. Contamination was observed in the pork s epilator, where the same clone of Salmonella Minnesota identified in swine feces was present, but there were no isolate samples among carcasses. Salmonella Panamá among carcasses is apparently not related to the previous infection of animals. Isolate samples of Salmonella Infantis in swine feces were related to tenvironmental infection of the farm or to the infection during anterior stages in relation to finishing animals. Multiresistance pattern to antimicrobials was observed in all serotypes tested, being more than 50% with resistance to nine out of the eleven tested antibiotics. The most effective drugs were the Sulfazotrim and the Norfloxacin, with resistance from 16.3% to 54.6%, respectively. Salmonella Minnesota and Salmonella Infantis presented the most elevated pattern of resistance to Sulfazotrim. The results of this study demonstrated the necessity of monitoring the antimicrobial resistance of zoonotic bacteria and the implantation of more effective manners to control the presence and persistence of Salmonella along the pork production chain as a way to guarantee the innocuity of food and consumer safety.
Keywords: Microbiologia veterinária
Salmonella
RAPD
Suínos
Resistência aos antimicrobianos
RAPD-PCR
Pork
Antimicrobial resistance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias
Citation: GUIMARÃES, Adélia Rodrigues. Resistência aos antimicrobianos, diversidade e relação epidemiológica de bactérias do gênero Salmonella spp isoladas na granja de terminação e abate de suínos. 2010. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12977
Issue Date: 25-Aug-2010
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Veterinárias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss Adelia.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.