Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12810
metadata.dc.type: Dissertação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Title: A concentração sérica de tacrolimo após a ingestão de omeprazol: um estudo piloto
metadata.dc.creator: Peloso, Leonardo José
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira Filho, Sebastião Rodrigues
metadata.dc.contributor.referee1: Souza, Patrícia Medeiros de
metadata.dc.contributor.referee2: Ferreira, Anderson Luiz
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Tacrolimo (TCR) é uma droga imunossupressora amplamente utilizada em receptores de órgãos pós-transplantes. Sua absorção ocorre principalmente no duodeno e jejuno, sua concentração sérica máxima é atingida entre 0,5 e 4 horas após a ingestão (média de 2 horas) e sua absorção pode ser facilitada em meio alcalino. Omeprazol (OMP) é um inibidor da bomba de protóns das células parietais do estômago e atinge sua concentração máxima entre 0,5 e 3,5 horas após a ingestão (média de 2 horas) e uma vez que reduz a acidez gástrica, é capaz de libertar o conteúdo mais alcalino para o duodeno. Interações farmacológicas entre TCR e OMP são descritas principalmente com relação à via metabólica comum (CYP3A4 e P-gp) utilizadas por ambos medicamentos, que pode resultar em elevações da concentração plasmática do TCR. Os objetivos deste trabalho são: identificar se há aumento ou diminuição da concentração de tacrolimo quando administrado após o omeprazol e determinar a frequência de sujeitos que aumentaram, em 2 horas, a biodisponibilidade de tacrolimo após o uso do omeprazol. Sujeitos e Métodos: Foi realizado um estudo piloto, duplo cego, cruzado contra placebo em 28 sujeitos pós transplante renal em uso regular de TCR (média: 0,08 ± 0,05 mg/kg de peso/dia BID) e OMP (20 mg/dia MID). Diariamente o OMP ou placebo foram ingeridos em jejum pela manhã às 6:00 horas e, após 2 horas, o TCR foi ingerido nas doses relatadas anteriormente. As coletas de sangue foram realizadas 2 horas após a ingestão do TCR ao final de 4 dias consecutivos, tanto em regime de OMP quanto placebo, sendo o sujeito o controle dele mesmo. As concentrações séricas do TCR foram obtidas pelo método de imunoensaio quimioluminescente por micropartículas em sangue total humano (CMIA, Abbott Lab. do Brasil) em jejum alimentar de 3,5 horas. Resultados: Dos sujeitos avaliados: 18 (64,3%) eram do sexo masculino e 10 (35,7%) feminino; 8 (28,6%) obtiveram rim de doador vivo e 20 (71,4%) de doador cadáver. A idade média dos sujeitos foi 43 ± 13 anos e o tempo pós transplante de 41 ± 32 meses. As dosagens médias de creatinina e ureia séricas foram de 1,6 ± 0,5 mg/dL e 59 ± 27 mg/dL, respectivamente, e hemoglobina de 13,7 ± 1,9 g%. Quanto às médias das concentrações séricas de TCR obtidas em uso de placebo ou OMP não mostraram diferenças significativas (15,8 ± 8,7 ng/mL versus 15,7 ± 6,8 ng/mL; respectivamente; P=0,92). Conclusão: Em nosso estudo foi possível observar que a ingestão do OMP, previamente ao TCR, não alterou as concentrações séricas médias do referido imunossupressor; entretanto, em relação ao período placebo houve aumento na concentração sérica do TCR acima de 10% em 13 sujeitos e acima de 20% em 10 sujeitos, o que correspondeu a 46,4% e 35,7%, respectivamente, dos sujeitos de pesquisa. Estes dados inferem que o OMP, se ingerido 2 horas antes do TCR, pode aumentar a concentração sérica deste imunossupressor por provável alcalinização do conteúdo intestinal. Estes dados serão utilizados nos cálculos de tamanho amostral, para futuros estudos com maior número de sujeitos.
Abstract: Introduction: Tacrolimus (TCR) is an immunosuppressant drug widely used in post-transplant organ recipients. Its absorption occurs principally in the duodenum and jejunum, its peak serum concentration is reached between 0.5 and 4 hours after ingestion (average 2 hours), and its absorption may be facilitated by an alkaline medium. Omeprazole (OMP) is a proton pump inhibitor in the parietal cells of the stomach that reaches maximum concentration between 0.5 and 3.5 hours after ingestion (average 2 hours), and because it reduces gastric acidity, it is capable of releasing more alkaline content into the duodenum. Pharmacological interactions between TCR and OMP are always described primarily with respect, to the common metabolic pathway (CYP3A4 and P-gp) used by both medications which may result in elevations of the TCR plasma concentration. The objectives of this study are to identify if there is an increase or decrease in the concentration of tacrolimus when administered after omeprazole and determine the frequency of subjects who increased in two hours, the bioavailability of tacrolimus after using omeprazole. Subjects and Methods: To that end, a double blind, placebo-controlled pilot study was performed in 28 post-renal transplant subjects regularly using TCR (mean: 0.08 ± 0.05 mg/kg/day BID) and OMP (20 mg/day MID). OMP or a placebo was ingested every morning at 6 am after fasting, and TCR was ingested 2 hours later at the doses reported above. Blood samples were taken 2 hours after the ingestion of TCR over 4 consecutive days under both the OMP and placebo regimes, being the subject the control same its. Serum concentrations of TCR were obtained using the chemiluminescent microparticle in human whole blood immunoassay method (CMIA, Abbott Lab., Brazil) after the subjects fasted for 3.5 hours. Results: Of the subjects evaluated, 18 (64.3%) were male, and 10 (35.7%) were female. In total, 8 (28.6%) of subjects received living donor kidneys, and 20 (71.4%) of subjects received cadaveric donor kidneys. The mean age of the subjects was 43 ± 13 years, and the average time since transplant was 41 ± 32 months. The mean serum creatinine and urea levels were 1.6 ± 0.5 mg/dL and 59 ± 27 mg/dL, respectively, and the mean hemoglobin level was 13.7 ± 1.9 g/dL. Conclusion: We found no significant difference in the mean serum TCR concentrations measured under the placebo or OMP regime (15.8 ± 8.7 ng/mL versus 15.7 ± 6.8 ng/mL, respectively, P=0.92). Compared with the placebo period, there was an increase in the serum TCR concentration greater than 10% in 13 subjects and greater than 20% in 10 subjects, which corresponded respectively, to 46.4% and 35.7% of the studied subjects. These data infer that OMP may increase the serum TCR concentration if ingested 2 hours before TCR ingestion, likely through alkalization of the intestinal contents. These frequency rates should be used to calculate the sample sizes needed for future studies with larger numbers of subjects.
Keywords: Omeprazol
Tacrolimo
Absorção
Omeprazole
Tacrolimus
Absorption
Ciências médicas
Omeprazol - Absorção
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Uberlândia
metadata.dc.publisher.initials: UFU
metadata.dc.publisher.department: Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: PELOSO, Leonardo José. A concentração sérica de tacrolimo após a ingestão de omeprazol: um estudo piloto. 2014. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.
URI: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/12810
Issue Date: 25-Aug-2014
Appears in Collections:PGCS - Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ConcentracaoSericaTacrolimo.pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.