Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12841
Document type: Dissertação
Access type: Acesso Aberto
Title: Organização dos serviços e das comissões de infecção hospitalar e utilização de taxas para o controle de infecção hospitalar em região central do Brasil
Author: Alfonso Júnior, Geovanne D
First Advisor: Jorge, Miguel Tanús
First member of the Committee: Barata, Cristina Hueb da Cunha
Second member of the Committee: Pedroso, Reginaldo dos Santos
Summary: As taxas de infecção hospitalar (IH) são índices que deveriam ser amplamente utilizados para nortear as ações de controle de infecção. No entanto, não se tem claro o quanto essas tem sido utilizadas para tal finalidade pelas comissões de controle de infecção hospitalar (CCIHs). O presente estudo objetivou avaliar características dos serviços de controle de infecção hospitalar (SCIH) e CCIH, as taxas de IH obtidas e, sobretudo, suas utilizações no processo de controle de IH em hospitais de uma região central do Brasil. Os dados foram obtidos prospectivamente, por meio de entrevista, com 44 profissionais de saúde atuantes no serviço de controle de IH de 19 hospitais da região. Foi utilizado, como instrumento de pesquisa, um questionário semiestruturado. Com base nos dados fornecidos pelos profissionais entrevistados, constatou-se que os SCIH e as CCIH estão relativamente bem estruturados em comparação com o que tem sido registrado na literatura. Os principais índices de infecção construídos referem-se às infecções de sítio cirúrgico (ISC), infecção pulmonar relacionada a ventilação mecânica (VM), infecção do trato urinário (ITU) relacionado a cateter vesical (CV) e infecção primária da corrente sanguínea (IPCS). Dentre as atividades desenvolvidas, as coletas de dados, construções de índices e suas divulgações demandavam a maior parte do período de trabalho dos profissionais. Quarenta (90,91%) profissionais consideravam que as taxas têm sido de utilidade para o controle de IH e 34 (77,27%) lembravam-se de alguma ação tomada pelo SCIH baseada fundamentalmente nas taxas obtidas. Entretanto, percebe-se que as ações referidas não foram, necessariamente, desencadeadas e sustentadas pelo conhecimento das taxas. Conclui-se que os SCIHs e as CCIHs da região estudada têm melhor estrutura do que a média conhecida parao País; as atividades de coleta de dados, construção e divulgação de índices são geralmente realizadas como têm sido preconizadas, mas o tempo despendido com estas atividades não está claramente justificado pelas ações que determinam.
Abstract: Hospital-acquired infection (HAI) rates are measures which should be obtained only to guide infection control practices. However, it is not clear how well they have been actually used by hospital-acquired infection control committees (HAICCs) to achieve this purpose. This study aimed at assessing the characteristics of Hospital-acquired infection control services (HAICS) and HAICC, HAI rates obtained and, especially, their use in the HAI control process in hospitals from a central region of Brazil. Data were prospected using interviews with 44 healthcare professionals working in the HAI control service of 19 hospitals of the region. It was carried out by one of the researchers, who used as instrument a semi-structured questionnaire. Based on data provided by interviewee professionals, HAICSs and HAICCs are relatively well-structured. The major infection rates established relate to surgical site infections (SSI), pulmonary infection related to mechanical ventilation (MV), urinary tract infection (UTI) related to vesical catheter (VC) and primary bloodstream infection (BSI). During activities carried out, data collection, construction of rates and their dissemination took most of the professionals work time. Forty (90.91%) professionals considered that the rates have been useful in controlling HAI and 34 (77.27%) could remember some measure taken by HAICS fundamentally based on obtained rates. However, it is noticeable that mentioned measures were not, necessarily, triggered and sustained by knowledge of the rates. It has been concluded that HAICSs and HAICCs of the study region have a better infrastructure than the known average in Brazil; activities of data collection and rate construction and dissemination are usually carried out as they have been suggested, but time spent on these activities is not clearly justified by the measures they determine.
Keywords: Ciências médicas
Infecção hospitalar - prevenção
Area (s) of CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
Institution Acronym: UFU
Department: Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Quote: ALFONSO JÚNIOR, Geovanne D . Organização dos serviços e das comissões de infecção hospitalar e utilização de taxas para o controle de infecção hospitalar em região central do Brasil. 2015. 50 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12841
Date of defense: 5-Nov-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÃO - Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OrganizacaoServicosComissoes.pdf1.27 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.