Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12897
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: Identidade de gênero e sexualidade : uma análise das revistas Nova e Playboy
metadata.dc.creator: Montezelo, Giovana Gabriela
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira, Eliane Schmaltz
metadata.dc.contributor.referee1: Souza, Márcio Ferreira de
metadata.dc.contributor.referee2: Borges, Dulcina Tereza Bonati
metadata.dc.description.resumo: A sexualidade é um assunto que vem se tornando cada vez mais importante para a construção da identidade de gênero dos indivíduos. O esforço deste trabalho é identificar de que maneira a mídia, em especial a revista Nova e a revista Playboy, transmite conteúdos a respeito da sexualidade para homens e mulheres; o trabalho parte da análise de algumas das matérias, de dossiês e de entrevistas presentes nas revistas selecionadas. A ideia de novo é parte das diversas revistas em circulação no mercado brasileiro. Porém, essa ideia de novo oferece uma falsa impressão de liberdade quando se trata apenas da continuidade da veiculação de estereótipos. A teoria desenvolvida em torno da categoria gênero contribui para a compreensão da construção das identidades e também em que medida a feminilidade e a masculinidade vem sendo veiculadas pelos mais diversos discursos. Judith Butler (2012) é a autora mais importante na medida em que mostra que existe uma matriz de inteligibilidade na qual os gêneros são construídos. Essa matriz diz respeito a uma coerência e uma continuidade entre sexo/gênero/desejo/práticas sexuais; a matriz dominante na sociedade é a da heterossexualidade compulsória. Os meios de comunicação oferecem modelos de comportamento que estão de acordo com essa matriz dominante. Por isso, é necessário entender como a mídia influencia na construção das identidades e na disseminação de representações sociais estereotipadas a respeito do que seriam comportamentos femininos e comportamentos masculinos. A análise das revistas demonstra que o novo tem relação com novas formas de apresentar os conteúdos e não com uma mudança nos relacionamentos e identidades. Assim, a importância do trabalho está em identificar o que os meios de comunicação veiculam, ou continuam veiculando, se contribuem ou não para o questionamento da matriz dominante heterossexual, se oferecem novas possibilidades de relacionamento e novos estilos de vida.
Abstract: Sexuality is a topic that is becoming increasingly important for the construction of gender identity of individuals. The effort of this work is to identify how the media, especially Nova and Playboy magazines, transmits content about sexuality for men and women; the work analyzes some of the materials, dossiers and interviews in magazines present selected. The idea of \" new\" is part of several magazines in circulation in the Brazilian market. However, this idea of \" new\" offers a false sense of freedom when it is just the continuation of the placement of stereotypes . The theory developed around gender category contributes to the understanding of the construction of identities and also the extent to which femininity and masculinity has been aired by several speeches. Butler (2012), is the most important author because she shows that there is a matrix of intelligibility in which the genders are constructed. This matrix relates the coherence and continuity among sex / gender / desire / sexual practices; the dominant matrix in society is that of compulsory heterosexuality. The media provide role models that are consistent with this dominant matrix. Therefore it is necessary to understand how the media influences the construction of identities and dissemination of social representations about the stereotyped behaviors that would be feminine and masculine. The analysis of the magazines demonstrates that the \"new\" has to do with new ways to present content and not with a change in relationships and identities. Thus, the importance of the work lies in identifying what the media convey, or continue airing, whether they contribute or not to the questioning of the dominant heterosexual matrix, it offers new possibilities for relationships and new lifestyles .
Keywords: Gênero
Sexualidade
Identidade
Gender
Sexuality
Identity
Identidade de gênero
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais
Citation: MONTEZELO, Giovana Gabriela. Identidade de gênero e sexualidade : uma análise das revistas Nova e Playboy. 2013. 118 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12897
Issue Date: 21-Oct-2013
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IdentidadeGeneroSexualidade.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.